Os três primeiros no parque fechado, na chegada: Sunderland (14), Walkner (16) e Farres Guell (8)

Dakar 2017, final: KTM vence pela 16ª vez consecutiva

Foram duas semanas atravessando a América do Sul pelos terrenos mais diversos, com belas paisagens e por caminhos desafiadores, passando por Paraguai, Bolívia e Argentina, encarando chuva, deslizamento de terra, altitude e mudanças drásticas de temperatura, em um trajeto de mais de 8 mil km. E não foi por falta de aviso.

Antes da largada, em Assunção (Paraguai), o diretor geral do Dakar, Étienne Lavigne, disse que esta seria a edição mais difícil na história sul-americana da prova. Dos 148 pilotos que largaram com suas motocicletas no dia 2, 98 chegaram em Buenos Aires, um número acima da média do Dakar, que costuma deixar mais gente pelo caminho. Talvez as duas etapas canceladas tenham facilitado as coisas. Confira a galeria de imagens (fotos DPPI, Redbull Content Pool e dakarphotos.com).

E mais uma vez a KTM conseguiu vencer, desta vez com Sam Sunderland (KTM #14), seguido de mais duas KTM: Matthias Walkner (KTM #16) e Gerard Farres Guell (KTM #8) na segunda e terceira posições respectivamente. Completaram o “Top 5″ do Dakar deste ano Adrien Van Bereven (Yamaha #6) e Joan Barreda Bort (Honda #11). “É o primeiro Dakar que eu termino e chegar em primeiro é um sentimento incrível. A vitória é de todos, do time, dos organizadores e de todas as pessoas próximas a mim, porque este não é um esporte individual e todos contribuíram para essa vitória”, disse o piloto da KTM.

Os três primeiros no parque fechado, na chegada: Sunderland (14), Walkner (16) e Farres Guell (8)

Os três primeiros no parque fechado, na chegada: Sunderland (14), Walkner (16) e Farres Guell

A última etapa aconteceu ontem (14/1) entre Río Cuatro e Buenos Aires, com uma especial de apenas 68 km. O lider Sunderland administrou seus mais de 30 minutos de vantagem para chegar na sexta posição e garantir seu inédito título, após 5 tentativas desde 2012 (3 abandonos e 2 edições não participou por problemas de saúde). os pilotos fizeram praticamente um passeio até a capital argentina. A etapa foi vencida por Adrien Van Bereven (Yamaha #6), seguido de Gerard Farres Guell (KTM #8), Joan Barreda Bort (Honda #11), Matthias Walkner (KTM #16) e Paulo Gonçalves (Honda #17) na quinta posição.

Vitória histórica nos UTVs

Mas a grande surpresa do Rally Dakar 2017 foi a quebra de um jejum histórico. A dupla formada por Leandro Torres e Lourival Roldan (Polaris #351) ganhou na categoria UTVs. Estes “brinquedões” que parecem carrinhos foram categoria estrante no Dakar, já que no ano passado ainda era uma divisão dos carros). A dupla brasileira garantiu a primeira vitória brasileira em 39 edições do Dakar, já que o melhor resultado até hoje era de André Azevedo, vice-campeão nos Caminhões em 2003.

A dupla brasileira celebra feito inédito e histórico (Foto: José Mario Dias)

A dupla brasileira celebra feito inédito e histórico (Foto: José Mario Dias)

Esta é a segunda participação de Leandro, mas a décima de Lourival. “É fantástico porque no ano passado disputamos o Dakar para entender o grau de dificuldade e estudamos e planejamos tudo para colocar um pouco mais de agressividade. E com o mesmo time e o mesmo carro, alcançamos o objetivo”, falou Leandro Torres. Foi uma vitória maiúscula, porque os brasileiros completaram os quase 9.000 quilômetros de disputa com mais de quatro horas de vantagem para os segundos colocados.

Demais brasileiros

Dos oito brasileiros que iniciaram o Rally Dakar 2017, apenas cinco completaram a prova. Além de Leandro e Lourival nos UTVs, Sylvio de Barros e Rafael Capoani (Mini #339) nos Carros terminaram na 18ª posição e Richard Fliter (Honda #159) foi o “sobrevivente” nas Motos, terminando a competição na 59ª posição, nada mal para um estreante. Os outros brasileiros na categoria abandonaram a competição. Gregorio Caselani (Honda South America Rally Team), sofreu uma queda sobre cactos e os espinhos causaram processo inflamatório que o tirou da prova. Já Ricardo Martins (Yamaha), também abandonou, assim como Marcelo Medeiros, que disputou nos quadriciclos.

Para saber como foram as etapas anteriores, clique:

Etapa 1 / Etapa 2 / Etapa 3 / Etapa 4 / Etapa 5 / Etapa 6 / Etapa 7 / Etapa 8 / Etapa 9 / Etapa 10 / Etapa 11

Classificação Dakar 2017 – 12ª ETAPA / MOTOS

P

#

Nome

País

Marca

1 6 Adrien Van Bereven França Yamaha
2 8 Gerard Farres Guell Espanha KTM
3 11 Joan Barreda Bort Espanha Honda
4 16 Matthias Walkner Austria KTM
5 17 Paulo Gonçalves Portugal Honda
6 14 Sam Sunderland Inglaterra KTM
7 34 Diego Martin Duplessis Argentina KTM
8 32 Juan Carlos Salvatierra Bolivia KTM
9 15 Michael Metge França Honda
10 67 Franco Caimi Argentina Honda
73 159 Richard Fliter Brasil Honda

Classificação Dakar 2017 – FINAL / MOTOS

P

#

Nome

País

Marca

1 14 Sam Sunderland Inglaterra KTM
2 16 Matthias Walkner Austria KTM
3 8 Gerard Farres Guell Espanha KTM
4 6 Adrien Van Bereven França Yamaha
5 11 Joan Barreda Bort Espanha Honda
6 17 Paulo Gonçalves Portugal Honda
7 31 Pierre Alexandre Renet França Husqvarna
8 67 Franco Caimi Argentina Honda
9 5 Helder Rodrigues Portugal Yamaha
10 27 Joaquim Rodrigues Portugal Hero Speedbrain
59 159 Richard Fliter Brasil Honda

dakar-pronto



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.