Foto: Bitenca

Como comprar moto usada, Furo na Fazer,

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Ola Bitenca, como vão as festividades?! Como grande fã do site acesso ele todos os dias e queria desejar um 2009 com muitas atualizações e que os leitores/motociclistas acessem ele sãos e salvos. A minha pergunta eh a seguinte: estou cogitando comprar uma XT 600E 2002 com 68000km, gostaria de saber quais os detalhes que devo prestar atenção na hora de analisar a compra, detalhe está a venda em uma concessionaria. Abraço a todos que fazem este site uma agravel fonte de conhecimento e lazer a todos nós! Diogo 21 Rio Grande, RS
R: Tudo bem obrigado Diogo, mas diretamente à sua resposta: Essa quilometragem é um pouco avançada para um motor de moto, mesmo uma 600. Mas se as condições gerais dela estiverem mostrando uma boa conservação do motor pode valer a pena. Verifique, com óleo novo no motor se a embreagem patina nas últimas marchas ao acelerar forte; Verifique se há consumo de óleo (fumaça branca-azulada, ao se acelerar repetidamente até perto da faixa vermelha) ou oleosidade na saída do escape. Verifique a condição do filtro de ar que não deve estar sujo e deve estar bem encaixado na caixa de ar. Alguns ficam soltos por desgaste da espuma que veda nas laterais, permitindo a entrada de sujeira. Se isso ocorre o motor se desgasta mais rápido que o normal.
Verifique a condição das pastilhas de freio e os rotores que não devem ter sulcos muito profundos; Relação de transmissão dentro da folga especificada e corrente limpa, lubrificada e em bom estado. Verifique também a parte elétrica, se a fiação está na condição original, sem cortes ou remendos (teve ou tem alarme ? melhor não), teste todo o funcionamento das luzes e farol.
Suspensão não deve ter folga. Suspenda a traseira num cavalete e veja se há folga no link, de cima para baixo; no rolamento da roda e balança. A suspensão deve trabalhar sem ruídos e sem folgas. Na frente veja se não há calosidade no movimento da direção ou folga excessiva. Suspenda a frente e faça movimentos de frente para trás para verificar se há folga. Na roda dianteira veja se não há folga lateral por desgaste de rolamento.
Nas condições gerais da moto, os parafusos devem estar com a aparência boa, sem amassados.
Teste o alinhamento do chassis andando na moto, tirando as mãos do guidon e verificando se ela segue em linha reta, se você se posicionar no centro do banco e se mantendo alinhado com a frente da moto.

Foto: Yamaha Diamond Foto Divulgação

Foto: Yamaha Diamond Foto Divulgação

Bitenca, Olá! O Site está cada vez melhor. Parabéns! Estava conduzindo minha Fazer 600N por uma via de tráfego rápido aqui na minha cidade (muito usada por caminhões) e, de repente, meu pneu traseiro furou e esvaziou em menos de dois minutos. Eram por volta 23h15 e o local muito escuro, uns caras esquisitos apareceram olhando a moto e perguntando que moto era. Com medo, acompanhei “correndo ao lado” minha moto engrenada em 1ª marcha por uns “4 km”. Percebi que esquentou muito o motor e o pneu ficou fazendo barulho comum a quem insiste em trafegar com ele furado. No dia seguinte, levei um borracheiro até a moto e sem desmontar a roda ele aplicou meio “tablete” daquele “remendo-grude” e Ficou vazando. Ele então, enfiou com o tucho mais um tablete inteiro sei lá se o nome é este) e pronto. Não vazou mais! 15 Dias depois, lavando a moto percebi um pequeno calo, (muito pequeno mesmo)ao lado do local do remendo. Pergunta: Danifiquei o pneu? Este tipo de remendo é bom? Em altas velocidades este calo prejudicará algo? Devo trocar o pneu? Tudo indica que alguma chapinha caída de caminhão furou o pneu bem na ranhura (já que ele é quase “slick” puro). E conduzir o motor em 1ª marcha, assim como descrito causa algum dano-praticamente andava em marcha lenta? Recadinho para quem está dúvida sobre qual 600 comprar: A FZ6 é fantástica! Um grande moto!!! Júnior 39 Goiânia GO
R: Júnior, não me parece que haja problemas com seu pneu. É comum esse processo de reparo e bastante confiável. O pequeno calo deve ser a ponta do macarrãozinho que fica para fora, não tem problema. O calor que você sentiu emanando do motor era na verdade a caloria dissipada pelo sistema de refrigeração que retirava calor do motor. Apenas o incômodo do bafo quente, nenhum problema além disso. Abraços,