motcross O pequeno - e bicampeão - Rafael já pensa em voos maiores: que venha a 65cc

Conheça os primeiros campeões do Motocross Pró

Enfrentar a pedreira da prova em Morrinhos (GO) teve um sabor especial para quatro pilotos, que se sagraram campeões do Campeonato Brasileiro de Motocross Pró 2016 em suas categorias. A competição realizou sua quarta etapa neste final de semana, prova válida como final para as divisões MX4, MXF, 50cc e 65cc. Os campeões são, respectivamente, Milton Chumbinho Becker, Maiara Basso, Rafael Becker e Henrique Henicka.

Experiente, Milton Becker já deve ter câimbras nos braços de tanto colocar troféus na estante. O conquistado neste domingo foi o 24º de nível nacional, e de forma invicta. Na etapa final na MX4, o quinto lugar seria  suficiente para que, na soma de pontos, ele garantisse o título, porém, o piloto fez questão de vencer mais esta etapa. “Estou muito feliz com a vitória. Todo título tem um gostinho especial e com esse não seria diferente”, declarou Chumbinho. O vice-campeonato ficou com Walter Tardin, que chegou a assumir a liderança da prova, mas não suportou a pressão e acabou a prova na segunda colocação.

Chumbinho conquista seu 24º título do motocross nacional

Chumbinho conquista seu 24º título do motocross nacional

Louros também  para a gaúcha Maiara Basso, que recebeu o título na MXF ao vencer a terceira etapa consecutiva, garantindo-lhe o bicampeonato. “O foco principal era o título e ainda fiz uma grande prova. A cada volta a torcida incentivou bastante e me passou uma energia muito boa. Eu divido esta conquista com todos os que me dão força para não desistir e buscar sempre a vitória”, agradeceu a campeã de motocross. Para levar o troféu, Maiara teve de superar as irmãs Lays e Marcely Cazadini, que deram trabalho. As pilotos pressionaram Maiara em boa parte da prova.

Maiara Basso agora é bicampeã na MXF, em 2012 e 2016. Título deste final de semana é fruto de uma campanha invicta

Maiara Basso agora é bicampeã na MXF, em 2012 e 2016. Título deste final de semana é fruto de uma campanha invicta

Na 50cc, título invicto e incontestável para Rafael Becker, agora, também bicampeão. Primo de Milton, o pequeno piloto acelerou forte e venceu na categoria de acesso ao motocross nacional. “Fechei o campeonato 2016 com mais uma bela prova e estou muito feliz. Quero agradecer a minha família, amigos, patrocinadores e todos que torcem por mim”, disse o talento de oito anos, que já está de olho nos próximos objetivos: “Vou trabalhar bastante para levar o título do Arena Cross e, no ano que vem, tentar ser campeão da 65 cilindradas”, adiantou. Rafael, Maiara e Chumbinho integram a equipe Rinaldi Racing Team.

O pequeno - e bicampeão - Rafael já pensa em voos maiores: que venha a 65cc

O pequeno – e bicampeão – Rafael já pensa em voos maiores: que venha a 65cc

Henrique Henicka é o nome do campeão nas 65cc. O piloto chegou para a prova com uma desvantagem de dois pontos para o então primeiro colocado, José Antônio Pedro Filho, mas reverteu o placar dentro da pista. Durante a disputa tiveram trocas de posições, mas Henrique, que largou em primeiro, acelerou e cruzou na frente o arco de chegada. “Foi uma prova difícil hoje, mas fiquei muito feliz com o resultado, trabalhamos muito para conseguir a vitória”, destacou o novo campeão.

Resultados da prova em Morrinhos

MX4
1. Milton Chumbinho Becker
2. Walter Tardin
3. Erivelto Nicoladelli

MXF
1. Maiara Basso
2. Marcely Cazadini
3. Lays Cazadini

65cc
1. Henrique Henicka
2. Athalo Brito
3. Rodolfo Bicalho

50cc
1. Rafael Becker
2. Felipe Marques
3. Bruno Rodrigues

Classificação final do Motocross Pró

MX4
1. Milton Chumbinho Becker / 75 pontos
2. Walter Tardin / 62 pontos
3. Erivelto Nicoladelli / 50 pontos

MXF
1. Maiara Basso / 75 pontos
2. Janaina Todeschini / 62 pontos
3. Eduarda Conzatti / 52 pontos

65cc
1. Henrique Henicka / 70 pontos
2. José Antônio Filho / 65 pontos
3. Gabriel Mielke / 49 pontos

50cc
1. Rafael Becker / 75 pontos
2. Vitor Borba / 62 pontos
3. Bruno Rodrigues / 60 pontos



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever