DAFRA Zig1

Dafra mostra sua cub mais incrementada

Faixas vermelhas nos pneus e pintura fosca nas rodas dá visual agressivo ao modelo

Faixas vermelhas nos pneus e pintura fosca nas rodas dá visual agressivo ao modelo

 Zig+ é a versão do modelo Cub da Dafra, que recebeu uma atualização visual e alguns ajustes técnicos e de conforto. As motocicletas deste segmento trazem como principal característica a robustez e economia, além da troca de marcha semiautomática, sem a necessidade de utilização de embreagem. A Dafra ZIG+ não foge à regra.

Mecanicamente ela mudou pouco. Traz partida elétrica, rodas de liga leve, freio a disco com duplo pistão na roda dianteira, aro 17 nas duas rodas, motor OHC (Over Head Camshaft), que alcança 7,8 cv e painel com marcação de marcha, nível de combustível e velocidade e suspensão recalibrada.

 

Na ZIG+ as mudanças maiores foram no visual: as rodas de liga agora trazem fita esportiva na cor vermelha, o amortecedor dianteiro e a mola do amortecedor traseiro vêm na cor preta – na versão anterior eram prateados –  e o motor, a alça traseira e o suporte do pedal do passageiro ganharam cor chumbo.

Para a nova versão, a equipe de engenharia da empresa investiu em conforto, já que o assento antiderrapante em dois níveis ganhou costura vermelha e nova espuma, com mais volume. Além disso, os amortecedores dianteiros e traseiros trazem novas calibrações, mais adaptadas ao solo brasileiro. A nova ZIG+ pode ser adquirida em toda a rede de concessionárias da marca a partir do final de maio. Disponível nas cores preta e vermelha, tem 1 ano de garantia, sem limite de quilometragem, e preço público sugerido à vista de R$4.390,00.

Novo executivo
Stefanelli (esq) e Franco: profissionalização e sustentabilidade

Stefanelli (esq) e Franco: profissionalização e sustentabilidade

A Dafra Motos aproveitou a apresentação da nova Zig+ para apresentar também seu novo vice-presidente. Trata-se de Francisco Vicente Stefanelli, que atuou na General Motors durante 34 anos nas áreas de importação e exportação, além de ter ocupado posições na empresa em outros países da América Latina. “Minha missão é agregar experiência à Dafra e buscar a profissionalização do que eu chamo de 5P: pessoas, processo, produto, performance e paixão”, disse Stefanelli.

O presidente Creso Franco informou ainda que a Dafra tem como objetivo este ano consolidar a terceira posição no mercado brasileiro. “Nosso momento é de maturidade e aprimoramento, de pessoas e produtos, para dar sustentabilidade à empresa”, frisou Franco, e complementou: “A Dafra vai inovar e e contribuir para o amadurecimento do mercado brasileiro”.

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.