Rômulo Bottrel, vencedor da categoria Elite na primeira etapa da Copa EFX Brasil - Foto de Maurício Arruda

Copa EFX Brasil de Enduro começa com disputa quente em Itupeva (SP)

Sol, calor, trilhas interessantes e, acima de tudo, diversão com muita velocidade. Esses foram os ingredientes da 1ª etapa da Copa EFX Brasil de Enduro, no último domingo (22), em Itupeva (SP). Mais de 200 pilotos aceleraram sua motos durante a tradicional prova, que passa por dentro do Shoping Serra Azul. Mas, além daqueles que buscavam entretenimento, a disputa começou séria para quem almeja o título da temporada. Na categoria Elite, a briga começou pegando fogo entre brasileiros e estrangeiros. O mineiro Rômulo Bottrel ditou o ritmo na disputa e levou a melhor.

Rômulo Bottrel, vencedor da categoria Elite na primeira etapa da Copa EFX Brasil - Foto de Maurício Arruda

Rômulo Bottrel, vencedor da categoria Elite na primeira etapa da Copa EFX Brasil – Foto de Maurício Arruda

Depois de treinar em Portugal no início do ano, o piloto do Zanol Team Rinaldi ASW não perdeu tempo. Terceiro colocado em 2014, mostrou seriedade no desejo de mudar o jogo ao vencer uma batalha acirradíssima, só definida no trecho final. Bottrel totalizou o percurso cronometrado em 35min42s10, apenas 18 segundos à frente do norte-americano Ian Blythe, que chegou ao Brasil para representar a equipe Orange BH. Na terceira posição o francês Adrien Metge, da equipe Honda Mobil, ficou a apenas dois centésimos de segundo de Blythe.

Bottrel acredita que este foi o resultado perfeito para alavancar o restante da temporada. “Antes de saber o resultado, já tinha ficado satisfeito. Há muito tempo não cumpria uma prova sem nenhum tipo de erro. Mas, tenho que ficar de olho agora. Tenho certeza que os ‘gringos’ vão melhorar. O americano principalmente, porque é o primeiro ano dele (no Brasil). Eu também tenho que melhorar, na relação com a moto e o acerto”, analisou.

Este ano, o mineiro passou a utilizar uma motocicleta de 450cc em vez da de 250cc como nas temporadas anteriores, e confessa sentir um pouco a mudança. “Ainda estou tendo um pouco de dificuldade, mas é uma coisa pequena. Na 450cc a tocada é um pouco diferente. Estou adorando a moto, curtindo a equipe. Sei que tenho que trabalhar bastante porque será um ano muito apertado para nós três. Hoje tivemos uma prova típica do Serra Azul, com uma especial com pasto, alguns trechos rápidos e outros muito travados. Tenho certeza que será um ano bem legal”, completou.

Metge queria ter feito melhor, mas para o francês, o calor excessivo foi um ponto que fez diferença. “A disputa estava bem apertada. Não consegui achar um ritmo bom na terceira especial. Eu cheguei domingo da França. Aqui está muito quente e essa diferença é importante. Tenho que me acostumar. O ‘Onça’ e o Ian andaram muito bem. Mas essa foi só a primeira corrida. Agora vamos seguir treinando. Vou treinar para rali também que é meu principal objetivo agora. O circuito estava bem legal. Eu gostei das duas primeiras especiais, a terceira um pouco menos, porque estava seca e com muitos pedaços de terra dura. Estava difícil de andar lá dentro”.

Janaína Souza, busca o tricampeonato na categoria feminina em 2015 - Foto de Maurício Arruda

Janaína Souza busca o tricampeonato na categoria feminina em 2015 – Foto de Maurício Arruda

A estreia do norte-americano foi das melhores possíveis, já que na disputa com os principais concorrentes tinha desvantagem por não conhecer nada do circuito. “Eu me diverti muito pilotando. Esta é minha primeira vez no Brasil, então foi um pouco diferente para mim. Acho que a corrida foi muito boa, com bons testes. Metge e Bottrel foram muito rápidos. Fico feliz por ter ficado próximo a eles, mas gostaria de ter vencido”, disse animado.

Nas outras categorias, os participantes também deram show, incluindo os mais jovens e as mulheres, que este ano já chegaram em grande número. Na categoria Júnior, o domínio também foi mineiro, com Ronald Santi terminando em primeiro lugar. Na categoria Feminina, Janaína Souza e Tainá Aguiar travaram uma forte disputa. Janaína terminou na frente por alguns segundos e começou o campeonato com vantagem novamente – Janaína foi bicampeã em 2014.

A disputa por Equipes também segue nesta temporada e já começou melhor para o Zanol Team, com a vitória de Bottrel, o quarto lugar de Júlio César Elizário e o sétimo de Michel Cechet no Geral. Em segundo ficou a Sacramento KTM e em terceiro Os Aloprados.

Resultados da etapa:

Elite
1. 2 Rômulo Bottrel, 0:35:42.10
2. 6 Ian Blythe, 0:36:00.16
3. 1 Adrien Metge, 0:36:00.18
4. 3 Julio César Ferreira Eliziário, 0:37:00.71
5. 5 Michel Cechet, 0:38:23.47

Junior
1. 5 Ronald Santi, 0:37:35.12
2. 13 Vinicius Calafati Ribeiro, 0:37:55.50
3. 14 Vinicius Luis Lopes da Silva, 0:38:40.68
4. 12 Tunico Maciel, 0:39:22.39
5. 11 Lucas Yoshio Ohara, 0:41:48.01

Logo_CopaEFX2015_177x119Enduro2
1. 31 Humberto Cadori Filho, 0:39:32.04
2. 24 Ruan Marra Pires, 0:40:27.83
3. 26 Ramon Sacilotti, 0:41:23.18
4. 30 Heinz Dollinger Chrispim, 0:41:31.85
5. 28 Bruno Marafão, 0:42:22.49

Enduro3
1. 41 Otavio Augusto Carradori, 0:40:35.31
2. 45 Felipe Augusto Pacheco Limonta, 0:43:18.00
3. 39 Douglas Kawabe, 0:44:23.94
4. 38 Tiago Filippo, 0:45:24.38
5. 40 Clodoaldo Shoji Uemura, 0:46:12.89

Enduro4
1. 46 Bruno Batista Martins, 0:38:53.41
2. 48 Homero Bittencourt E Silva, 0:41:58.77
3. 53 Luis Eduardo Daltoso, 0:42:52.69
4. 47 Guilherme Ambrosio Medeiros, 0:43:11.87
5. 54 Vitor Severino Soave, 0:45:52.41

Over35
1. 77 Cassiano Marcos Tebaldi, 0:40:57.61
2. 67 Dario Julio, 0:40:59.38
3. 57 Rodolfo Ripamonti, 0:41:28.07
4. 70 Marcio Rogerio do Nascimento, 0:41:44.20
5. 74 Marcio Leandro Spaca de Paolo, 0:42:40.08

Over45
1. 83 Washington Caipira, 0:42:47.19
2. 90 José Roberto Polaz, 0:42:49.73
3. 85 Jose Alexandre Tommaso, 0:44:08.08
4. 93 Alencar Krefta, 0:44:14.97
5. 88 Julio Cesar Pereira, 0:44:16.87

Enduro5
1. 117 Frederico de Oliveira, 0:41:29.33
2. 130 Ricardo Carneiro, 0:41:38.28
3. 113 João Paulo Ferreira, 0:42:21.49
4. 120 Thyago Silva Correa da Rocha, 0:42:58.77
5. 119 Gabriel Moreira Faria Alves, 0:44:48.35

Enduro6
1. 132 Luiz Fernando Cler Pinheio, 0:42:21.69
2. 147 Joao Paulo Fornazari, 0:42:40.85
3. 161 Vitor Hugo Lage G Souza, 0:43:02.78
4. 148 Herico Ribeiro, 0:43:24.22
5. 153 Felipe Anzoli, 0:44:21.62

Enduro 7
1. 124 Victor Hugo Kokol de Oliveira, 0:42:56.30
2. 166 Bernardo Lage G Souza, 0:46:51.14
3. 165 Leonardo Matuno Malagutti, 0:47:24.62
4. 167 Celso Alexandre da Silva, 0:59:40.90
5. 170 Carlos Eduardo F Roma, 1:30:58.95

Enduro 8
1. 181 Guilherme da Silva Bittencourt, 0:43:42.77
2. 177 David Roberto Carrilho, 0:45:07.20
3. 179 Edmilson Junior, 0:45:09.31
4. 185 Gilson Fernandes, 0:45:42.03
5. 172 Marcos Adriano Ferreira, 0:45:58.71

Feminina
1. 196 Janaina Souza, 0:49:55.55
2. 198 Tainá Aguiar, 0:50:02.32
3. 197 Lilian Chagas, 0:59:25.68
4. 194 Lucianna Timm, 1:07:28.15
5. 193 Daniela Romano, 1:18:30.19

Equipes
1. Zanol Team; 1:51:06.28
2. Sacramento KTM; 1:57:21.83
3. Os Aloprados, 2:08:31.83
4. Galera do Cross, 2:10:44.65
5. KR/Internacional

Separador_motos