"Divertido, calmo e concentrado" - Uma entrevista com Mika Kallio atual líder no mundial das 250cc

“Divertido, calmo e concentrado” – Uma entrevista com Mika Kallio atual líder no mundial das 250cc

"Divertido, calmo e concentrado" - Uma entrevista com Mika Kallio atual líder no mundial das 250cc

Ele revela os segredos por trás do sucesso da campanha 2008 – um pequeno porém eficiente time de engenheiros, com novos desenvolvimentos e muito sangue frio além de um coração de lutador.

Você tem uma confortável liderança no campeonato. Mika Kallio e KTM são o melhor conjunto da categoria?

Obviamente é o que parece no momento. Mas é difícil dizer exatamente a razão de nosso sucesso. Até o momento tudo esta muito bem. Esse é o plano desde o primeiro dia: Se tiver chances, lutar pela vitória porém sem correr riscos e sem perder pontos. Isso tem funcionado perfeitamente e estamos nos saindo muito bem e a moto esta ótima. Tenho que trabalhar duro melhorar a moto e minha pilotagem para começar a pensar no titulo.

Em comparação com outras equipes a KTM tem um departamento de corridas pequeno. O que faz o time tão competitivo?

Todos pensam que para vencer é preciso uma grande fabrica e muitas pessoas, mas algumas vezes o oposto é verdadeiro. A KTM chegou ao topo da categoria em apenas dois anos, e na minha opinião um pequeno departamento é a chave para vencer. Um pequeno mas eficiente grupo que trabalha duro pode tomar decisões mais rápido. Dois ou três caras podem decidir mudanças e melhorar alguma partes a moto na velocidade que as corridas precisão. As grandes fábricas levam muito mais tempo para tomar uma decisão.

Em 2007 foi sua estréia na categoria 250, agora em 2008 você já é o líder. O que mudou nessa temporada?

Eu tive meus altos e baixos e existem muitas razões para isso. No final de 2007 eu vi a luz no final do túnel e sabia que 2008 seria melhor. A moto foi desenvolvida para meu estilo de pilotagem, sabíamos as áreas que precisavam de melhora. O maior passo foi o novo chassis. Eu senti a melhora imediatamente, e pude tirar vantagem de meus pontos fortes, especialmente nas frenagens. Depois de um ano de trabalho eu sabia: Essa é a minha moto! Eu fui ganhando confiança, comecei a fazer boas corridas. Tudo começou a dar certo.

É uma vantagem ter duas equipes KTM 250 no campeonato?

Definitivamente é melhor ter três pilotos do que dois. Isso te da mais possibilidade de testes e desenvolvimento. Aprilia tem muitos pilotos e estão na nossa frente nesse quesito, então um piloto a mais já é uma vantagem Os estilos do Hiroshi Aoyama, Julian Simon e o meu são muito diferentes o que permite muitos testes.

Você é o piloto mais focado da categoria. O que te faz tão tranqüilo e centrado? É uma característica dos finlandeses?

É verdade a maioria dos finlandeses são assim. Sempre calmos. Eu também sou calmo durante a corrida. O importante é se manter concentrado mesmo quando se comete erros. Um piloto italiano ou espanhol pode ficar mais bravo e agressivo. Eu tento sempre calcular bem os risco e me manter concentrado apenas na corrida.

Você conhece Kimi Raikkönen, Finlandês campeão mundial de Formula 1?

Eu já o encontrei uma ou duas vezes, porém não conheci a fundo, eu jamais me compararia com ele. Formula 1 é muito popular na Finlândia, seguida por rally e depois MotoGP, porém a cada ano o interesse aumenta. Se eu conquistar o campeonato, será um grande impulso pra o esporte no meu país.

O que te interessa quando você esta longe as corridas?

Eu gosto de ir para minha casa de verão de frente para um lago, onde eu brinco com minha filha Mimosa, além de passear de barco e pescar, é quando eu finalmente desligo meu celular. Gosto de coisas simples, gosto de carne de panela, batatas e vegetais principalmente o quando minha mãe prepara. Além disso, gosto de me manter em forma. Faço academia e ando de bicicleta. No inverno ando de motocross (equipadas com pontas de ferro nos pneus) em lagos congelados, é fantástico!