Foto: Bitenca

CG gastona, Configuração do motor, Alarme gasta bateris

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Ola queria saber quais são os gicle origianal do caburador da today 125 ano 91 por que acho que ela esta bebendo de mais. E em qual pique da agulia e o ideal para ficar. Obrigado. Marcio, 22, Valparaiso, GO
R: Marcio, se a sua moto está consumindo demais você deve antes de alterar qualquer peça de regulagem fixa como o giglê, verificar se há algum desgaste que possa estar provocando essa situação. Notadamente a agulha do nível de bóia deve ser verificada se está vedando bem e no nível correto. Outra situação para aumento de consumo é o filtro de ar que pode estar com pouca vazão por estar demasiadamente sujo. Se nada disso for a causa uma boa regulagem da carburação que envolve leitura do regime de mistura pelas condições da vela, junto com um teste de compressão deverá resolver o problema. Muitas vezes os mecânicos deixam o parafuso de mistura de ar da lenta com excesso para que a moto pegue fácil quando fria, mas isso é errado, pois provoca excesso de consumo e falha do motor na baixa rotação quando quente. Boa sorte.

Prezado Bitenca, eu tenho uma dúvida sobre motores com arquitetura de dois cilindros paralelos que acredito ser a dúvida de muitos outros motonliners também, se em um motor desse tipo com o movimento alternado dos pistões obtem-se teoricamente uma entrega de potência e torque mais linear com mínima vibração já que o movimento de um pistão anula a força gerada pelo movimento do outro pistão, qual a vantagem em se utilizar um motor desse tipo com pistões gêmeos que sobem e descem juntos sendo necessário utilizar contra-pesos para minimizar a vibração e dessa forma aumentando o peso do cunjunto, a exemplo da BMW F800GS? Desde já agradeço a atenção! Eduardo, 29, São Paulo, SP
R: Eduardo, Boa essa questão, eu mesmo já quebrei a cabeça com isso e só acho uma explicação: A construção e regulagem do mecanismo de válvulas fica mais simples porque sempre haverá a presença dos dois pistões no PMS. Assim o ajuste das válvulas pode ser feito para qualquer cilindro. Também a ignição fica simplificada pois há um só tempo de disparo que se passa no cilindro comprimido e no que está com as válvulas abertas, o que não acarreta problema algum. Quanto à injeção, essa sim deve ser sincronizada com o trem de válvulas mas fora isso não há problema. Com certeza essa pode não ser a razão maior para o uso mais comum dessa configuração. Outro motivo pode ser a distribuição dos pulsos pelo virabrequim, favorecendo uma estruturação diferenciada na sua construção pois os esforços nos mancais podem acarretar alguma vantagem nesse sistema. Repare que nos motores de quatro ou mais cilindros sempre há os pares que se deslocam juntos e está se tornando comum a presença do eixo balanceiro distinto do virabrequim em múltiplos cilindros, o sincronismo do balanceamento fica melhor, roda mais macio. Abraços.

Foto: BMW Foto divulgação

Foto: BMW Foto divulgação

Olá pessoal,tenho titan 150/07. ja estou na 3ªbateria,indo para 4ª.Dizem q é pq rodo pouco tempo de maneira continua e a moto tem um “gerador fraco”(possui positron g4)aí o cara me disse q colocando um regulador de voltagem da rx200 ou estrada e “enrolando” mais um estator(1 para bateria e outro p/ o restante)relsoveria.isto procede? há outra opçao? obrigadão motonline! melhor site deste hemisfério! babei legal! hehe! Marcello, 30, Juazeiro, BA
R: Marcello, A sua moto não tem um gerador fraco, o que está acontecendo é que esse alarme está consumindo a carga da bateria que não foi dimensionada para esse equipamento. O circuito elétrico é de um equilíbrio delicado. Se o fabricante projeta um sistema que retira energia demais do motor com um gerador pesado para carga da bateria a moto fica fraca e consome demais. Se for para o outro lado a bateria não se recompõe das descargas normais no uso. Resumindo: Essa modificação no sistema de carga ou bateria vai provocar um desequilíbrio de todo sistema de energia da moto. Não acho aconselhável. Melhor seria a utilização de uma outra forma de segurança que não comprometesse o equilíbrio de energia elétrica da sua moto. Ou quem sabe o custo da troca das baterias compensa a necessidade do alarme, fica a seu critério, mas acho que o “veneno” no gerador não compensa. Boa sorte.