Foto: O sucesso de público é um dos motivos para a ampliação da área da feira

Crescimento do mercado anima expositores para a Motofair 2011

Foto: O sucesso de público é um dos motivos para a ampliação da área da feira

Foto: O sucesso de público é um dos motivos para a ampliação da área da feira

A Motofair 2011 – o salão das motos e bikes de Minas Gerais já é uma realidade, e promete ser ainda melhor que sua primeira edição, em 2010. Algumas provas deste crescimento são a expansão da área da feira, que irá crescer cerca de 20%, e os números do mercado duas rodas, que já são iguais aos números que antecederam a crise financeira de 2007.

Após o sucesso da primeira edição, os organizadores resolveram aumentar a área da Motofair. Em 2011, a feira contará com uma área com mais 38 estandes, além do Museu de Motos. Está sendo estudada também a criação de uma área externa, destinada ao test-drive de motocicletas e apresentações acrobáticas e de free-style.

Um número que anima os expositores e a organização da feira é o da movimentação financeira do setor em 2010. O volume de vendas e de investimentos no setor já é igual ao de 2008, antes da crise financeira. É a primeira vez, desde a crise que o mercado tem saldo tão positivo.

“Esse número me deixa entusiasmado para o próximo ano. Embora no primeiro trimestre os números já fossem bons, o crescimento do mercado superou as expectativas. Nesse ano, movimentamos mais de R$ 55 milhões na Motofair. Para o ano que vem, devemos ter um crescimento de 20% nesse número.”, ressaltou Sérgio Falcão, diretor da Minasplan, que acrescenta que todos os expositores confirmados também estão muito confiantes em um retorno ainda maior do que o do ano passado.

A exemplo de 2010, a Motofair continua atraindo as maiores empresas do mercado. Gigantes como Honda e Yamaha, que participaram da primeira edição, já confirmaram a presença em 2011. A novidade para o próximo ano é a Dafra, montadora que iniciou suas funções no Brasil em 2008, e que, neste curto período de tempo, já se tornou a terceira maior do país. Atualmente, ela é capaz de produzir 200 mil motos/ano.

Outra novidade da feira é a Ilha Verde, área destinada à exposição de bikes e motos elétricas. “A Ilha Verde é uma área subsidiada pela feira, para incrementar o uso de energia limpa e ecologicamente correta. É importante trazermos isso para a feira, é um mercado que cresce muito, já temos motos assim chegando no Brasil.”, comentou Sérgio Falcão.

A venda de estandes para a Motofair 2011 já está aberta. Para maiores informações, acesse www.motofair.com.br, ou ligue (31) 3371.3377.

A Motofair tem organização Minasplan, e apoio ABRACICLO, ANFAMOTO, ABRAM, ABRADIBI, TCMG, SINDICOV-MG, FENABRAVE-MG, SEST SENAT, Federação Mineira de Ciclismo, FMMC, AMOT-MG, FMC e Governo de Minas.