Lucas Barros, mais jovem integrante do grid, com 16 anos, lidera a classificação do campeonato 38 pontos à frente do vice-líder Nick Iatauro

Decisão da GP Light no Moto 1000 GP será entre Barros e Iatauro

A temporada do Moto 1000 GP chega ao fim com dois pilotos paulistas disputando o título da categoria GP Light. Lucas Barros, mais jovem integrante do grid, com 16 anos, lidera a classificação do campeonato 38 pontos à frente do vice-líder Nick Iatauro. A condição de conquista do título confere aos dois atenção especial em relação aos outros 37 pilotos que vão disputar no domingo (16) o GP Petrobras, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Lucas Barros, mais jovem integrante do grid, com 16 anos, lidera a classificação do campeonato 38 pontos à frente do vice-líder Nick Iatauro

Lucas Barros, mais jovem integrante do grid, com 16 anos, lidera a classificação do campeonato 38 pontos à frente do vice-líder Nick Iatauro

A disputa final do campeonato no circuito paranaense, localizado em Pinhais (PR), cidade da região metropolitana da capital, consistirá em rodada dupla, válida pelas sétima e oitava etapas. O máximo possível a um piloto são 53 pontos – 25 por vitória, um pela melhor volta de cada corrida e outro pela pole-position, considerando que o treino classificatório do sábado (15) definirá as posições de largada para as duas provas do GP Petrobras.

Lucas, filho do piloto Alexandre Barros, estreou no Moto 1000 GP em 2012. Ele pilota uma das S1000RR da Alex Barros Racing, equipe oficial BMW Motorrad. Esteve no pódio em todas as etapas, com vitórias em Brasília e em Cascavel, segundos lugares em Interlagos, Curitiba e Cascavel – onde também houve rodada dupla – e o terceiro lugar em Santa Cruz do Sul. A campanha consistente coloca-o como favorito ao título depois de seis corridas.

Com vantagem matemática, que permite-lhe o título com um terceiro lugar em uma das provas do GP Petrobras, mesmo que Iatauro marque todos os pontos possíveis, Barros mantém-se cauteloso. “Não é porque temos uma vantagem que vamos perder o foco. Não tem nada definido ainda”, alerta o piloto, que completará 17 anos cinco dias depois do fim da temporada e tem participação confirmada na categoria GP 1000, a principal, em 2013.

Iatauro, que compete com a Kawasaki ZX10R da Pitico Race, admite a boa adaptação que tem ao traçado do autódromo que recebe as etapas finais. Foi em Curitiba, no mês de agosto, que ele conquistou sua primeira pole na GP Light. Mesmo caindo para o nono lugar na largada, cruzou a linha de chegada como vencedor – contudo, foi punido por ultrapassagem sob bandeira amarela e ficou com o terceiro lugar no resultado final da prova.

Nas seis corridas já realizadas, Iatauro foi ao pódio três vezes. Além do terceiro lugar em Curitiba, foi segundo em Santa Cruz do Sul e em Brasília e venceu a primeira corrida em Cascavel – na segunda, um acidente o deixou fora da zona de pontuação. “Só me dou por satisfeito quando volto para casa e sei que fiz tudo que podia para reconhecer não só o trabalho da minha equipe, mas também para satisfazer a minha sede de ganhar”, encerra.

Paralelamente à decisão do título, o GP Petrobras terá uma disputa acirrada pelo vice-campeonato da GP Light. O paulista André Luiz Paiato, o pernambucano Paulinho Kamba, o paranaense Gustavo Herrera e o baiano Daniel Gurgel Mendonça, que ocupam da quarta à sétima posição na tabela de pontuação, têm chances de terminar a temporada em segundo. O paulista Renato Andreghetto, terceiro colocado, retirou-se da motovelocidade.

A GP Light terá o grid mais numeroso da etapa com 39 pilotos

A GP Light terá o grid mais numeroso da etapa com 39 pilotos

A programação do GP Petrobras terá início na sexta-feira (14), com as primeiras sessões de treinos livres. As duas corridas da GP Light, no domingo, terão largada às 11h10 e às 13h35, cada uma com 12 voltas. A etapa decisiva terá transmissão do canal Bandsports, a partir das 13h30.

A duas corridas do término do Moto 1000 GP, a classificação da categoria GP Light é a seguinte:
1º) Lucas Barros (SP/BMW), Alex Barros Racing, 130
2º) Nick Iatauro (SP/Kawasaki), Pitico Race, 92
3º) Renato Andreghetto (SP/Kawasaki), Pitico Race, 77
4º) André Luiz Paiato (SP/BMW), Paiato Racing, 61
5º) Paulinho Kamba (PE/Kawasaki), KF Corval Racing Team, 58
6º) Gustavo Herrera (PR/Kawasaki), Motrix-Scigliano Racing, 50
7º) Daniel Gurgel Mendonça (BA/Honda), MPM Racing, 43
8º) Pablo Nunes Moysés (BMW), 37
8º) Everton Felizardo (PR/BMW), Grinjets, 37
10º) Marcelo Cortes (RJ/Ducati), SBK Rio, 26
11º) Flávio Sukar (PE/Kawasaki), FK Corval Racing Team, 28
11º) Alexandro Tiago Pires (RJ/Kawasaki), Center Moto Racing Team, 28
13º) Joniran Saling (SC/BMW), Speed Racing, 23
14º) Taciano da Silva Nunes (SP/Kawasaki), Motrix-Scigliano Racing, 23
15º) Francisco Snoeck (BA/BMW), KF Corval Racing Team, 22
16º) William Pontes (DF/Honda), Corsini Racing, 16
17º) Rodrigo Sampaio (RJ/BMW), BMW Rio, 15
18º) Norton Masera (DF/BMW), Masera Racing, 13
19º) Henrique Castro Araújo (DF/Suzuki), BSB Motor Racing, 11
20º) Marlon Felizardo (PR/BMW), Grinjets, 9
21º) Fabiano Vargas Alegre (RS/Kawasaki), Tecno Power Racing Team, 6
21º) Tiago Pavanelli (SP/Suzuki), K10, 6
23º) João Carlos Sobreira (SP/Honda), Gigante Racing Team, 5
23º) Wesley Godoy (PR/Suzuki), The Doctor’s Curitiba, 5
25º) Rodrigo Souza (BMW), Euroville, 4
26º) Romes César (MG/Kawasaki), Artfibras, 3
26º) Marcos Boeira (RS/Suzuki), Sulfer, 3
26º) Sidney Scigliano (SP/Suzuki), Motrix-Scigliano Racing, 3
29º) Paulo César da Silva (RS/Suzuki), Sulfer, 2
29º) Bruno Herbert (PE/Suzuki), KF Corval Racing Team, 2
31º) Adriano Carioca (MG/Honda), By Tripa Team, 1
31º) Edson Luiz (SC/BMW), Mamute Racing, 1
31º) Rodrigo Araújo (RJ/Suzuki), SBK Rio, 1