Desmanche de carro foi tema de evento do Sindsergs

Aconteceu nesta quinta-feira, dia 26, …s 12h30min, a edi‡Æo de julho do “Almo‡o Mensal” do Sindicato das Seguradoras no RS – Sindesergs, em Porto Alegre.

O deputado estadual Adroaldo Loureiro – autor da lei n§ 12.745, sancionada em 12 de julho de 2007, que regula a comercializa‡Æo de partes, pe‡as e acess¢rios automotivos com o fim de desmanche – foi o convidado especial do evento.

Durante o almo‡o, o parlamentar falou sobre os altos ¡ndices de furtos e roubos de carros noticiados pela imprensa no in¡cio do ano. “Eram, e ainda sÆo, alarmantes. Porto Alegre se tornou a capital de roubos e furtos de ve¡culos no Brasil, passando a frente at‚ mesmo do Rio de Janeiro”, destacou, e completou: “Hoje, em m‚dia, 100 ve¡culos sÆo levados diariamente no Estado”.

Segundo o deputado, 60% destes carros sÆo direcionados para a ind£stria dos desmanches, desaparecendo de circula‡Æo. “Tudo isso refor‡ou a importƒncia da lei que criei em fevereiro e foi aprovada no dia 3 de julho”, explica.

Ele tamb‚m destacou que a aplica‡Æo de uma lei semelhante no Paran  reduziu os n£meros de furtos e roubos em at‚ 70%. “Tenho certeza que aqui no Rio Grande do Sul tamb‚m teremos bons resultados”.

De acordo com o secret rio-adjunto de Seguran‡a P£blica, Ademar Stocker, que tamb‚m esteve presente no almo‡o, ainda nesta quinta-feira, a governadora Yeda Crusius assinar  a portaria que nomeia a comissÆo respons vel por elaborar a regulamenta‡Æo da lei. “Ser  composta por mim, dois integrantes da pol¡cia civil, mais precisamente da Delegacia de Furtos e Roubos de Ve¡culos, dois peritos do Instituto Geral de Per¡cias e dois militares”, revelou.

No evento, tanto o deputado Adroaldo Loureiro, quando a diretoria do Sindesergs, solicitaram que a entidade tamb‚m seja ouvida na composi‡Æo do grupo de trabalho.

O presidente do Sindicato, Miguel Junqueira Pereira, salientou que agora ‚ o momento de sensibilizar entidades e somar for‡as. “Estamos todos no mesmo barco, tripula‡Æo e passageiros”, afirmou.

Betti Sefrin


Motonline pergunta: nÆo se roubam motos tamb‚m?