Cuidado com garupa na moto...

Cuidado com garupa na moto…

Se você for ajeitadinho e não for “Mané”, já deve ter percebido que não passa despercebido na rua, não é mesmo?… Vai dizer que não?

O camarada pode até ser um “tiozinho”, mas basta ele montar em cima de uma bela moto que “as minas” dão o “maior mole” pra ele… Uma mulher, montada numa moto, também desperta olhares interessados, independente da idade que tenha…

Lembram do Tom Cruise e sua companheira interpretada pela atriz Thandie Newton no filme Missão Impossível? A moto outrora vinculada à marginalidade, hoje se associa a ousadia, coragem, virilidade, charme… Isso é um perigo!

Uma vez ouvi uma pessoa dizer: – Ah, mas isso faz tanto bem pro Ego! Sem dúvida nenhuma que é; é interessante saber que ainda “damos um caldo”. O problema é que quanto mais perto do fogo, mais riscos temos de tomar uma “chamuscadela” (ou seria chamuscadura?)… Principalmente se formos comprometidos…

Antigamente uma aliança no dedo fazia diferença; hoje algumas pessoas encaram a aliança até como um desafio e partem literalmente para o ataque! Compartilham do pensamento: “Quanto mais difícil, mais interessante…” ou “Eu não sou cimento (a)!

Por outro lado, convenhamos: todo “caso” novo é interessante, não é mesmo? E nada mais gostoso do que a fase da conquista… Mas repararam como a gente fica besta e burro quando tá apaixonado? Gasta o que não ganha, fala o que não deve, faz o que não pode… E o pior? Sempre deixa pistas…

Tem uma música de Lupicínio Rodrigues, que acredito muitos de vocês nunca devem ter ouvido nem falar, e que diz assim: “Se eles julgam que há um lindo futuro, só o amor nesta vida conduz, saibam que deixam o céu por ser escuro, e vão ao inferno, a procura de luz”.

Numa sociedade que evolui tão rápido temos a tendência a substituir pessoas como fazemos com objetos: TVs, computadores, celulares… Mas você deve estar pensando: Quem falou em substituir? Eu estou só “curtindo”…

Na bíblia há algumas citações interessantes: “Portanto guardai-vos em vosso espírito, e que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade.” (Malaquias 2:15). “Portanto, alegre-se com a sua mulher, seja feliz com a moça com quem você casou… Que ela cerque você com o seu amor, e que os seus encantos sempre o façam feliz!” (Provérbios 5.18-19)

Nos dias de hoje a gente tem que ser um artista para driblar a rotina, contas e toda a sorte de problemas com os filhos, mantendo a chama inicial… Isso sem levar em conta a TV que bombardeia a casa da gente tratando a traição como a coisa mais natural do mundo.

É por isso que está tão em desuso a fidelidade nas relações… Mas uma coisa é fato: Nada fica sem conseqüências. E se você não gostaria que fizessem com você, não faça, pois é cilada!

Ainda mais agora como os radares fotográficos que o nosso Prefeito instalou, a garupa sai na foto, creiam! Sem pagar detetive, chega a multa em casa e a dona Patroa descobre que não é ela aquela pessoa na garupa! Fica aí dando carona pra qualquer uma (ou qualquer um) que você pode entrar pelo cano!

E creiam: o motociclista sai mais ralado do que se tivesse tomado um tombo de moto. Porque mágoa, meus amigos, não sai com água e sabão…