andreadovizioso_destaque

Dovizioso vence em Barcelona e coloca Ducati na briga

A Ducati demonstrou neste final de semana no circuito de Montmeló, em Barcelona, que não tem apenas um boa moto, mas tem também estratégia e, claro, dois bons pilotos para disputar este Campeonato Mundial de Motovelocidade na categoria principal, a MotoGP. Com seu piloto considerado o número 2 da equipe (o número 1 é o espanhol Jorge Lorenzo, três vezes campeão da categoria), o italiano Andrea Dovizioso, a equipe venceu pela segunda vez este ano e até com certa facilidade.

Segundo vitória consecutiva de Dovizioso coloca fogo na MotoGP

Segundo vitória consecutiva de Dovizioso coloca fogo na MotoGP

Depois da vitória na semana passada, no Grande Prêmio da Itália, em Mugello, Dovizioso soube usar a estratégia para esperar o momento certo e ultrapassar o líder Pedrosa e não sofrer nenhum risco de ataque até a bandeirada na linha de chegada. A Ducati já tinha dado mostras de que viria forte para a prova de hoje, colocando suas duas motos na primeira fila. A Pole-position ficou para a Honda de Dani Pedrosa, com Lorenzo na 2ª posição e Dovizioso em 3º.

Márquez reconheceu a força das Ducati e contentou-se com o segundo lugar

Márquez reconheceu a força das Ducati e contentou-se com o segundo lugar

Pedrosa fez a largada que se esperava dele e trouxe as duas Ducati juntas e o companheiro de equipe, Márc Márquez para formar o primeiro pelotão. Lorenzo usou sua experiência para logo assumir a ponta e até abrir vantagem para as duas Honda, mas Dovizioso soube manter a calma e a estratégia. Enquanto na ponta Lorenzo não aguentou a pressão das Honda e logo cedeu posições para vários pilotos, Pedrosa assumiu a ponta e trouxe com ele Márquez e Dovizioso.

Pole-position, uma boa largada e um terceiro lugar para Pedrosa

Pole-position, uma boa largada e um terceiro lugar para Pedrosa

Quando faltavam 8 voltas e o desgaste dos pneus começou a fazer efeito, Dovizioso assumiu a ponta no final da reta e abriu vantagem rapidamente para Márquez e Pedrosa que vinham atrás. A outra Ducati de Lorenzo, que havia caído para a 7ª posição e chegou a sofrer ataque até da Yamaha de Valentino Rossi, recuperou-se e chegou na bandeirada final na 4ª posição. Completaram o top 10 da MotoGP Johann Zarco, Jonas Folger, Alvaro Bautista, Valentino Rossi, Hector Barbera e Maverick Viñales.

Um dos vários tombos de Márquez durante o final de semana

Um dos vários tombos de Márquez durante o final de semana

Como se percebe, a equipe Yamaha, que tem Viñales na liderança da competição, teve um final de semana desastroso e seus dois pilotos lutaram muito com os pneus para alcançarem a 8ª e a 10ª posições.

Lorenzo começa a encontrar o melhor acerto para a sua Ducati

Lorenzo começa a encontrar o melhor acerto para a sua Ducati

Alex Márquez na Moto2 e Joan Mir na Moto3

Nas outras duas categorias do Mundial segue uma disputa mais dura. Na Moto2, que terá motores Triumph a partir de 2019, Alex Márquez, irmão de Márc Márquez, largou na primeira posição e não teve dificuldades para vencer a prova. Em segundo ficou Mattia Pasini seguido de Thomas Lutti, Miguel Oliveira, Lorenzo Baldassari e Franco Morbidelli.

"O irmão", como ainda é conhecido Alex Márquez, mostrou que está no caminho certo

“O irmão”, como ainda é conhecido Alex Márquez, mostrou que está no caminho certo

Já na Moto3 seguiu a tradição de provas eletrizantes do início ao final, colocando quatro espanhóis e dois italianos cruzando a linha de chegada no mesmo intervalo de tempo. Joan Mir venceu, seguido de Romano Fenati, Jorge Martin, Enea Bastianini, Aron Canet e Marcos Ramirez, todos com um intervalo de tempo entre o primeiro e o sexto de 0,740 milésimos de segundo.

Sem favoritos, Moto3 viu desta vez seis pilotos cruzarem a linha de chegada dentro de 0,740 milésimos; vitório de Joan Mir

Sem favoritos, Moto3 viu desta vez seis pilotos cruzarem a linha de chegada dentro de 0,740 milésimos; vitório de Joan Mir

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Motovelocidade será no dia 25 de junho, na circuito holandês de Assen. Confira como está a classificação das três categorias após 7 etapas realizadas:

MotoGP

1 Maverick Viñales Yamaha SPA 111
2 Andrea Dovizioso Ducati ITA 104
3 Márc Márquez Honda SPA 88
4 Dani Pedrosa Honda SPA 84
5 Valentino Rossi Yamaha ITA 83
6 Johann Zarco Yamaha FRA 75
7 Jorge Lorenzo Ducati SPA 59
8 Jonas Folger Yamaha GER 51
9 Cal Crutchlow Honda GBR 45
10 Danilo Petrucci Ducati ITA 42

Moto2

1 Franco Morbidelli Kalex ITA 123
2 Thomas Luthi Kalex SWI 116
3 Alex Márquez Kalex SPA 103
4 Miguel Oliveira KTM POR 83
5 Mattia Pasini Kalex ITA 69
6 Francesco Bagnaia Kalex ITA 55
7 Takaaki Nakagami Kalex JPN 46
8 Dominique Aegerter Suter SWI 46
9 Luca Marini Kalex ITA 41
10 Xavi Veirge Tech 3 SPA 39

Moto3

1 Joan Mir Honda SPA 133
2 Romano Fenati Honda ITA 88
3 Aron Canet Honda SPA 85
4 Fabio Di Gaiannantio Honda ITA 80
5 Andrea Migno KTM ITA 76
6 Jorge Martin Honda SPA 76
7 John Mcphee Honda GBR 67
8 Marcos Ramirez KTM SPA 53
9 Juanfran Guevara KTM SPA 50
10 Enea Bastianini Honda ITA 49

Copyright by Dorna

Separador_MotoGP



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.