Plataforma da Duke 390 possibilitou uma sport e uma trail. Motor é o mesmo 373cc de 44cv, e suspensão WP - Foto MCN

Conheça a KTM 390 Adventure, que pode vir para o Brasil!

Se você sempre sonhou em ter uma KTM aventureira e sair ‘brincando de Rally Dakar’ por aí (a marca é campeã 16 vezes seguidas da competição), talvez seus pedidos tenham sido atendidos pelo seu anjo da guarda. Ou pelos CEO’s da empresa austríaca.

Há alguns dias, durante o lançamento das novas KTM RC 200 e RC 390 2017 na Índia, duas motos que ainda não são vendidas por aqui, assim como a nova versão das Duke’s que também existe na Ásia, mas não no Brasil, a marca (representada no País pela empresa Bajaj) confirmou a produção da KTM 390 Adventure. Com a off-road que chegará ao mercado em breve, a família 390 estará completa na Índia, com a naked Duke, a sport RC e a Adventure. E a gente aqui só com as versões defasadas (modelo 2015) da Duke’s 200 e 390… Que inveja, não?

Brincar de 'Dakar'? Só se for com uma KTM 390 Adventure! Modelo terá 'produção' mundial... o que pode incluir o Brasil

Brincar de ‘Dakar’? Só se for com uma KTM 390 Adventure! Modelo terá ‘produção’ mundial… o que pode incluir o Brasil

Segundo Rajiv Bajaj, representante da Bajaj Audo MD, o projeto de criação do novo modelo já vem sendo desenvolvido há algum tempo, e se torna viável agora, pois a nova geração da Duke conseguiu oferecer a flexibilidade necessária para se construir as derivadas RC (sport) e Adventure (trail). “Depois muitas discussões, tem havido uma exigência constante deste mercado em relação ao modelo 390 Adventure, e por isso seu desenvolvimento está finalmente acontecendo”, disse Amit Nandi, chefe de operações da Bajaj. Ele também afirmou que o modelo será produzido na Índia e exportado para o mercado global.

Sobre datas de início da produção e lançamento, até o momento, não há dados oficiais. As especulações sobre o lançamento da KTM 390 Adventure dão conta de que ele acontecerá, provavelmente, no Salão de Milão – EICMA 2017, que vai acontecer no mês de novembro. Já seu lançamento na Índia deve acontecer no primeiro semestre de 2018, e depois em outros pontos do mercado global. Reforçando: estas datas não são oficiais.

Você nunca viu uma destas por aqui, não é? Infelizmente, a RC 390 é realidade apenas em outros países

Você nunca viu uma destas por aqui, não é? Infelizmente, a RC 390 é realidade apenas em outros países

Como será a trail KTM 390 Adventure

Segundo alguns sites especializados da Ásia e também nos Estados Unidos (Cycle World, por exemplo), alguns testes já foram realizados com um protótipo do novo modelo, na Áustria, teoricamente em uma região próxima à fábrica. O teoricamente está na frase pois até agora tudo são especulações e, ainda que surjam dados praticamente incontestáveis, nada pode ser afirmado com certeza até a marca se posicionar oficialmente. Os testes foram registradas por fotos da empresa MCN.

Protótipo da KTM 390 Adventure

Protótipo da KTM 390 Adventure

Moto foi flagrada em testes na Áustria, país sede da KTM - Foto MCN

Receita Duke 390

Receita Duke 390

Plataforma da Duke 390 possibilitou uma sport e uma trail. Motor é o mesmo 373cc de 44cv, e suspensão WP - Foto MCN

 

Pelas imagens da nova 390 Adventure, fica claro o uso de suspensões altas (WP, claro), voltadas ao uso fora de estrada, e de elementos visuais que remetem às motos e equipes oficiais da marca, como a dianteira bem alta. Além de rodas 19 polegadas, a marca aproveitará a mesma plataforma que já conhecemos na Duke (e que é utilizada na carenada RC 390) na KTM 390 Adventure, incluindo seu chassi em treliça e motor monocilíndrico de 373 cc que gera 44 cv de potência máxima. O propulsor, entretanto, provavelmente será retrabalhado, para gerar mais torque em baixas rotações.

Mercado global e a nova KTM no Brasil

Segundo as informações oficiais da marca, a produção e comercialização do novo modelo terão início pela Índia. Lá, a Adventure brigará diretamente com a Royal Enfield Himalaya – moto trail de visual clássico, com motor de 411 cc e 24,5 cv de potência máxima. Em breve, ela também terá pela frente a BMW G 310 GS e a Kawasaki Versys 300.

KTM Duke 390 2017 também não veio para o Brasil. Aqui, ao menos por enquanto, só o modelo antigo

KTM Duke 390 2017 também não veio para o Brasil. Aqui, ao menos por enquanto, só o modelo antigo

No Brasil, o modelo entrará (será?) no segmento das trail, onde reinam absolutas as conhecidíssimas Honda XRE 300 e Yamaha XTZ 250 Ténéré, em produção desde 2009 e 2010, respectivamente. De padrão superior, claramente “derivada” das irmãs maiores G 800 GS e G 1200 GS, a BMW G 310 GS deve começar a ser vendida aqui em breve, segundo adiantamos em novembro do ano passado, mas ainda sem um posicionamento – e data – oficial da fabricante. Cabe lembrar que a BMW Motorrad já inaugurou sua fábrica no Brasil.

Obviamente é cedo demais para fazer qualquer previsão de como a KTM 390 Adventure se sairá no mercado nacional, até mesmo porque talvez ela nem venha para cá, o que seria uma lástima para nós amantes de motos. Mas isso pode acontecer, a exemplo do que ocorreu com as pequenas esportivas RC 200 e RC 390 que nunca desembarcaram no Brasil.

Mas considerando a hipótese de que ela venha, provavelmente haverá a criação de uma classe de motos trail ‘premium’ de 300cc (assim como aconteceu com as naked Kawasaki Z300, KTM Duke 390 e Yamaha MT-03, que se posicionaram acima de motos de cilindrada próxima, mas de projetos mais simples, como a Honda CB Twister e Yamaha YS 250 Fazer. Essa nova moto brigará mais com a G 310 GS do que com as Honda e Yamaha que já conhecemos por aqui.

Tanto a KTM quanto a BMW prometem ser grandes produtos e agradar pela sua tecnologia, potência e versatilidade. A dúvida que fica é: e o preço, será competitivo? Bom, vamos dar um passo de cada vez. Por enquanto o que nos interessa é a produção da moto e sua venda no mercado global. Queremos a KTM 390 Adventure no Brasil!

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.