CopaEFX_destaque_19_05

Copa EFX de Enduro: Luis Oliveira vence e segue líder

O piloto Luis Oliveira garantiu neste domingo (18) mais uma vitória na Copa EFX Honda de Enduro. Mesmo com forte concorrência na terceira etapa, disputada em Barra do Piraí (RJ), o português conseguiu superar mais uma vez os adversários, mesmo que por pouca diferença. O cenário inédito impôs vários desafios aos participantes e também equilibrou a disputa. O segundo colocado da categoria Elite foi o francês Adrien Metge, que completou o percurso com menos de 10 segundos de desvantagem para o vencedor.

Pódio da categoria Elite na terceira etapa da Copa EFX Honda

Pódio da categoria Elite na terceira etapa da Copa EFX Honda

Mantendo a invencibilidade no campeonato com a terceira vitória consecutiva na categoria Elite, Oliveira disse que tudo correu muito bem durante a prova. “Gostei bastante da etapa. Foi a melhor prova até agora. É bom mudar de Estado. Espero que continuemos. Pelo lado pessoal, fui bem desde o início. Tive um pequeno incidente no meio da prova, mas está tudo bem. Não me machuquei. Tenho que dar os parabéns a todos os meus colegas, que têm ido muito bem. Quero dar os parabéns também à minha equipe, que tem sido incansável comigo”.

O melhor brasileiro na disputa foi o mineiro Rômulo Bottrel, terceiro colocado, com 41 segundos de diferença para o líder. Em quarto chegou o experiente Nielsen Bueno, 1min15s atrás. O jovem Loandro Anton foi o quinto colocado. Com a vitória, o português segue absoluto na liderança da temporada, com 75 pontos. Bottrel permanece em segundo, com 64, porém, ameaçado por Adrien, que tem apenas dois pontos a menos. Nielsen é o quarto, com 49, e Loandro o quinto, com 43.

Rômulo Bottrel ficou feliz por ter andado de igual para igual com os adversários estrangeiros. “A etapa foi muito boa. Fiquei satisfeito com meu desempenho. Vim de uma gripe, mas consegui me sentir bem. Andei rápido e ganhei várias especiais. Infelizmente, perdi a prova em uma especial que perdeu a sinalização, então, acabei passando direto e perdi tempo. Disputei de igual para igual com os estrangeiros e os deixei preocupados. O nível deles é muito alto. São pilotos de renome lá fora. Vou batalhar bastante e não desistir”.

Nielsen Bueno terminou a competição bastante animado. “Eu resumo a prova de hoje em uma palavra: espetáculo. Foi sensacional, todos que prepararam a etapa nos receberam de braços abertos. Foi a melhor etapa do ano, disparado. Precisamos de superação. Os CHs foram mais técnicos e as especiais mais rápidas. Estou satisfeito porque consegui andar bem. Venho de alguns resultados não tão bons, mas nessa etapa consegui me soltar. Os estrangeiros vieram muito fortes, eles vêm de uma escola diferente, mas temos uma nova geração muito boa também. O Oncinha (Bottrel) tem vindo bem forte. Está brigando muito bem com eles. Eu hoje consegui fazer um tempo muito próximo. Tive um problema no freio, mas resumindo, foi ótimo. Essa etapa me deu uma alegria de novo”.

Além da disputa na Elite, a competição teve diversas outras categorias. Gabriel Lemos Badaró foi o primeiro colocado na E1, Júlio Cézar Elizário na E2, Bruno Martins na E3, Vitor Garcia na E4, Ruan Marra Pires na E5, Pélmio de Carvalho Filho na E6, José Alexandre Tommaso na E7, Vitor Galzerano na E8 e Janaina Souza na categoria Feminina. Entre as equipes, o Zanol Team foi a que se saiu melhor, entre os clubes, a vantagem foi da Honda.

Confira os resultados da etapa e acumulados: