desenho

Conheça os detalhes da nova BMW R 1200 GS

Ela foi apresentada com todo o glamour no Intermot 2012 – Salão de Colônia, na Alemanha,
em setembro. Talvez tenha sido o lançamento mais importante do evento, não apenas pela importância da marca, do modelo e da fama. Mas porque os engenheiros da fábrica da Baviera mexeram em toda a moto.

O conceito das “BMW GS” incorpora o prazer de conduzir e o desejo por aventura em mais de 30 anos. Mas as grandes GS são mais do que isso. Seja por entre curvas de estradas asfaltadas em incursões pelo interior ou pelas auto-estradas do mundo todo, as viagens nessa moto se caracterizam por serem relaxadas, prazerosas com ou sem passageiro e em qualquer tipo de terreno.

Nova em tudo, mas com a mesma configuração geral

Nova em tudo, mas com a mesma configuração geral

Toda motocicleta da série se caracteriza por essas qualidades, tanto que vários fabricantes também quiseram participar do nicho. E na nova versão isso em nada mudou. Uma moto própria para grandes viagens, de estilo Enduro, com sua motorização boxer (dois cilindros horizontais contrapostos) de grande torque e potência que é adorada por uma legião de fãs pelo mundo todo.  Não é a toa que as grandes BMW GS têm liderado o mercado por tanto tempo, sendo também a mais vendida da própria BMW Motorrad.

Com o lançamento da nova A BMW R 1200 GS 2013, a marca alemã dá início a um novo capítulo na história dessa motocicleta. A enduro de aventura mais popular do mundo foi aperfeiçoada, o que não foi fácil.

O desafio: melhorar o que já é bom
Nas curvas o limite não é o cilindro, mas ele também chega perto do chão

Nas curvas o limite não é o cilindro, mas ele também chega perto do chão

Mesmo no seu nono ano de produção, a BMW R 1200 GS ainda é referência no segmento pelo seu conceito geral e tecnologia inovadora. Com mais de 170.000 unidades vendidas no mundo todo, o desafio era imenso para a BMW Motorrad. Mas a engenharia da fábrica da Baviera quis melhorá-la em todo os aspectos e equipá-la com tecnologia inovadora e soluções que lhe colocasse em boa forma para encarar o futuro.

Novo motor arrefecido a ar e água de configuração boxer com alimentação em fluxo vertical direto, câmbio integrado e eixo cardã do lado esquerdo da moto.

Novo motor com alimentação vertical dá maior velocidade no fluxo de ar-combustível para maior eficiência

Novo motor com alimentação vertical dá maior velocidade no fluxo de ar-combustível para maior eficiência

Equipada para atingir a ousada meta, a R 1200 GS foi inteiramente redefinida, principalmente no grupo propulsor e transmissão.

As mudanças no sistema de arrefecimento garantem entre outras coisas, aderir ao futuro no que tange as emissões de poluentes e de ruído. O motor continua a usar o sistema ar/líquido de arrefecimento, entretanto o óleo foi substituído por etileno-glicol e água misturados. Assim se consegue maior capacidade de absorção do calor do sistema para maior dissipação do calor, no que se chama hoje em dia de arrefecimento de precisão – similar ao sistema usado na fórmula-1, que envolve apenas os elementos mais expostos ao calor excessivo. Assim o motor também usa o arrefecimento a ar para preservar a aparência do motor boxer e os dois radiadores podem ser menores e melhor integrados com o conjunto da moto.

A alimentação dos cilindros agora é vertical ao invés de horizontal como no modelo anterior, para melhor preenchimento da câmera de combustão e as carcaças do motor se integram com o câmbio de seis marchas, inclusive com a embreagem agora deslizante e em banho de óleo. Além disso, agora, a transmissão secundária utiliza o cardã do lado esquerdo. Com uma potência de 125 HP (92 kW) em 7.700 rpm um torque de 12,7 kgfm em 6.500 rpm, esse novo motor oferece performance superior para a categoria.

Os assentos contam com várias regulagens para adequar a qualquer tipo de pessoa

Os assentos contam com várias regulagens para adequar a qualquer tipo de pessoa

O peso em ordem de marcha pelo sistema DIN alemão é de 238 Kg incluindo o equipamento agora standard de ABS integral.

Acelerador eletrônico (E-gas) e piloto automático.

Um acelerador eletrônico é utilizado pela primeira vez numa moto GS. Os comandos do acelerador são passados diretamente por meio de um sensor no punho do acelerador para o sistema de controle do motor, que regula a válvula de borboleta da injeção eletronicamente. Esse sistema significa uma melhora importante em termos de controle e resposta do acelerador. Assim também o piloto pode adaptar o motor para as diversas características da estrada por meio de cinco modos de condução e a utilização do piloto automático (opcionais extra).

Controle automático de estabilidade (ASC) e cinco modos de condução são extras opcionais que podem ser selecionados: “Rain”, “Road”, “Dynamic”, “Enduro” e “Enduro Pro”.

Para uma melhor adaptação das necessidades individuais e propósitos de cada motociclista, há cinco modos de seleção. Antes utilizado apenas nos modelos especiais, de fábrica, agora há três ajustes diferentes para o acelerador eletrônico, com diferentes acertos de motor. Interligado a isso há o ASC, Sistema Automático de Estabilidade com uma configuração especial para Enduro. Quando é escolhida essa opção, o ABS, ASC e se estiver instalada também a suspensão semi-ativa, tudo isso é adaptado aos perfis respectivos dos cinco modos de condução.

Suspensão semi ativa: BMW Motorrad Dynamic ESA para uma ótima dinâmica na pilotagem em todas as situações, era antes uma alternativa apenas para as motos de competição de fábrica.

Essa nova suspensão abre um grande leque de possibilidades e aumenta bastante a segurança e performance. O Dynamic ESA monitora o movimento vertical das duas suspensões e outros parâmetros, por meio de sensores no curso das molas em cada posição, que adapta o amortecimento automaticamente, de acordo com a situação de cada uma das duas rodas, dependendo das condições da condução e manobras em andamento. O ajuste do amortecimento na frente e atrás é alterado por meio de válvulas acionadas eletricamente.

A estrutura é composta por quatro componentes: Motor, chassi principal, seção dianteira por onde a suspensão é fixada e a seção traseira onde se afixa o banco e páralama traseiro

A estrutura é composta por quatro componentes: Motor, chassi principal, seção dianteira por onde a suspensão é fixada e a seção traseira onde se afixa o banco e páralama traseiro

Novo chassi em ponte tubular e rodas especialmente adaptadas para as dimensões  120/70 R19 na frente e 170/60 R17 atrás.

O chassi da R 1200 GS é totalmente novo, desenvolvido em tubos de aço que formam uma ponte, com a seção traseira parafusada. Junto com uma nova suspensão Telelever na frente e uma EVO Paralever na traseira. Isso resulta em menos flexões torcionais e portanto maior precisão na direção.  Qualidades de dirigibilidade foram otimizadas e são resultados de um maior refinamento das especificações da geometria do chassi, como uma balança traseira mais longa que provê maior tração, especialmente sobre terrenos acidentados.

Uma característica única na nova R 1200 GS são as medidas dos pneus, agora medindo 120/70 R19 na frente e  170/60 R17 na traseira, especialmente adaptados para melhor performance.

Sistema de freios revisados com pinças Brembo Monobloco em fixação radial e o BMW Motorrad Integral ABS como item standard.

Freio duplo na dianteira com pinças Brembo monobloco

Freio duplo na dianteira com pinças Brembo monobloco

Os freios agora contam com duas pinças em fixação radial constituídas de um bloco único na frente e um disco maior na traseira (Ø 276mm, antes era 265mm) e agora o sistema integral ABS vem com a moto no modelo standard.

A primeira moto no mundo a utilizar farol com LED, que inclui luz especial para uso de dia e à noite para maior segurança.

Mesmo na configuração stardart, o farol principal tem luz otimizada em eficiência. Para maior visibilidade de dia há um modo especial para as luzes e para maior iluminação também à noite, o farol foi concebido em LED que constitui em tecnologia inovadora que conta com sistema de esfriamento e desembaçamento especiais.

Sistema elétrico com nova fonte de energia e um multi-controlador para o sistema de navegação BMW Motorrad Navigator IV.

No punho esquerdo há essa roda estriada que permite selecionar opções - sem tirar a mão do guidão

No punho esquerdo há essa roda estriada que permite selecionar opções - sem tirar a mão do guidão

A nova R 1200 GS tem o mesmo sistema inovador de fornecimento de energia que já está em uso nas K 1600 GT e GTL. Como antes, o sistema CAN bus (Controller Area Network) e o LIN bus technology (Local Interconnect Network) proporciona uma redução significativa de fios em comparação aos sistemas convencionais. A central anterior foi dividida em duas no novo modelo.

O multi controlador, recentemente disponível nas GS, permite operação rápida e conveniente do BMW Motorrad Navigator IV. Ele está localizado dentro do punho. De forma que selecionar suas funções provocam muito menos distração do que o apertar de botões e não exigem que as mãos sejam retiradas do guidão.

Pára-brisa otimizado em túnel de vento para operação com uma mão só, com boa ergonomia.

O novo pára-brisa da  R 1200 GS oferece maior proteção do vento e das intempéries enquanto diminui o ruído também. Seu ajuste é simples, necessitando apenas de uma das mãos para virar um botão. A moto tem mais ajustes também nos assentos. O banco do piloto pode ser ajustado em altura e em inclinação e o do passageiro pode ser alterado na distância do banco do piloto também, para manter uma distância confortável entre passageiro e piloto.

O novo guidão pode ser ajustado para cima e para melhorar a posição de conduzir foi adicionado um ponto no tanque para se fixar com os joelhos, isso garante melhor dirigibilidade no off-road, mas também ajuda na condução on-road. Além da altura do banco, o piloto conta com ajuste do sistema de pedaleiras, que recebe melhorias também nos vários outros acessórios de fábrica, disponíveis para ela.

A nova BMW R 1200 GS está disponível na Europa nas cores Alpine White, Racing Red, Blue Fire e Thunder Grey Metallic. Extensa gama de acessórios especiais e equipamentos estão disponíveis também. A pergunta que não quer calar: Quando chega ao Brasil?