Grandes disputas na Copa Contestado de Velocross

Copa Contestado de Velocross: 4ª etapa foi em Canoinhas

Disputas incríveis aconteceram no ultimo final de semana (6) no Parque de Exposições Ouro Verde em Canoinhas, palco da 4ª etapa da Copa Contestado de Velocross, competição que reúne os melhores pilotos da modalidade em busca de títulos no campeonato.

E vamos aos resultados:

Grandes disputas na Copa Contestado de Velocross

Grandes disputas na Copa Contestado de Velocross

Na categoria VX1, em que houve somatória da pontuação de duas baterias – uma realizada na parte da manhã e outra à tarde – o campeão foi o piloto Edinilson Batista (Imbranet – Sol Motos – Adilson Instalações), da cidade de Camboriú/SC. Chegando em segundo lugar o piloto de Rodeio/SC Lucas Gadotti (Priscilla Malhas – Zequinha Racing – Halley Graphics), que no saldo das baterias acumulou dois segundos lugares, e na terceira colocação o piloto de Jaraguá do Sul Luciano de Oliveira (Pro Tork – Brasão – Achima), que venceu a primeira bateria e terminou a segunda em quarto lugar.

Na VX2 o vencedor foi o piloto Blumenauense Luiz Zimmermann (Motos Neno – Yamaha – Academia Equilibrium), após forte pressão do piloto Lucas Gadotti, segundo colocado, e finalizando a bateria na terceira colocação Augusto Unterberger (Baterias Pioneiro – Cervejaria Bierbaum – Coopersalto), piloto esse de Salto Velozo/SC.

Surpreendendo a todos o piloto de Jaraguá do Sul Nilson Tecilla (Moldemaq – JB Motos – Totvs) venceu na VX3 Especial, após intensa briga no final da bateria com o piloto paranaense Nasri Sarkiss (Belparts – Leandro Borges – Dash), segundo colocado na categoria, e Fábio de Oliveira (Expresso Interlagos), piloto de Joinville/SC.

Já na VX4 Especial, Nasri Sarkiss foi o campeão, Fábio de Oliveira o acompanhou de perto e terminou na 2ª posição, e subiu ao pódio na terceira posição Fabiano Grahl (Grahl Ortodontia), piloto de Mafra. Um show à parte na categoria foi a organização e qualidade dos equipamentos utilizados pelos experientes pilotos, bem como o estilo de tocada limpo e o profissionalismo das disputas.

Após alguns anos afastado do Velocross, o piloto Clovis Lorenzi (Lorenzi Tacógrafo – Red Horse – Gtruck), de Joinville, voltou à competir com vitória, conquistando o primeiro lugar na VX3 Nacional e mostrando que os anos não fizeram diferença em sua tocada. Na segunda posição tivemos o piloto de Ibirama Denis Bittencourt (Durag Relações – Sérgio Motos – Pneurama) e Gean Carlos da Silva (Fan Moto Peças), piloto joinvilense que terminou com a terceira melhor colocação.

Na VX4 Nacional o vencedor foi o piloto paranaense (de São Mateus do Sul) Marcos Ari Augustin (Revecar Auto – RV Invest Financiamentos), seguido por Vilson Alves (BM Motos – Metalcava – Confecções Filan) e Wilson Pereira (Will Motos – Carretinhas Fernando), que se deslocou de Curitiba/PR para a disputa em Canoinhas e por quem o velocross catarinense tem grande estima.

A Intermediária foi uma das categorias com a disputa mais acirrada, até a bandeirada final não se sabia quem ganharia a etapa. Pois bem, quem levou a melhor na disputa foi o piloto de Ponta Grossa/PR Gabriel Henrique (Sid Flex – Hill Side), seguido de perto pelos pilotos catarinense Sebastião da Silva (Moto Neno – Móveis Sebas – Auto Posto Melo) e Augusto Unterberger.

Na Nacional Força Livre o vencedor foi Eduardo Branco (Moto Fênix – MBK Comunicação – Nato Gabaritos), de Blumenau, que deu trabalho para Augusto Unterberger e João Vergutz (Estofaria Cardeal – Tuio Motos – Street Parts), piloto indaialense.

Eduardo Branco venceu também a Nacional 300cc, terminando a bateria na segunda colocação Alex Pains (Charles Motos – Mundo dos Presentes) e no terceiro lugar do pódio Wandrey Niels (Motos Neno – Yamaha).

Após intensa disputa a categoria Nacional 230cc Pro teve como vencedor Márcio Rover (Retibastos – Empreiteira Rover – Keka Motos), piloto de Camboriú, seguido por seu conterrâneo Edinilson Batista (Theilacker Racing) e Jean Grosskopf de São Bento do Sul.

Outra categoria que levantou a galera após alucinantes pegas foi a Nacional 230cc Estreantes, em que restou vencedor o piloto de Imbuia, Handerson Ferreira (Mecânica Diesel Jairo – Xilokinha Motos), cruzando a linha de chegada na 2ª colocação Rafael Antunes de Paula (Duraline – Fan Motos – Nenê Motos) e na terceira posição Anderson Almeida (Só Vans Transporte – AJMM Transportes – Posto Rota 16).

Venceu também a Nacional 150cc o piloto Eduardo Branco, seguido por João Vergutz e Gean da Silva (Fan Moto Peças), piloto joinvilense.

Pequenos apenas na idade, os grandes pilotos da 85cc enfrentaram muitos competidores e uma disputada competição nesse final de semana. O vencedor desta etapa foi Matheus Zolet (Grupo Zolet – ATZ Pneus), piloto de União da Vitória/PR, que largou mal mas se recuperou e na oitava volta assumiu a liderança. Na segunda colocação tivemos o piloto catarinense Leonardo Boing (Pref. Mun. de Vidal Ramos – Mecânica Petry – Contabilidade Haas) e em terceiro lugar Bruno Hodecker (Nano Motos – Linharia Aviamentos – Redotex).

Com recorde de inscritos a Categoria 65cc emocionou os pais e público presente, que atentamente acompanharam a largada de Anthonny Gervásio (G. Lafitte Imob. – Colégio Cecam – Academia Wave) em meio ao “bolo” de pilotos e o desenvolvimento do garoto que culminou na vitória na categoria. Cauê Kepler (Elian Malhas – GPS7 Suspensões – Charles Motos) também não aliviou e terminou a corrida na 2ª colocação, seguido por Matheus Zolet (Grupo Zolet – ATZ Pneus), terceiro colocado na bateria.

Com vinte e dois inscritos na Categoria Mini Motos, tivemos como campeão na Mini Moto A 2t o piloto paranaense João Vitor de Lima (MR Mecânica Diesel), seguido por Vinícius Boing e Brayan da Cunha, de Brusque. Já na Mini Motos B 4t. quem venceu foi o piloto também paranaense Jorge Simões (Costumaq), que veio de Mandirituba com muita garra para conquistar uma ótima posição em Canoinhas. Na sequência lhe acompanharam os pilotos Otávio Pedro da Silva (Nilmar Construção Civil – JS Ferramentas) e Cauã H. da Silva (Fan Moto Peças).

Na Intermediária Nacional (Trilheiros) o destaque foi para o piloto joinvilense Rafael Antunes de Paula, seguido por seus conterrâneos Valdir Ravache (Cabelo Preparações – Universal Usinagem – Alucinados Moto Center) e Júlio de Freitas.

Encerrando os resultados do final de semana o pódio mais charmoso da etapa, na Categoria Batom, foi composto por Amabilly Cardoso (Gaia MX – Street Show – Avtec), Maysa Pianezer (Pro Tork – Charles Motos – SD Veículos) e Ketlyn Galkowski (Garra Cross).