Foto: Investimento da equipe Suzuk/Maxima será ainda maior em 2011

Com temporada próxima do fim, equipes já começam a se planejar para 2011

Foto: Investimento da equipe Suzuk/Maxima será ainda maior em 2011

Foto: Investimento da equipe Suzuk/Maxima será ainda maior em 2011

Pela primeira vez em muitos anos, os pilotos e equipes da Motovelocidade brasileira têm a certeza, com antecedência, de que terão uma grande competição no ano seguinte. Para a segunda edição do Superbike Series, em 2011, pilotos e equipes já começaram a se organizar e prometem vir ainda mais fortes para a próxima temporada.

Idealizada para se tornar a principal competição da motovelocidade brasileira, o SBK Series tem uma proposta diferente. Com todos os contratos de patrocínio fechados pelos próximos cinco anos, a organização garante que a competição chegou pra ficar e irá continuar a acontecer por muitos anos.

“Na verdade, essa incerteza sobre se as competições vão acontecer ou não foi uma coisa criada na cultura da motovelocidade. Isso não existe. O SBK Series será realizado todos os anos e não vai acabar de uma hora pra outra. Você não vê ninguém se perguntando se teremos Campeonato Brasileiro de Futebol em 2011. Assim como o Brasileiro de Futebol, o SBK Series tem solidez”, explicou Aline Duda, gerente de eventos da Brandworks, promotora da competição.

Cientes disso, os times já começaram a trabalhar. Uma das principais equipes da competição, o Spiga Racing Team já começou a conversar com futuros patrocinadores e acredita que terá uma estrutura muito maior na próxima temporada. Apesar da intenção de manter o mesmo número de pilotos, eles acreditam que estarão muito mais estruturados e perto da briga pelos títulos.

“Para 2011, acredito que teremos patrocinadores mais fortes do que nesta etapa e que poderemos dar uma estrutura muito melhor para os pilotos da equipe, que também estão ficando mais experientes. Ainda não temos isso ao certo, mas acho que a gente vai manter os mesmos pilotos”, comentou Heber Pedrosa, um dos pilotos da equipe.

Já a Suzuki/Máxima, uma das maiores equipes da competição, também aposta em uma temporada ainda melhor em 2011. O amadurecimento da competição e a certeza de que ela tem tudo para se consolidar são os fatores apontados por Bruno Corano para acreditar que, no ano que vem, o investimento na equipe será ainda maior.

“Ano que vem será o segundo do SBK Series e agora todo mundo já conhece e sabe da seriedade e do nível de organização da competição. Isso faz com que os empresários não só do segmento, mas também de fora dele se animem e passem a investir mais no esporte”, explicou o piloto-empresário que, logo em seguida, acrescenta. “Há muitos anos no Brasil não tínhamos tanta antecedência para conseguir planejar uma temporada”.

Até equipes menores como o Cachorrão Racing Team também estão se valendo da seriedade da competição para montar um planejamento mais consistente para o próximo ano.

“Muitos novos pilotos vem me sondando e acredito que, na próxima temporada, deveremos ter uma equipe maior, com mais gente correndo. É interessante porque aí temos mais gente pra trocar informações e conseguir um melhor acerto pra moto”, explicou.