Foto: Vários pilotos brigam pelo título na MX2

Com ainda 63 pontos em disputa, vários pilotos brigam pelo título

Foto: Vários pilotos brigam pelo título na MX2

Foto: Vários pilotos brigam pelo título na MX2

Indaiatuba recebe a sexta etapa do maior campeonato do motociclismo nacional

O Arena Cross chega a Indaiatuba (SP), a 6ª etapa da temporada 2008, com os títulos em todas as categorias indefinidos. Marcada para o dia 9 de agosto, a prova é uma das mais tradicionais do calendário da competição.

Neste ano, os principais pilotos de cada categoria ainda brigam pela liderança. A competição que a cada ano ganha mais visibilidade da imprensa nacional e especializada é válida como o Campeonato Brasileiro de Arena Cross homologado pela Confederação Brasileira de Motocross.

Na categoria MX1 quatro pilotos despontam com mais chances de tornarem campeões. Com ainda serão 63 pontos em disputa (20 pontos por etapa mais o ponto extra dos cronometrados), Leandro Silva (PR) com 86, Wellington Garcia (GO) com 74, Roosevelt Assunção (SP) com 69 e Pipo Castro (SC) com 65 estão na “briga”. A situação mais complicada é de Wellington Garcia, que ainda não sabe se terá condições de voltar a correr nesta temporada. Ele sofreu uma fratura na perna e a expectativa de recuperação é de 60 a 80 dias.

Na MX2 a situação também está embolada. Vários pilotos têm chances matemáticas de conquistar o título. Quem está muito bem depois da última etapa é o paranaense Jean Carlo Ramos, que com a vitória em São Sebastião (SP) chegou aos 81 pontos, 16 a mais que o colega de equipe Marcelo Lima Ratinho (SP), que até então era o líder e não marcou pontos devido a uma queda. Também favorito, Swian Zanoni (RJ), tem 59 pontos.

Entre as categorias menores, quem se destaca na 85cc é Rodrigo Lama (SE), que tem 67 pontos. Everaldo Lima Filho (GO) vem a seguir com 58, dois a mais do que Gabriel Zenni (SP). O quarto colocado Endrews Armstrong tem 50 pontos.

A maior folga na tabela até agora é de Kioman Navarro na 50cc. O goiano tem 99 pontos, 17 a mais que o gaúcho Enzo Lopes. Um pouco mais atrás aparece Djalma Brito, com 51 pontos. Na 65cc, a disputa parece estar polarizada entre Kaio Miranda (SP) com 95 pontos e Halex Dalfovo (SC) com 82. O terceiro colocado, Pedro Henrique Bueno está bem atrás com 39.

Os ingressos para a principal prova do motociclismo nacional já podem ser trocados por 2 kg de arroz na Prolink (Concessionária Honda) e Motomadia (concessionária Yamaha). Os alimentos serão encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade do Município.
O evento este ano será realizado em Novo Local na Rua dos Indaiás, s/n. Os treinos começam ás 13h00 e as provas ás 19h00.

O patrocínio do Arena Cross é da Honda, Gol e Móbil, com co-patrocinio da Yamaha, Peels Capacetes, Metzeler e Consórcio Nacional Honda. O apoio é da Prefeitura Municipal de Indaiatuba, Funssol e HAOC.