Vai começar o Enduro da Independência 2016 - divulgação

Domingo começa o Enduro da Independência 2016

End_Ind_2016_cabeca

Estamos a quatro dias da largada para a 34ª edição do Enduro da Independência, uma das provas mais tradicionais do motociclismo off-road brasileiro, que neste ano percorrerá aproximadamente 600 quilômetros de trilhas em território mineiro, reunindo novamente emoção, aventura e história. A edição deste ano reservou obstáculos e dificuldades que exigirão dos pilotos o máximo de habilidade e perícia. Tanto a largada, que acontece no próximo domingo (4/9) como a chegada (dia 7/9), serão em Curvelo (MG), no Circuito dos Cristais.

Vai começar o Enduro da Independência 2016 - divulgação

Vai começar o Enduro da Independência 2016 – divulgação TCMG

Realizada pela primeira vez em 1983, a competição reúne competidores de todo o país, recriando a última viagem de Dom Pedro II do Rio de Janeiro a Vila Rica, que viria a se tornar a cidade de Ouro Preto.

Enduro da Independência – programação

Domingo 4/9 – primeiro dia
Competidores saem de Curvelo, passam pelo vilarejo de Saco Novo, com neutralizado em Cordisburgo, terra natal de Guimarães Rosa. Um roteiro à moda antiga, com percurso de 190 quilômetros, que vai exigir precisão na navegação e médias horárias mais puxadas e terreno com muito cascalho pela frente. Antes de retornar para Curvelo, a prova também passa na cidade de Paraopeba.

Segunda-feira 5/9 – segundo dia
Para poupar os pilotos do deslocamento por estradão, a largada vai ser na cidade vizinha de Monjolos. Logo depois, uma seleção de trilhas, já no relevo da Serra do Espinhaço, que também faz parte do prolongamento da Estrada Real de Ouro Preto à Diamantina. Serão 145 quilômetros de percurso em um misto de cascalho e muitas pedras, com altitudes mais elevadas. O destaque fica por conta de um trecho de 30 quilômetros de trilhas ininterruptas e ainda virgens, para testar a técnica e resistência e esquentar o braço dos pilotos. Para que o público possa acompanhar de perto o desempenho dos competidores, trilhas dentro da cidade, também fazem parte do roteiro, que igualmente termina em Monjolos.

Terça-feira 6/9 – terceiro dia
Metade da prova já foi concluída. Pilotos seguem para a cidade de Presidente Juscelino, também conhecida como Paraúna. Serão 110 quilômetros de muitas trilhas com grau de dificuldade técnico e elevado. Vai ser um dia decisivo, ainda mais com o clima quente e seco da região e também com alguns balaios no roteiro de pedras e cascalho.

Quarta-feira 7/9 – quarto dia
O último dia vai contar com 115 quilômetros de percurso no entorno da cidade de Curvelo. Vai ser um dia mais tranquilo, com previsão de poucos pontos perdidos para que os pilotos possam voltar e subir a rampa de chegada onde receberão a medalha de participação. Nem por isso, as trilhas e a navegação foram esquecidas.

Confira o roteiro geral da competição

Enduro da Independência 2016 - Roteiro Geral

Enduro da Independência 2016 – Roteiro Geral

As estrelas

Um dos destaques da edição de 2016 será Janaína Souza, da equipe satélite da Honda, Motofield, atual bicampeã (2014 e 2015), que busca o terceiro título seguido. “Estou bastante ansiosa, pois esta promete ser uma prova bastante puxada, com trilhas fechadas e grau de dificuldade elevado. Será a competição mais importante do ano para mim, mas estou confiante”, afirma a piloto paulista. Janaína lidera a Copa EFX Brasil e nesta temporada já conquistou, pelo quarto ano consecutivo, o título da CACC (Copa Adrenatrilha de Cross Country).

Janaína Souza corre em busca o terceiro título consecutivo no Enduro da Independência - foto: Wander Roberto

Janaína Souza corre em busca o terceiro título consecutivo no Enduro da Independência – foto: Wander Roberto

Além de Janaína, o EI 2016 contará com a presença de outros grandes atletas, que já escreveram seus nomes com letras maiúsculas em outra edições. Citamos alguns deles: Ronald Santi ( Equipe Motofield), Michel Cechet(Honda Zanol Team), Emerson Loth, o Bombadinho (Pro Tork), Jomar Gercco (Orange BH) atual campeão, Mario Vignate (Borilli Racing), Sandro Hoffmann (Scherco), Noé de Oliveira (Primo Motos Gas Gas), Eduardo Dranka (Transportadora Eduardo) e muitos outros não tão conhecidos. Ao todo serão 238 pilotos sozinhos ou em em dupla.

Separador_motos



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.