De olho na bomba

De olho na bomba

De olho na bomba

Combust¡veis adulterados podem, a longo prazo, at‚ causar danos ao motor. Proteja seu autom¢vel abastecendo apenas em postos confi veis

Atualmente, os combust¡veis sÆo adulterados de diversas formas: desde o acr‚scimo de  gua acima do permitido at‚ a adi‡Æo de solventes como tolueno, metanol, benzeno etc. Isso ‚ feito porque os donos de postos ou mesmo as distribuidoras lucram acrescentando outros elementos ao combust¡vel, j  que a quantidade marcada na bomba e paga pelo consumidor ‚ maior do que a que realmente foi colocada no ve¡culo.

Al‚m de ter seus direitos como consumidor burlados, o combust¡vel com elementos diversos pode prejudicar o bom desenvolvimento do autom¢vel. Os efeitos mais comuns sÆo rendimento insatisfat¢rio do ve¡culo, perda de potˆncia do motor, aumento do consumo, aumento da contamina‡Æo do meio ambiente devido … emissÆo de poluentes e danos … sa£de dos trabalhadores dos postos que manuseiam esses produtos.

De acordo com a portaria 248, de 31 de outubro de 2000, da ANP (Agˆncia Nacional do Petr¢leo, G s Natural e Biocombust¡veis), o consumidor pode exigir que o posto fa‡a o teste da “proveta”, que verifica o teor de  lcool na gasolina. Depois que est  no tanque, o combust¡vel ser  misturado aos res¡duos dos abastecimentos anteriores e nÆo ‚ mais poss¡vel analisar sua qualidade.

Consumidores que j  foram enganados e abasteceram com combust¡vel adulterado, caso haja algum dano ao motor, podem exigir que o posto arque com os preju¡zos causados, desde que munidos de nota fiscal que comprove o abastecimento do ve¡culo no estabelecimento e um laudo mecƒnico que ateste o dano. Para tanto, devem se dirigir ao Procon mais pr¢ximo ou pedir orienta‡Æo em ¢rgÆos de defesa do consumidor. Vale lembrar que a ANP mant‚m o telefone 0800-970-0267 para receber de£ncias de adultera‡Æo do combust¡vel.

No estado de SÆo Paulo, por exemplo, diversas opera‡äes fiscalizam a qualidade dos postos de combust¡vel. At‚ o £ltimo mˆs de setembro, mais de 1800 estabelecimentos foram visitados, e as amostras coletadas foram enviadas ao IPT (Instituto de Pesquisas Tecnol¢gicas) para an lise. At‚ agora, 213 postos revendedores tiveram sua inscri‡Æo estadual cassada e deveriam estar fechados ao consumidor. Confira aqui a rela‡Æo completa dos postos autuados e/ou interditados por problemas de qualidade dos combust¡veis em todo o Brasil.

Nos £ltimos meses tamb‚m foi divulgado um levantamento do Sindicom (sindicato que re£ne as distribuidoras de combust¡vel) indicando a quantidade de postos clonados: s¢ na Grande SÆo Paulo foram encontrados 74, sendo que 30 copiaram a bandeira BR. Com rela‡Æo a esses estabelecimentos, no entanto, a ANP nÆo pode tomar nenhuma providˆncia. A agˆncia s¢ pode interditar esses postos caso eles tenham uma bandeira e tenham documenta‡Æo comprovando que compram combust¡vel de outra distribuidora. Para os consumidores, vale a dica: observe se a marca do posto corresponde ao que marca a bomba de gasolina. Caso contr rio, procure outro estabelecimento onde abastecer ser ve¡culo.