Confira as cartas dos leitores desta semana

Fiquei contente em ver a bela Honda Hornet no salÆo e saber que ser  montada em terras tupiniquins. Bela moto, pre‡o coerente, realmente a Honda acertou em cheio! S¢ nÆo posso concordar quando vocˆ diz que o mercado nÆo absorve mais a CB 500. Realmente a nossa CB est  ultrapassada, visualmente e tecnologicamente mas o mercado absorveria muito bem a CBF 500 lan‡ada h  pouco tempo na Europa! Realmente mais uma vez ficamos ¢rfÆos de uma Honda m‚dia cilindrada street com pre‡o mais acess¡vel. A Suzuki novamente ficou sozinha no p reo com sua GS 500. Acredito que a CBF 500 seria uma grande tacada dando continuidade ao sucesso que foi a CB 500 e por um pre‡o mais acess¡vel que os R$ 30 mil sugeridos pela fabricante.
Marcos Roberto Pereira – Cravinhos,SP

Marcos, s¢ um detalhe, nÆo fui eu quem disse que o mercado nÆo absorve mais a CB 500, sÆo dados da Abraciclo, veja no link www.abraciclo.com.br. Tamb‚m concordo com a Honda deixou um buraco enorme entre a CBX 250 Twister e a CBF 600 Hornet e nÆo h  produto da marca para preencher. Isso pode realmente facilitar as coisas para a Suzuki

Elogio, “ba!
Adorei a p gina, principalmente as fotos dos lugares do rappel.
Gisele de Castro Marques – Juiz de Fora, MG

Oi Gisele, que boa surpresa! Obrigado pelo elogio e aguarde-nos para uma mat‚ria semelhante em Ibitipoca.

Kasinski Comet 250
Tudo bem por a¡? Tempos atr s, me confirmaste o lan‡amento de uma 250 da Yamaha ano que vem. Agora, gostaria que me confirmasse a veracidade do lan‡amento das Kasinski GT 250 Comet, foto que recebi por email de um amigo. Diz ele que ela aparece nas concession rias juntamente com um GT 650. Pelo que vejo na foto, tem muitos recursos sofisticados, como suspensao invertida e me parece disco nas duas rodas, al‚m de design digno de nakedïs de 20.000 reais… Ser  que j  existe uma estimativa de pre‡os? Como j  disse, trocarei minha moto por uma 250 ano que vem. Ali s. o que dizer da marca Kasinski? Ser  que vale o investimento?
Yuri Keiji Moriya Nidahara –

Oi Yuri, esta foto foi feita no SalÆo da Moto realizado no ano passado, se nÆo me engano. Na ‚poca a Kasinski anunciou que estava estudando a viabilidade de nacionalizar as versäes 250 e 650 da Hyosung. NÆo h  muito o que comentar sobre a moto porque nÆo tivemos acesso ao teste do produto. O que posso afirmar ‚ que a Hyosung hoje ‚ uma das maiores fabricantes de motos do mercado asi tico nÆo-japonˆs. Mas dificilmente a Kasinski importar  estes modelos por questäes de custos. Uma Comet 250 acabaria custando mais caro do que uma Honda Twister, feita em Manaus. E nÆo se iluda com o “marketing tecnol¢gico”: uma suspensÆo invertida nÆo quer dizer nada em uma moto se nÆo for acompanhada de v rios outros benef¡cios