Classe de Moto2 vão iniciar-se em 2010 com fornecedor único de motores

Classe de Moto2 vão iniciar-se em 2010 com fornecedor único de motores

Classe de Moto2 vão iniciar-se em 2010 com fornecedor único de motores

A FIM aceitou a proposta de fazer correr a nova categoria com um só fornecedor de motores para todos os participantes.

A muito esperada classe Moto2 vai ser disputada sob o “Regulamento de Fornecedor Único de Motores” quando substituir as 250cc, anunciou a FIM nas primeiras horas de domingo. A Comissão de Grandes Prémios, composta por Carmelo Ezpeleta (Presidente da Dorna), Claude Danis (FIM), Hervé Poncharal (IRTA) e Takanao Tsubouchi (MSMA), na presença Ignacio Verneda (Director Desportivo da FIM), Javier Alonso (Dorna) e Paul Butler (Secretário da reunião), aceitaram por unanimidade a proposta que lhes foi apresentada pela MSMA na reunião de 11 de Abril no Circuito Internacional de Losail. O anúncio revelou ainda que a classe será introduzida na época de 2010.

Em declarações proferidas depois da tomada de decisão, Danis explicou os motivos por de trás da opção por fornecedor único de motores.

“Já tínhamos decidido que o chassis seria aberto a todos os fornecedores, mas queríamos ter um motor controlado para reduzirmos os custos,” afirmou o representante da FIM. “A decisão de quem será o fornecedor exclusivo de motores será tomada no próximo mês, mas já temos duas partes que demonstraram interesse a vamos ter de discutir a situação com eles.”

Muitos dos regulamentos técnicos da classe de Moto2 ainda não foram confirmados, mas a introdução da categoria em 2010 fará com que o processo se desenrole mais rapidamente. Contudo, de momento ainda não há planos para um fornecedor único de pneus.

“De momento a situação de pneus ainda está em aberto. No entanto é algo em que vamos pensar e discutir,” concluiu Danis.