linkpress_strip_43234_1_full

Chegou a CG 125i Fan com injeção eletrônica

A Honda inicia o ano com novidades na sua linha street de baixa cilindrada. A partir de fevereiro toda a rede de concessionárias passa a comercializar a nova CG 125i Fan, que incorporou sistema de injeção eletrônica de combustível. O modelo se destaca pela consagrada confiabilidade mecânica e economia de combustível, além da mais que testada resistência e durabilidade com baixo custo de manutenção. Sua chegada completa a renovação da linha Honda CG para adequar-se à segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares).

Entre as principais novidades da CG 125i Fan está o novo tanque de combustível, que ganhou a tampa esportiva, o escapamento com novo protetor e ponteira, além de novo conjunto de pedaleiras. A moto também tem agora três anos de garantia, sem limite de quilometragem. Seu motor monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft) de 124,7 cc, quatro tempos e arrefecido a ar adota o sistema de injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection) em substituição ao carburador.

Entretanto, a nova moto não é bicombustível e seu motor a gasolina desenvolve os mesmos 11,8 cv a 8.500 rpm e torque máximo de 1,06 kgf.m a 5.000 rpm. Sua partida é a pedal e o câmbio tem cinco velocidades, com transmissão final por corrente. Seu chassi é feito por tubos de aço tipo Diamond e as suspensões tem garfo dianteiro telescópico com curso de 115 mm na dianteira e dois amortecedores com curso de 64 mm na traseira. Para completar o conjunto, a nova CG 125i Fan mantém os freios a tambor, com 130 mm nas duas rodas de alumínio aro de 18 polegadas. Todo o conjunto pesa apenas 107 kg.

Comercializada nas cores preta e vermelha, a nova CG 125i Fan tem preço público sugerido de R$ 6.790,00 com base no Estado de São Paulo, sem despesas de frete ou seguro. A garantia é de três anos sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.Ficha_Técnica_CG_125i_Fan



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.