Dovizioso estreia-se a vencer no MotoGP em corrida atribulada

Dovizioso estreia-se a vencer no MotoGP em corrida atribulada

Dovizioso estreia-se a vencer no MotoGP em corrida atribulada

O piloto da Repsol Honda levou a melhor sobre Colin Edwards e Randy de Puniet na despedida do Grande Prémio de Inglaterra da pista de Donington.

Andrea Dovizioso fechou a era do MotoGP em Donington Park com a primeira vitória na categoria rainha depois de superar toda a concorrência numa corrida quase de “bandeira-a-bandeira”. O piloto da Repsol Honda conseguiu manter o discernimento no meio de toda a loucura da corrida para ganhar os 25 pontos em jogo e honra de ter sido o último vencedor da categoria rainha no circuito das Midlands.

A corrida foi uma das mais imprevisíveis dos últimos anos, com muitas alterações ao longo das 30 voltas. Além do primeiro triunfo, Dovizioso assistiu de primeira fila às quedas dos dois primeiros classificados do Campeonato do Mundo, sequência de uma decisão desastrosa em termos de pneus antes da corrida e do facto dos pilotos não terem depois optado por trocar de montadas.

Dovizioso esteve no grupo de perseguidores nas voltas iniciais, mas saltou para a frente graças a um ritmo mais forte e aos erros dos rivais. Após ter lutado com o líder do Campeonato do Mundo Valentino Rossi na frente do pelotão, o jovem italiano deu por si sozinho na primeira posição assim que o mais experiente Rossi caiu nos esses Fogarty a 11 voltas do final.

Quem também apresentou boa consistência foram os outros dois homens do pódio, Colin Edwards e Randy de Puniet, que levaram a cabo animada luta pela segunda posição com o aproximar do fim da corrida. O piloto da Monster Yamaha Tech3, Edwards, reclamou o intermédio do pódio ao homem da LCR Honda no último gancho, concluindo a corrida a menos de 1,5 segundos de Dovizioso. O pódio foi para ambos o primeiro desta época 2009.

O início da corrida foi marcado por incerteza com a chuva a começar a cair quando as luzes se apagaram para o arranque da prova. Jorge Lorenzo, um dos líderes iniciais, foi convencido a não alinhar com pneus de chuva e saltou para a frente do pelotão ao cabo de uma mão cheia de voltas, mas acabou por cair quando entrou numa zona molhada da pista e não conseguiu regressar depois ao despique. Quem também caiu no mesmo local ao cabo de sete voltas foi Toni Elías, o líder da corrida na primeira volta.

A dupla da Ducati Marlboro, composta por Casey Stoner e Nicky Hayden, foi a única a ira para a grelha com pneus totalmente de chuva. Contudo, o facto desta não se feito sentir com forte intensidade, em conjunto com a durabilidade do pneu Bridgestone, fez com Stoner e Hayden ficassem logo fora do ritmo. Os pilotos foram dobrados pelos líderes a duas voltas do meio da corrida, o que provou de forma definitiva que a aposta feita não valeu a pena.

A oito voltas do final os primeiros pilotos foram à boxe para trocarem de motos, mas era já tarde para que a mudança causasse impacto. Alex de Angelis terminou em quarto, à frente de Rossi e do piloto da casa James Toseland – com o qual lutou na última volta. Rossi lidera agora o Campeonato do Mundo com 25 pontos de margem sobre Lorenzo.