dsc_1861

Controle de tração, para você não sair do rumo

Um querido aluno me fez refletir recentemente sobre um assunto que sempre volta à cena: será que toda essa tecnologia eletrônica faz perder o encanto da pilotagem “no braço”? A transmissão das corridas da F-1 muitas vezes trouxe esse tema na telinha e muitos afirmam que a tecnologia eletrônica inibe o surgimento de novos Ayrton Senna ou Nigel Mansell, para ficar apenas em dois (bons) exemplos.

Contudo, divagando sobre o assunto, pensei: será que a tecnologia eletrônica aplicada nas motos não tira a real definição de ser piloto, ou seja, do ser humano saber controlar suas emoções e também as reações físicas da moto? Bem, não quero criar polêmica, mas como instrutor de pilotagem, vejo e sinto a incapacidade das instituições de formar adequadamente o cidadão para conduzir um veículo tão especial como é a moto e posso afirmar categoricamente que toda eletrônica existente nesses veículos é muito bem vinda.

E no off-road, ligo ou desligo o controle de tração?

E no off-road, ligo ou desligo o controle de tração?

É fácil perceber que tudo isso que muitas motocicletas trazem hoje mostra de fato sua eficácia a favor da segurança do trânsito e dos motociclistas. Quem tem, usa inclusive como apelo comercial em relação aos concorrentes para ajudar nas vendas. Veja quana coisa já existe disponível hoje: módulos de potência e aceleração, freios ABS, aceleradores eletrônicos, controles eletrônicos de tração, ajustes de suspensão e por aí vai. Não está longe o dia que a expressão “enrolar o cabo” vai deixar de fazer sentido, porque o acelerador eletrônico está aí, batendo na porta das fábricas.

A ilustração mostra quantos componentes eletrônicos nesta Suzuki, por exemplo, atuam para que o controle de tração funcione corretamente

A ilustração mostra quantos componentes eletrônicos nesta Suzuki, por exemplo, atuam para que o controle de tração funcione corretamente

Tal tecnologia podem nos fazer pensar quão ruins somos para pilotar uma motocicleta. Mas não é bem assim. Na verdade, não somos treinados para equilibrar as nossas emoções em situações de risco e de imprevisibilidade. Na maioria das vezes reagimos por instinto, o que é natural. E é para isso que a tecnologia eletrônica está aí, para nos ajudar nos momentos que que reagimos instintivamente. O vídeo que está lá no começo mostra um pouco como o controle eletrônico de tração nos ajuda a corrigir nossos erros nos momentos emergenciais.

Separador_motos



Carlos Amaral

Carlos Amaral - Instrutor de pilotagem defensiva certificado pela Honda, instrutor de trânsito do Detran-SP na especialidade Direção Defensiva, palestrante da Porto Seguro Cia de Seguros Gerais, blogueiro e diretor operacional da Carlos Amaral Motorcycle Training