6-1299 Panigale S Anniversario 40

Ducati 90 anos: celebração é com uma 1299 Panigale S

Para celebrar os 90 anos de sua vibrante existência, a mais famosa marca italiana de motocicletas apresentou no início de julho a moto que celebra a data, uma 1299 Panigale S “Anniversario”, que tem vários detalhes a mais em relação ao modelo original.

A apresentação aconteceu durante o Word Ducati Week 2016, em Bolonha (Italia) e na pista do circuito de Misano “Marco Simoncelli”, o campeão do mundo da MotoGP, Casey Stoner, experimentou o que o CEO da Ducati, Claudio Domenicali, chamou de “a última jóia made-in-Bologna”.

 

 

Esta edição especial da 1299 Panigale S Anniversario é limitada a 500 unidades e conta com um esquema de cores totalmente diferente, om inspiração nas motos de competição da Ducati, com a carenagem em branco, preto e vermelho adornadas pelas rodas em dourado.
Outras características que diferenciam a 1299 Panigale S Anniversario são gravações feitas em vários locais da moto alusivas à celebração, com o número da moto exclusiva gravado a laser. Foram adicionadas algumas peças em fibra de carbono, o que reduziu o peso total da moto em 2,5 kg.

A eletrônica embarcada na 1299 Panigale S Anniversario incorpora um novo controle de tração e de levantamento da roda dianteira, o que representa uma importante evolução destes sistemas em motocicletas. Na Ducati chama-se Ducati Traction Control (DTC) e Ducati Wheelie Control (DWC) EVO e ambos melhoram o rendimento e a segurança ativa desta superbike italiana. Alé deles a moto conta com o ABS Bosch com assistência para curvas, que garante atuação perfeita em qualquer condição de pilotagem e também com o Ducati Quick Shift (DQS) para troca de marchas de maneira ultrarrápida sem uso da embreagem.

 

O motor é um dois cilindros “Superquadro” de 1.285 cc e que desenvolve 205 cv de potência. Esse motor conta com Engine Brake Control (EBC), que otimiza a estabilidade da moto em situações extremas de entrada de curvas. Nas suspensões a moto traz o Ducati Electronic Suspension (DES) e o Öhlins Smart EC, um sistema de controle exclusivo que executo micro ajustes nas suspensões de acordo com as condições de pilotagem, sem qualquer intervenção do piloto, melhorando a tração em curvas e facilitando o manejo da moto. Tudo isso não faria sentido nenhum sem a instrumentação TFT (Thin Film Transistor), bem como os Ducati Riding Modes totalmente customizáveis (Race, Sport e Wet).
O chassi é compacto e leve, construído em alumínio de grande rigidez e com o motor fazendo parte da estrutura. Para enfatizar ainda mais o caráter superesportivo da moto, ela tem um kit “racing”, composto de escapamento Akrapovic de titânio, tampas de alumínio para esconder os buracos da carenagem onde se encaixam os retrovisores e uma tampa para cobrir o suporte de placa para os dias que se leva a moto para a pista, aliás, local mais adequado para esta exclusivíssima peça de engenharia. A moto já está à venda na Itália, mas o preço não foi divulgado. Nem precisa, pelo que se vê, é possível se ter uma ideia.Separador_motos


Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.