Marcelo Lima, o Ratinho, vence a MX1 na Copa Minas Gerais de MX

Copa Minas de MX: irmãos Lima dominam e faturam 4ª etapa

Itabirito recebeu neste final de semana (20 e 21/09) a 4ª etapa da Copa Minas Gerais de Motocross. Marcello “Ratinho” Lima e Eduardo “Dudu” Lima venceram respectivamente as corridas da MX1 e da MX2, faturando as principais provas do final de semana.

Marcelo Lima, o Ratinho, vence a MX1 na Copa Minas Gerais de MX

Marcello Lima, o Ratinho, venceu a MX1 na Copa Minas Gerais de MX

Nas primeiras baterias os pilotos da EMG Kawasaki tiveram grande desempenho. Na primeira prova, da MX2, Dudu Lima protagonizou com Fabinho Santos uma disputa emocionante pela ponta, para sair vitorioso após bela ultrapassagem na última volta.

Na MX1, foi a vez de Marcello “Ratinho” Lima fazer grande prova contra o norte-americano Kevin Rookstool. O piloto estadunidense, que fez sua primeira participação na Copa Minas Gerais de Motocross, saiu na frente dos adversários, mas foi pressionado por toda a corrida por Ratinho. Na sétima volta o piloto da Kawasaki realizou a ultrapassagem sobre Rookstool para não largar mais a ponta da bateria. Após perder a liderança, Rookstool foi seguido de perto por Humberto “Machito” Martin até a última curva, quando o venezuelano errou e terminou no terceiro lugar. Carlos Badiali finalizou na quarta colocação e Pipo Castro foi o quinto.

Na segunda bateria das principais competições do domingo, Fabinho Santos e Dudu Lima voltaram a brigar pela ponta da segunda prova da MX2. Porém, Dudu assumiu a liderança na quarta volta e abriu vantagem para vencer novamente. Endrews Armstrong, que perseguia a segunda colocação, sofreu uma queda, dando espaço para Fabinho voltar à posição, mas terminou a prova atrás do rival. Gabriel Lucas foi o quarto e Caio Lopes o quinto.

Na segunda prova da MX1, Humberto Martín, novo líder da categoria com 129 pontos, largou na frente e fazia boa tocada, até cair. O venezuelano completou as últimas voltas com defeito em sua moto, mas terminou a prova na sétima colocação, suficiente para conquistar o quinto lugar no geral. Seu compatriota, Carlos Bediali, foi o vencedor da segunda bateria da MX1 e ficou com a terceira colocação geral. Kevin Rookstool, segundo lugar nessa prova da 450cc, também foi segundo no geral. Marcello Lima, o Ratinho, garantiu o terceiro lugar e venceu na somatória das duas corridas. Pipo Castro terminou na quarta colocação geral.

E Dudu Lima dominou a MX2

E Dudu Lima dominou a MX2

Na prova extra do dia, a Superfinal SCUD, com os melhores colocados da MX1 e MX2, a vitória ficou nas mãos do venezuelano Carlos Badiali. Kevin Rookstool e Marcello “Ratinho” Lima, que duelavam pela liderança da bateria, se envolveram num incidente e Badiali aproveitou o momento para terminar com a vitória em Itabirito. Endrews Armstrong foi o quarto colocado e o português Luiz Oliveira fechou o pódio.

Na MX3, as mulheres fizeram dobradinha em Itabirito. Empurrada pelo público, Mariana Balbi venceu a terceira prova na temporada, depois de não disputar a etapa de São Gonçalo do Rio Abaixo, e permanece na liderança da categoria. Após a largada, a mineira chegou à quarta colocação, enquanto André Stocovich liderava, seguido por Stefany Serrão e Yuri Moreira.

Mariana ultrapassou Moreira com facilidade e travou bom duelo com Stocovich para tomar a liderança da etapa na quarta passagem. Stefany Serrão aproveitou o embalo e também pressionou o adversário para ficar com a segunda colocação três voltasà frente. Yuri Moreira terminou em quarto e Rodrigo Senem, piloto da casa, ultrapassou Valdinei Marcolin na última volta para conquistar seu lugar no pódio.

Na 65cc Carlos Eduardo “Dadal” fez grande largada e venceu de ponta a ponta em Itabirito. Rafael Ribeiro, o segundo colocado, tentou perseguir o adversário de todas as maneiras, mas finalizou a prova com o segundo lugar e assume a liderança da categoria, empatado com Joaquim Neto, quinto colocado na etapa, com 80 pontos. Diogo Moreira foi o terceiro e João Pedro o quarto.

Já na 85cc, Yuri Campello fez grande recuperação para vencer a prova e chegar à vice-liderança da categoria. A largada foi tumultuada, com três pilotos caindo na primeira curva. Marcus Henrique saiu na frente e permaneceu na ponta da etapa por sete voltas, até ser ultrapassado por Campello. Matheus Corradini chegou na briga e tomou a vice-liderança de Henrique, que terminou no terceiro lugar. David Martins e Rafael Ribeiro fecharam o pódio.

Resultados da etapa:

MX1 – soma das baterias:
1º #5 Marcello Lima “Ratinho”
2º #122 Kevin Rookstool
3º #22 Carlos Badiali
4º #8 Pipo Castro
5º #101 Humberto Martin

MX2 – soma das baterias:
1º #2 Eduardo Lima “Dudu”
2º #987 Fabinho Santos
3º #112 Endrews Armstrong
4º #119 Gabriel Lucas
5º #134 Caio Lopes

MX3
1º #81 Mariana Balbi
2º #29 Stefany Serrão
3º #27 André Stocovich
4º #40 Yuri Moreira
5º #216 Rodrigo Senem

65cc
1º #77 Carlos Eduardo “Dadalzinho”
2º #99 Rafael Ribeiro
3º #2 Diogo Moreira
4º #221 João Pedro
5º #11 Joaquim Neto

85cc
1º #818 Yuri Campello
2º #7 Matheus Coradini
3º #92 Marcus Henrique
4º #34 David Martins
5º #9 Rafael Ribeiro

Superfinal
1º #22 Carlos Badiali
2º #122 Kevin Rookstool
3º #2 Dudu Lima
4º #112 Endrews Armstrong
5º #31 Luiz Oliveira

Classificação do Campeonato:

MX1
1º #101 Humberto Martins 129 pontos
2º #18 Jean Ramos 122
3º #5 Marcello Lima “Ratinho” 119

MX2
1º #2 Eduardo Lima “Dudu” 141 pontos
2º #112 Endrews Armstrong 141
3º #987 Fabinho Santos 132

MX3
1º #81 Mariana Balbi 75 pontos
2º #29 Stefany Serrão 62
3º #27 André Stocovich 50

65cc
1º #99 Rafael Ribeiro 80 pontos
2º #11 Joaquim Neto 80
3º #2 Diogo Moreira 79

85cc
1º #14 Carlos Tavares 75 pontos
2º #818 Yuri Campello 66s
3º #61 Frederico Spagnol 50