CB 360, saboneteiras, qual, livro etc

CB 360, saboneteiras, qual, livro etc

CB 360, saboneteiras, qual, livro etc

Tenho uma Honda cb 360 1974 com 22 000 km originais, troquei os aros que eram 18 para 17 para colocar os pneus da twister. , 100 dianteira e 130 traseira s¢ que eu queria colocar 130 dianteira e 150 ou 160 trazeira , coloquei os aros da nxr bros trazeiro tanto na dianteira como na trazeira deu certo mas eu queria mais ,queria manter o lado antigo constratando com o novo ,comprei a moto so para modificar ,queria saber as modifica‡oes que preciso fazer pra colocar estes pneus.
alesandro – caratinga/mg
Karaka, vc j  desfigurou uma das motos mais cl ssicas dos anos 70, acho que usar pneu acima de 100 na diant e 130 na tr s. J  ‚ um exagero totalmente desnecess rio.

Saboneteiras
Tite! Aqui estou novamente para te pentelhar. Dessa vez, duas d£vidas. 1-)  poss¡vel encontrar “saboneteiras” em separado? Como se fossem joelheiras de moto-cross?! 2-) Por que no Brasileiro de Motovelocidade na categoria 125cc ainda nÆo vemos as TitÆs 150 ou sequer uma Yes ou YBR?! Idem na 250cc.  tanto o medo da Honda/CBM ver uma Fazer disputar com a Twister?
Gabriel – Atibaia-SP
Fala pentelho, sim, pode-se comprar as saboneteiras ou raspadores em separado, mas nÆo me pergunte onde. J  respondemos essa questÆo do brasileiro de motovelocidade. Nada a ver com a CBM, simplesmente a 150 ainda nÆo foi homologada, ser  em 2007, bem como a Fazer 250. Qualquer um pode inscrever uma YBR ou Yes 125 pra correr, mas quem est  disposto?

Qual
Tenho uma Strada 200, mas vou adquirir 1 250cc, estou na d£vida entre a Twister e a Fazer, mas a minha maior d£vida ‚ outra, nunca andei numa Virago (nem qualquer custon), mas sou apaixonado, penso em pegar uma Viraguinho 250, o que vocˆ pode me dizer sobre estas 3 motos.
Ricardo – Vera Cruz do Oeste – PR
Sobre a Fazer e a Twister vc encontra o que eu acho nos testes realizados. A Viraguinho ‚ bem diferente das duas. Se vc nunca pilotou uma custom ‚ bom experimentar primeiro antes de fazer qualquer escolha.

Livro
Grande GTS! Parab‚ns pelo site que esta cada dia melhor. Vi a foto da semana (parab‚ns pela patroa!) e nÆo vejo a hora de ler sua avalia‡Æo. Por falar em avalia‡Æo, cadˆ o teste das Bandits? J  pensou em montar um livro sobre mecƒnica de motos? A contar pela qualidade de seus artigos t‚cnicos e seu grande p£blico ser  sucesso garantido!
Agnaldo – Barcarena, PA
Livro t‚cnico exige muito mais pesquisa e investimento do que vc pensa. Mas vem a¡ o livro de cr“nicas que ser  bem informativo e divertido.

Fofoqueiro
Ol , Tite, herdeiro da afamada paciˆncia de J¢! Velhinho, se vc nÆo quiser responder esta pergunta nÆo vou achar q vc ‚ grosso ou mal-educado, pois o q pergunto ‚ curiosidade sobre a vida alheia: pq vc, sendo um dos membros fundadores da Revista da Moto! saiu daquela publica‡Æo? E p/ qual revista vc escreve atualmente? Um motonliner do RS comentou sobre a falta q seu estilo de escrita faz nos testes das motos e sou obrigado a concordar. depois das suas mat‚rias sobre a ZX750 e sobre a MV Agusta, perdi o prazer as mat‚rias de outros “testadores”.
Luis – TaboÆo da Serra
Que mala, quer saber da vida alheia! Bom, esclarecendo: eu nÆo sou um dos fundadores da revista MOTO! Apenas trabalhei l  por seis anos e sa¡ por razäes de foro ¡ntimo (que boiolice!). Hoje colaboro com a Duas Rodas. Se vc nÆo consegue ler as revistas nÆo tem problema. Economize seu dinheiro e leia Motonline!

Qual
 linda essa CB 400 SS. Gosto muito mais desse estilo do que das modernosas. Ali s, ‚ por isso que penso em comprar uma Intruder! Seguindo sua opiniÆo, pesquisei pre‡o das 250 e estÆo em torno de 5.500, 6.500, geralmente de 97 … 99. Ser  que mesmo assim vale mais que a 125-07, que custa 5.750?  ¢bvio que a 250 ‚ muito mais bonita, ‚ muito mais moto, anda mais etc. Mas meu uso ‚ mais na cidade, viagem no m x. 200 km, nÆo gosto de correr, enfim, ser  que com os novos 12,5 CV j  nÆo seria feliz?
pedro – rio de janeiro
Por isso eu nÆo gosto de responder esse tipo de pergunta. A escolha de uma moto ‚ muito pessoal. EU prefiro sempre mais potˆncia acima de tudo. J  outros preferem a economia. Depende exclusivamente de quem vai preencher o cheque.

Falcon
Caro Tite, li algumas vezes comentarios seus dizendo que nÆo gosta da NX4 Falcon, ser  que pode apontar os pontos cr¡ticos da moto ou ‚ apenas gosto pessoal seu.
daniel – jau – sp
Isso j  foi exaustivamente explicado aqui. SÆo argumentos t‚cnicos mesmo. Estou esperando a chegada de uma Falcon pra realizar finalmente um teste.

Escape
Tite Tenho uma CB 500 e qd comprei-a, coloquei um escape x nela. Ficou um ronco blz. Tirei o escape para pintar uma parte e recoloque o original e fique surpreso como ela ficou bem afiada, estinlingando mais e melhor. Nas propagandas os escapes ¤ original dizem que aumentam a potˆncia da moto, pq comigo foi ao contr rio?
Fernando – Salvador, Ba
Vc acaba de confirmar o defendo h  anos: escape esportivo nÆo faz milagres em motores de baixa potˆncia. S¢ a troca do escape provavelmente o rendimento s¢ piora.

Gasolina
ae tio Tite, lendo aqui as cartas dos leitores, uma delas comenta sobre a gasolina fria, que o prof. do cara recomendou abastecer sempre a noite, e que vc comenta q nas corridas, a gasolina ‚ resfriada. A explica‡Æo ‚ que uma das propriedades f¡sicas afetadas pela temperatura ‚ a densidade. Cuja rela‡Æo ‚ D=massa/volume. A densidade m‚dia de gasolina ‚ em torno de 0,8kg/L(certo?). Ocorre que com o baixar da temperatura, a maioria dos l¡quidos(a exce‡Æo ‚ a  gua)diminui de volume, pois diminui a energia cin‚tica das mol‚culas. Na teoria, quanto menor a temperatura(menor o volume) maior a massa de gasolina, pois a densidade ‚ a mesma. Logo, vc estaria pondo maior massa de gasolina para um mesmo volume(por litro). uma das explica‡äes pq na f1, calcula-se gasolina por quilo, nÆo por litro.Valeu?ah, vale lembrar q nem sempre … noite ‚ mais frio, justamente ao contr rio, normalmente ‚ pela manhƒ, pois a Terra perde calor … noite (madrugada) e absorve durante o dia.
Rafael – bnu
Esse ‚ meu banabuiuiiuiuiuense favorito!

CBX 750
Tite, l¡ o teste da CBX 750 e ficou faltando um “detalhe”. Sempre que vejo seus testes vocˆ diz o que faria na sua moto. No caso da sua CBX 750, quais as altera‡äes que vocˆ faria? Ele ‚ uma boa estradeira? Vocˆ prefere a F ou a Indy?
Robinson – Iju¡ – RS
Talvez nÆo tenha ficado claro, mas aquele teste foi escrito em 1987. Eu prefiro a F, acho a Indy feia com aquela carenagem esquisita.

Pulga
Tite, fiquei com a pulga atr s da orelha: “nÆo se reduz a marcha com a moto inclinada”. Por que, hein Tio?
Eduardo – JoÆo Pessoa – PB
Primeiro use um Baygon nessa orelha. Segundo, quando vcs lerem uma carta, por favor leiam o contexto. Est  escrito EM COMPETI€ÇO nÆo se reduz nas curvas porque a moto est  inclinada no limite do pneu e se a roda traseira travar o nego vai pro chÆo!