Terceiro dia do Cerapió 2014 teve chuva e muita trilha - foto de Ângelo Savastano

Cerapió 2014: terceiro dia com muitas dificuldades

O terceiro dia de prova do Cerapió começou com chuva e cerração na cidade de Viçosa (CE). A primeira moto da categoria Master largou às 7 horas e três horas depois foi a largada da primeira Moto Rally. Os pilotos seguiram pela CE-232 rumo a Serra da Ibiapaba para percorrer 238 km em direção ao Piauí. A primeira etapa da prova terminou na cidade de Cocal, depois de percorridos 138 km.

Terceiro dia do Cerapió 2014 - imagem de divulgação AldeiaPI

Terceiro dia do Cerapió 2014 - imagem de divulgação AldeiaPI

Na trilha desta quinta-feira os pilotos passaram por muita pedra, lajeado,areia,estradão e ruínas do período colonial. Sertão a dentro os pilotos puderam acelerar suas máquinas rumo à chegada em Parnaíba, cidade ao norte do Piauí.

Em um dos pontos da primeira etapa da prova os pilotos passaram por uma estradinha cortando a localidade de Santo Antonio do Acimim, onde choveu pela última vez em dezembro e o terreno seco com muita areia fina, conhecida como “talco” dificultou a vida de quem estava atrás na prova. A visibilidade da prova ficou difícil em alguns trechos de trilhas estreitas por conta da areia.

Resultado do 3º - Categoria Máster

Resultado do 3º dia - Categoria Máster

Após a realização dos dois primeiros dias de prova do Rally Cerapió, sai o ranking do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade para as motos, válido para os pilotos inscritos nas categorias máster, sênior, executivo, over-40, Over-50, júnior e novato. O campeonato nacional foi aberto com as etapas de Fortaleza a Jijoca de Jericoacoara, no último dia 28, e com a etapa de Jijoca a Viçosa, na última quarta-feira (29). Com isso, já estão definidos quem está na liderança. O campeonato é realizado pela Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM. O Rally Cerapió tem quatro etapas e só termina nesta sexta-feira, em Barreirinhas, no Maranhão.

Na categoria Máster, o líder nacional é o catarinense Guilherme Cascaes, que foi o 3º lugar no Brasileiro de 2013. O cearense Helaindo Onofre Jales está em segundo no ranking; em terceiro e quarto vem dois pilotos capixabas, Carlos Minet e Jomar Grecco, respectivamente, este que é o atual vice-líder; em quinto está o atual campeão brasileiro, curitibano Emerson Loth, o Bombadinho.

Na categoria Sênior, está na liderança, após os dois dias iniciais  de Cerapió os pilotos Tulio Borges Malta, de Minas Gerais; em 2º aparece Jony Jachtchechen, de Curitiba; em 3º Charles Pio, de Minas; em 4º Péricles Dutra e em 5º Luiz Castelo Branco Filho, do Piauí.

A categoria executivo está assim: Fredy Oliveira de Carvalho, que é de Parnaíba, no Piauí; em 2º aparece Paolo Mussalem, do Maranhão, e atual campeão do Rally Piocerá; em 3º Rodrigo Gondim de Oliveira, do Ceará; em 4º lidera Mauro Sérgio Follmann, do Pará e em 5º José Nogueira Leite, do Ceará;

A categoria Over-40 traz como líderes do ranking Marcio José Miranda e Edson Castro Maciel, ambos de Minas Gerais, como 1º e 2º, respectivamente; em 3º está Sandro Hoffmann, do Espírito Santo, que é o 4º colocado do Brasileiro de 2013, na categoria máster, e neste ano pela primeira vez pilota na over; em 4º está Gildo José Tavares, do Tocantins, e em 5º Paulo Picaccio Cabral, que tem um tricampeonato no Cerapió – Piocerá, na categoria executivo.

Na Over-50, o Brasileiro traz na ponta Heleno Gontijo de Sousa, de Minas Gerais; em 2º Helio Venâncio, também de Minas e em 3º o paulista George Parik.

Na categoria Júnior, lidera Pedro Henrique Lage, de Minas Gerais; Lucas Carvalho de Matos, do Piauí em 2º e Lauro Rodolpho Lopes, também do Piauí. Na categoria Novato, os líderes são: 1º Luiz Gustavo Penteado, de São Paulo; Leandro de Castro Alves, de Minas, e Vicente Marinho de Andrade, da Bahia.

Classificação no Campeonato Brasileiro por categoria

Master
1. Guilherme Cascaes – SC
2. Helandio Onofre – CE
3.Carlos A. Minet – ES
4.Jomar Greco – ES
5.Emerson Loth – PR

Senior
1.Túlio Borges – MG
2.Jony Jachtchechen – PR
3.Charles G.Pio – MG
4. Péricles Dutra – PI
5. Luiz Castelo Branco Filho – PI

Executivo
Fredy Oliveira – PI
Paolo Mussalem – MA
Rodrigo Gondim – CE
Mauro Sergio Follmann – PA
Jose Alber Nogueira – CE

Over 40
1.Marcio Jose Miranda – MG
2. Edson Castro Maciel  – MG
3. Sandro Hoffmann –  ES
4.Gildo José Soares – TO
5.Paulo Picacio Della Torre – CE

Over 50
Heleno Gontijo de Sousa – MG
Helio Lucio  Venâncio – MG
George Parik – SP
Villegagnon Lage – MG
Amilar José Rodrigues – MG

O nível técnico dos dois primeiros dias do Rally Cerapió foi bastante técnico, segundo a maioria dos participantes das motos. O percurso privilegiou terrenos variados e muita serra sob uma temperatura de mais de 40 graus.

O piauiense de Parnaíba, onde o Cerapió teve chegada nesta quinta-feira, piloto Fredy Oliveira, diz que está contente com seu desempenho na prova e que estar à frente de ótimos concorrentes dá mais incentivo para estar bem na competição até o final. “Achei esse terceiro dia muito bom e espero subir ao pódio no final do Cerapió. Quanto ao Brasileiro, a experiência também me ajudou bastante a estar liderando”.

Terceiro dia do Cerapió 2014 teve chuva e muita trilha - foto de Ângelo Savastano

Terceiro dia do Cerapió 2014 teve chuva e muita trilha - foto de Ângelo Savastano

O quarto e último dia de provas do Cerapió não será o mais longo, mas tem tudo para ser o mais emocionante. No último briefing da prova de motos, foi apresentado aos pilotos um pouco do que eles irão enfrentar nesta sexta-feora (31). “É muita areia e é areia pesada. Trechos difíceis onde não entra carro”, explicou Erhlich Cordão, Diretor Geral da Prova. Após a cidade de Paulino Neves (MA),as dificuldades na trilha de areia só aumentam.

A largada do último dia de prova será em Parnaíba rumo a cidade de Barreirinhas, porta de entrada dos lençóis maranhenses. A trilha fica mais difícil quando em um dos trechos pelos quais os pilotos passarão em direção aos pequenos lençóis. Lá várias trilhas se cruzam. Um dos trechos dessa teve que ser transformado em deslocamento devido à difícil navegação. Equipes da organização do Cerapió estão na trilha para sinalizar o trecho.

Para as equipes de apoio o dia também vai exigir muita atenção e estratégia. O deslocamento poderá ser feito por três opções diferentes, sendo que em uma delas tem trecho de 70 quilômetros de estrada carroçal. Os pilotos foram orientados a evitar que suas equipes de apoio entrem em um trecho da trilha, sob o risco de desclassificação do piloto. A prova encerra hoje (31) e a festa de premiação será realizada no dia 1º com banda e uma festa a beira da piscina do Gran Solare Resort, em Barreirinhas.