Rômulo Bottrel é a princlipal novidade do Zanol Team para 2015 - foto Zanol Team

Conheça melhor o piloto Rômulo Bottrel

Para começar forte a pré-temorada, Rômulo Bottrel embarcou nesta segunda feira (26) para Portugal onde irá treinar com o pessoal da CRN, antiga equipe dele quando disputou os campeonatos Português e o Mundial. Em terras lusitanas ele vai disputar algumas provas regionais e do Campeonato Português. A volta para o Brasil acontece antes da abertura da Copa EFX dia 22 de fevereiro.

Rômulo Bottrel leva a melhor na abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Rômulo Bottrel em ação – imagem de arquivo

Bottrel prevê que 2015  vai ser um ano especial e busca sua evolução dentro da sua equipe, a Zanol Team Rinaldi ASW e poder ajudar também seus parceiros a evoluir, dividindo com eles tudo o que trouxer de aprendizado na bagagem da Europa.

Saiba um pouco mais a respeito de um dos melhores pilotos brasileiro de Enduro da atualidade:

Nome: Rômulo Bottrel Alvarenga Neto
Apelido: Bottrel
Data de nascimento: 13/06/1990
Cidade natal: Belo Horizonte (MG)
Altura / peso: 1,82 m / 75 kg
Hobbie: curtir seu carro, um Honda Civic SI
Ano em que começou a andar de moto: 1995
Ano em que começou a competir: 1996

Títulos Nacionais Enduro
– Campeão 2011 Categoria E2;
– Campeão 2013 Categoria E1;
– Vice-campeão em 2014 Categoria E1.

Carreira esportiva
2014: Vice-campeão Brasileiro categoria e1, terceiro na copa EFX categoria elite
2013: Campeão Brasileiro categoria e1, campeão da copa EFX categoria elite
2012: Terceiro Brasileiro categoria E1, terceiro na copa EFX categoria elite
2011: Campeão Brasileiro categoria E2, Campeão da copa EFX categoria E2, campeão Brasileiro de Cross Country Cat. XC2
2010: Campeão Brasileiro de Cross Country Cat. XC2

Resumo da carreira, nas palavras do próprio Bottrel:

“Meu pai possui uma oficina especializada em pintura de motocicletas e desde que me conheço como gente temos moto em casa. Meu pai até hoje usa moto no dia a dia, para ir e vir do trabalho e as trilhas de final de semana sempre fizeram parte da nossa vida. Não foi preciso ninguém me oferecer uma moto, pois eu desde muito pequeno já pedia uma. Na verdade, meus pais tiveram que me acalmar um pouco no começo. Foi quando eu tinha 5 anos que eles resolveram começar a me ensinar, de tanto que eu insistia. Foi em uma Panda 50.

Rômulo Bottrel, um dos principais nomes do Enduro Brasileiro - foto: Zanol Team

Rômulo Bottrel, um dos principais nomes do Enduro Brasileiro – foto: Zanol Team

Logo em seguida fui fazer a escolinha de motocross do Jorge Balbi (Jorjão, o pai do Balbinho) e fiquei muito animado com o esporte. O Motocross foi meu esporte durante muito tempo, e é a base da minha pilotagem. Durante muitos anos competi com o Leandro Mattos, hoje responsável pelo marketing da Silva Mattos ASW. Fizemos várias provas juntos na categoria 80cc. Nesta época comecei a disputar também provas de Cross Country e a partir de 2001 comecei a disputar as duas modalidades. Em 2005 conheci a modalidade supermoto e disputava corridas com minha 80 adaptada, contra motos maiores.

Comecei no Enduro FIM em 2006, em uma prova que aconteceu em Natal (RN), a convite do Felipe Zanol. Naquela época passei a contar com o apoio da equipe IMOCX Racing Husqvarna, e entre 2006 e 2008 competi em Enduro, Cross Country e Supermoto com eles. Entre 2009 e 2011 fiquei novamente concentrado nas provas de motocross e cross country e só retornei definitivamente ao Enduro em 2011, pela Gas Gas. Foi quando conquistei meu primeiro título Brasileiro e também da Copa EFX. No ano passado fui Vice Campeão na minha categoria e terceiro na geral, atrás apenas dos pilotos estrangeiros.

Foi no meio do ano passado que as conversas para integrar a Zanol Team começaram. Eu tinha um ótimo relacionamento com minha antiga equipe e uma possibilidade de permanecer, mas só de saber que iria novamente estar perto do meu grande ídolo e mentor, me fez decidir por defender as cores do Zanol Team Rinaldi ASW. Nem pensei duas vezes e nem deixei que outras propostas aparecessem pra mim.

Acredito que com o Zanol e toda a sua experiência e influência no mercado mundial de enduro, com todo o respeito que ele tem aqui e no exterior, eu vá evoluir muito mais rápido. Quero seguir os passos dele, dar voos maiores, e acredito que ele seja a pessoa certa para me ajudar nisso”.

Separador_motos