ranking_jan2014_destaque

Cenário de estabilidade na venda de motocicleta

Ranking de venda de motocicletas

Ranking de venda de motocicletas

Apesar da venda de motocicletas em janeiro de 2014 ter sido menor do que foi em dezembro do ano passado, o volume foi maior do que fora em janeiro de 2013. Foram emplacadas em janeiro 133.098 motocicletas em todo o Brasil contra 140.233 em dezembro.

Já em janeiro de 2013 foram vendidas 125.885. A queda de 5,1% de um mês para o outro não necessariamente é uma notícia ruim, pois houve 5,7% mais vendas em relação ao mesmo mês do ano passado.

Claro que ainda é muito cedo para anotar alguma tendência, mas há uma expectativa de estabilidade nas vendas ao longo dos próximos meses. Mudanças mesmo ocorreram no ranking de venda das marcas. A estratégia comercial da Yamaha surte efeito positivo e tira a marca dos incômodos 10% de participação para levá-la a 12,7% de participação de mercado em janeiro.

Porém, o mais curioso é que o crescimento da Yamaha não significa a queda da Honda, como poderia se esperar, pois a Honda mantém sua participação na casa dos 80%. Portanto, ou a Yamaha está trazendo novos consumidores para o mercado ou está tirando compradores de outras marcas. Para os executivos da Yamaha pouco importa, pois a notícia é muito boa.

Já executivos de outras marcas não tem muitos motivos para comemorar. Kasinski e Flash definitivamente deixaram as posições intermediárias e continuam sofrendo com um futuro incerto. E a Shineray também de forma definitiva entra na briga pela terceira posição com a Dafra e a Suzuki. Santa e saudável concorrência!