Crônica, a poesia do cotidiano

Crônica, a poesia do cotidiano

Crônica, a poesia do cotidiano

Inconteste quando se baseia na verdade.
Maldosa quando a raiva é extravasada.
Divertida quando o mundo está em graça.
Séria quando o tom austero se faz presente.
Humorada quando a levada é espirituosa.
Respeitosa quando recado educado é dado.
Engajada quando a causa vale tudo.
Deprimida quando caminhos inexistem.
Criativa quando a mensagem precisa ser notada.
Solidária quando alguém precisa.

Poesia, a crônica do cotidiano.
Quando a verdade sobre tantos desabrigados e vidas perdidas não está simplesmente na natureza.
Quando a raiva extravasada pela voz de quem perdeu tudo e todos não sabe ser ouvida.
Quando parece que o mundo parou pra enxurrada levar toda a sua graça.
Quando o tom austero e sério das autoridades irá durar até a próxima calamidade.
Quando a espirituosidade é uma das poucas respostas pra resistir e sobreviver.
Quando toda a nossa educação é posta à prova pra darmos o nosso recado.
Quando uma triste e lamentável causa nos leva a um engajamento que vale tudo.
Quando juntos temos que encontrar caminhos por estradas que inexistem.
Quando mais que em qualquer outro momento a mensagem de muitos precisa ser notada.
Quando precisamos fortemente e continuamente sermos solidários.

Cotidiano, crônica e poesia.
Como poetas das estradas, que escrevemos a nossa história em cada curva e em cada momento sublime de cumplicidade com tantos como nós, nos indignamos. Porque sabemos muito mais que outros, por vocação de motociclista e triciclista, que a solidez e a perpetuidade do nosso movimento depende da manutenção dos seus pilares de sustentação, depende da retidão no nosso comportamento com relação aos bons valores de moral e ética, e com as nossas responsabilidades.
Tempestades não seriam dilúvios, não seriam calamidades, não seriam todo este sofrimento. Se o Poder Público, não por vocação, mas por obrigação, se postasse com retidão frente as suas responsabilidades.
Que em outros verões tenhamos muitas poesias pra amarmos, muitas crônicas pra nos atermos e que não exista mais “este” triste cotidiano.

O nosso maior e melhor “evento” continua a ser o da solidariedade.
Conclamamos todos vocês, em todas as partes deste imenso Brasil, a olharem com carinho e humanidade para esta grande causa.
Vamos doar. Vamos ajudar. Vamos nos doar.

No intervalo da sua presença no principal “evento”, sabemos que encontrará espaço pra estar em outros. Veja e escolha.

=> Encontro semanal do Canibais MC em São José dos Campos-SP, na quinta-feira, dia 27 de janeiro, com música ao vivo e churrasco 0800
Local: Bar do Hélio no Centro Comercial da Vista Verde
Contato: Professor (12) 9723 2474, Marcelo (12) 8119 3485 e Paulão (12) 9139 4383
Realização: Canibais MC

=> Encontro Mensal do Falcões do Asfalto MC em Caçapava-SP, na sexta-feira, dia 28 de janeiro, com shows no telão, churrasco 0800 e bolo para os aniversariantes
Local: “Neto Auto Center”
Contato: Gemão (12) 9175 5446, Neto (12) 9114 6921, Helio (12) 9172 8889 e Sede (12) 3653 4968
Email: mcfalcoesdoasfalto@gmail.com
Realização: Falcões do Asfalto MC