Consórcio de moto já tem opção em até 80 meses

De acordo com a Associa‡Æo Brasileira de Administradoras de Cons¢rcio- ABAS, o volume dessa modalidade de credi rio passou o de carros em 2000; no ano passado foram quase 930 mil cotas e mais de 450 mil contemplados.

Os n£meros altos vˆm de parcelas baixas: num plano de 72 meses, por exemplo, ‚ poss¡vel ter uma Honda Biz por parcelas de R$ 69,67. As fabricantes usam diferentes argumentos de venda para atrair consorciados. A Kasinski oferece seguro contra desemprego: em caso de demissÆo, a seguradora cobre at‚ quatro parcelas da moto, desde que o consorciado esteja registrado em carteira h  pelo menos um ano no trabalho atual.

O Cons¢rcio Nacional Suzuki tem planos convencionais e outros que a empresa chama de Entrega Programada: o cliente ‚ contemplado ap¢s a quita‡Æo da quinta parcela. E pode at‚ retirar a moto no ato se pagar o equivalente a essas parcelas na adesÆo.

Modelos grandes, como Harley-Davidson e Kawasaki, tamb‚m podem ser adquiridos por cons¢rcio. Por interm‚dio da Unifisa, o plano de 80 meses para a Harley XL 883 Sportster come‡a em R$ 546,95. Ainda nÆo existe cons¢rcio para BMW, mas h  a op‡Æo de procurar um plano de outra marca cujo valor da motocicleta seja aproximado. Quando contemplado, o cliente usa a carta de cr‚dito para comprar o modelo que quiser.

S¡lvio Duarte, chefe de neg¢cios do Cons¢rcio Nacional Yamaha, diz que os consumidores desse tipo de moto pertencem …s classes A e B: “Eles preferem os prazos mais curtos, como o de 25 meses, e compram modelos como a XT 600 (qualquer terreno) ou a 650 Drag Star (custom, ideal para viagens). Nessa mesma faixa de cilindrada, uma Honda Shadow tem parcelas de R$ 545,33 (para 50 meses). E uma Suzuki Bandit N600 sai por R$ 615,25 em 60 parcelas.