A Copa Minas Gerais de Motocross tem sequência neste final de semana em São Gonçalo do Rio Abaixo

Copa Minas de MX: um ponto acirra disputa entre Balbi e Garcia

A disputa pelo título da Copa Minas Gerais de Motocross está acirrada e o GP São Gonçalo do Rio Abaixo, que acontece nos dias 12 e 13 de outubro, no Parque de Exposições Edirlei Márcio Moreira Lacerda, terá disputas eletrizantes. A liderança do campeonato pode mudar de mãos, a diferença na categoria MX1 é de apenas um ponto.

A Copa Minas Gerais de Motocross tem sequência neste final de semana em São Gonçalo do Rio Abaixo

A Copa Minas Gerais de Motocross tem sequência neste final de semana em São Gonçalo do Rio Abaixo

O goiano Wellington Garcia, primeiro colocado, tem 45 pontos e pilota uma moto Honda. Já o mineiro Jorge Balbi Júnior, possui 44 e pilota uma Kawasaki. O time vermelho de Garcia pode mandar reforços como o Inglês Adam Chatfield, para ajudar na pista a manter a liderança da maior equipe de fábrica do Brasil. Balbi possui uma das maiores equipes privada do Brasil, corre com a moto de cor verde e tem a torcida mineira do seu lado. A batalha entre os dois pilotos, além da disputa pela alta premiação em dinheiro da etapa, envolve também um carro zero ao grande campeão da temporada.

Garcia garante que repetirá o feito do GP de Sarzedo. “Quero entrar para ganhar, como fiz na primeira etapa e me distanciar dos outros competidores. Estou treinando muito para isso”. Para Balbi, a disputa merece acima de tudo respeito e a expectativa para o GP de São Gonçalo do Rio Abaixo é a melhor possível. “A gente vem preparando não só para a Copa, mas para o campeonato brasileiro também. A diferença entre eu e o Wellington Garcia é muito pequena. Lógico que eu respeito muito os meus adversários, mas a gente trabalha e quer vencer. Espero fazer uma boa prova”, afirma o piloto.

Na tabela de classificação, além de Garcia e Balbi, em seguida estão o paranaense Rafael Faria e o paulista Marcello Lima, com 34 pontos cada um e Thales Vilardi, também de São Paulo está com 33. Apesar das dificuldades enfrentadas na última etapa, durante o GP Betim, Rafael Faria ainda acredita na conquista do título. “Estou indo para recuperar os pontos perdidos no começo. Eu tive um azar na segunda etapa. Minha moto quebrou e tive que andar com uma moto emprestada, o que me prejudicou um pouco. Mas estou indo pra ganhar”, assegura o piloto.

Já na categoria MX2, a diferença de pontos é um pouco maior. O líder é Jorge Balbi, com 50. Rafael Faria ocupa a segunda colocação, com 40 pontos. Mais abaixo, vem Thales Vilardi e Wellington Garcia, com 36, e Marcelo Lima, com 32.

O prêmio total oferecido no GP São Gonçalo do Rio Abaixo é de 37 mil reais, distribuídos entre os vencedores e participantes das 11 categorias profissionais e amadoras. As corridas acontecem sábado e domingo, a partir do meio dia. Pela manhã são realizados os treinos classificatórios.