Foto: Lucília Guimarães/SMCS

Curitiba vai multar uso irregular de vagas para motofrete

Foto: Lucília Guimarães/SMCS

Foto: Lucília Guimarães/SMCS

A partir de 3 de novembro, quem ocupar as vagas destinadas a estacionamentos reservados a motos com placa de fundo vermelho será multado. As motos que não tiverem as placas dessa cor ou as que ultrapassarem o prazo máximo de uma hora serão penalizadas. A infração é considerada leve, mas rende três pontos na carteira de habilitação e pagamento de R$ 53,20.

Segundo a prefeitura, neste ano foram implantadas 162 vagas para motofretistas em 12 endereços do centro do município. Esses espaços são reservados a motos com placa de fundo vermelho, no tempo máximo de uma hora. O município tem pelo menos 1.350 motofretistas liberados pela Urbanização de Curitiba S/A (Urbs) para usar a placa vermelha, que indica que o veículo é usado para atividade comercial. Desde o mês de maio, agentes da Diretran, a diretoria de trânsito da Urbs, estão orientando os condutores de motos.

A troca da placa faz parte do processo de regularização da atividade, que começou em abril do ano passado. Os motofretistas cadastrados devem realizar curso prestado pelo Serviço Social e Nacional do Transporte (Sest/Senat). Durante mais de um ano, o curso foi oferecido gratuitamente, agora quem quiser terá que pagar R$ 60.