Foto: Trˆs concorrentes: Garinni, Yamaha e Sundown

Comparativo relâmpago: scooters e motonetas

Foto: Trˆs concorrentes: Garinni, Yamaha e Sundown

Foto: Trˆs concorrentes: Garinni, Yamaha e Sundown

Na seqˆncia dos testes-comparativos relƒmpagos, agora chegou a vez da categoria Scooter/Motoneta. Mias uma vez lembro que o teste foi realizado durante a apura‡Æo da Moto do Ano, realizado pela revista DUAS RODAS.

 dif¡cil classificar scooters e motonetas em um mercado com poucos produtos no segmento. Para a Moto do Ano os concorrentes selecionados foram a Garinni GR 150P, chamada no exterior como “scooter de roda grande”, a Sundown Future 125 e a Yamaha Neo 115, que poderia ser classificada como motoneta autom tica. Como era de se esperar, a Garinni, com motor 150, foi a que apresentou o melhor rendimento, com motor de um cilindro, refrigera‡Æo l¡quida e potˆncia de 12,1 cv a 7.000 rpm. Mesmo assim o motor ‚ um pouco “amarrado” e o calor que transmite do radiador chega ao piloto, provocando desconforto. Tem estilo mais robusto, mas o acabamento precisa ser (muito) melhorado. Apesar de contar com freios a disco nas duas rodas o acionamento ‚ borrachudo e acaba percorrendo grandes espa‡os antes de parar. Ou seja, do jeito que est  esses discos tˆm a fun‡Æo meramente marqueteira. Destaque para as rodas de 16 polegadas mais resistentes aos buracos da cidade e mais est veis que rodas de 10, 12 ou 13 polegadas. Como a pr¢pria Garinni justifica, o estilo retr“ atrai principalmente o p£blico feminino, mas o porta-objetos ‚ muito pequeno, o menor dos trˆs concorrentes. Em compensa‡Æo o pre‡o ‚ o maior de todos ele estava sendo comercializado por R$ 8.460 em setembro de 2007.

Foto: Sundown Future: scooter mesmo

Foto: Sundown Future: scooter mesmo

O Sundown Future evoluiu muito desde a primeira versÆo, principalmente o n¡vel de ru¡do. O acabamento tamb‚m foi trabalhado, mas ainda se ressente de um motor um pouco mais esperto. A potˆncia original ‚ de 10,3 cv a 7.500 rpm e isso exige pilotar praticamente o tempo todo de acelerador sempre totalmente aberto! As rodas de 13″ j  sÆo mais est veis do que scooters de rodas 10 polegadas, mas diante dos dois concorrentes ‚ o menos est vel. Ali s, ‚ preciso rever a posi‡Æo dos cavaletes central e lateral, porque raspam facilmente no asfalto. O porta-objeto tem grande capacidade e o freio a disco na dianteira tamb‚m tem acionamento “mole”, como na Garinni. O Sundown Future ‚ o £nico dos trˆs com piso chato que permite levar at‚ uma caixa entre as pernas. Ele est  posicionado no meio, em termos de pre‡o, cotado a R$ 6.680 (em setembro de 2007).

Com estilo totalmente revisado, para mostrar uma carga gen‚tica das YZF R6, o Yamaha Neo 115 tamb‚m se enquadra mais no conceito de motoneta. O motor tamb‚m de um cilindro quatro tempos desenvolve a menor potˆncia dos trˆs, com 8,4 cv a 8.000 rpm, mas nÆo ‚ o mais lento da categoria, pelo contr rio, desenvolve boa velocidade, pouco acima de 90 km/h. O porta-objetos tem capacidade reduzida, incapaz de guardar um capacete um pouco maior, mas tamb‚m tem um t£nel central no piso (a exemplo da Garinni), que impede de usar o piso para transportar objetos. Al‚m disso, pela sua estrutura de chassi nÆo ‚ poss¡vel instalar bagageiro, o que limita sua capacidade de carga. As rodas de 16 polegadas tˆm pneus muito finos. Esses pneus finos, somado com um freio dianteiro a disco de dupla pin‡a, resultam em frenagens literalmente assustadoras, porque ‚ f cil travar a roda dianteira em frenagens fortes. O Neo ‚ disparado o mais est vel dos trˆs nas curvas e pode-se inclinar como se estivesse de moto. E ‚ o mais barato de todos, cotado a R$ 6.062 (em setembro de 2007).