pistola-radar

Começa hoje a fiscalização de motos por pistola-radar

Hoje, 26, a Companhia de Engenharia de Trafego (CET) da capital paulista começa a fiscalizar a velocidade das motocicletas por meio de um equipamento conhecido como “pistola-radar”. O instrumento funciona com o operador mirando as lentes do aparelho no veículo desejado. Ele registra a velocidade do veículo e tira a foto para a autuação.

A prefeitura de São Paulo vai gastar por ano R$ 225 mil reais com o aluguel de 25 desses aparelhos. Por enquanto, seis deles se revezam em 65 pontos da cidade considerados os com maior risco de acidente para motocicletas.