Duelo mineiro marca a segunda etapa da Superliga Brasil de Motocross

O duelo mineiro entre Swian Zanoni e Jorge Balbi foi a marca da segunda etapa da Superliga Brasil de Motocross, disputada este domingo (dia 23), na Pista do Timbó, em Cachoeiro do Itapemirim (ES). Os dois travaram um combate particular nas duas principais categorias (MX1 e MX2) e Swian levou a melhor em ambas. Os demais vencedores da prova foram: Davis Guimarães (MX3), Djalma Brito (65cc), Endrews Armstrong (MXJR) e Nivaldo Viana (CRF230).

O primeiro combate entre os dois pilotos ocorreu na MX2. Swian largou na frente e abriu grande vantagem. Entretanto, aos poucos Balbi diminuiu a diferença e nas voltas finais chegou a encostar, mas não conseguiu passar. Na MX1, os dois voltaram a brigar pela vitória, mas Balbi caiu e deixou o caminho livre para Swian obter a segunda conquista do dia.

Veja como foi cada uma das baterias:
MX 1 – A prova teve duas largadas. Na primeira, Roosevelt Assunção sofreu acidente e a corrida foi paralisada. Na segunda, Leandro Silva pulou na frente e liderou por 13 voltas, quando ficou sem o freio traseiro de sua moto e foi ultrapassado por Balbi e Swian. Pouco depois, na 16ª volta, Balbi caiu e Swian aproveitou para passar e vencer a prova, seguido por Marcello Lima (Ratinho) e Leandro Silva.

MXJR – Endrews Armstrong dominou o fim de semana. Depois de conquistar os melhores tempos nos treinos do sábado, ele confirmou o favoritismo e venceu a corrida do domingo. Mas não teve vida fácil. Ele teve de superar Anderson Amaral, que chegou em segundo. “Procurei o melhor ponto de ultrapassagem e consegui assumir a ponta. Foi um fim de semana perfeito”, comemorou. O terceiro colocado foi Thiago Formehl.

CRF 230 – Nivaldo Viana usou a experiência para conquistar o primeiro lugar na CRF 230. “Ano passado, correndo uma prova do Campeonato Brasileiro nesta pista, eu perdi o título porque quebrou uma roda. Desta vez, fiz uma corrida consciente, procurando poupar o equipamento e tudo deu certo”, ensinou. Em segundo lugar chegou Murilo Tomazelli e Ismael Rojas chegou em terceiro.

MX2 – Duelo emocionante entre os mineiros Swian Zanoni e Jorge Balbi do início ao fim da bateria. Swian abriu vantagem, mas Balbi se aproximou e, na última volta chegou a colar em Swian e os dois cruzaram a linha praticamente juntos. “Ele quase me passou, mas consegui segurar e estou muito feliz por mais esta vitória”, declarou. Balbi seguiu na mesma linha e parabenizou o vencedor. “Estou satisfeito com o resultado. Tenho de dar os parabéns ao Swian”, completou.

65cc – A garotada da categoria 65cc deu um show de pilotagem. Logo na primeira volta, Enzo Lopes, que liderava a prova caiu e foi para a última colocação. Kioman Navarro assumiu a ponta, e passou a brigar com Djalma Brito. Mas Enzo não entregou os pontos e na quarta volta já era o terceiro colocado, porém, muito longe dos líderes.

Com o passar da corrida, Djalma assumiu a ponta e foi até o final da prova. Nas últimas voltas furou o pneu da moto de Kioman. Enzo se aproveitou e chegou na segunda colocação, com Kioman em terceiro. “Foi a minha primeira vitória e estou muito orgulhoso, pois esta é uma pista muito complicada, técnica e rápida”, afirmou o vencedor.

MX3 – Domínio total do paranaense Davis Guimarães. Ele largou na frente e liderou a prova até o fim, com Cristiano Lopes em segundo e Milton Chumbinho Becker na terceira colocação. “Comecei tarde a minha preparação, mas fiz uma boa corrida. Agora vou trabalhar muito boa e agora vou brigar pelo título da Superliga”, afirmou o vencedor.

Resultado das baterias:
MX1
1 – Swian Zanoni
2 – Marcello Lima (Ratinho)
3 – Leandro Silva
4 – Jorge Balbi
5 – João Paulino (Marronzinho)

MXJR
1 – Endrews Armstrong
2 – Anderson Amaral
3 – Thiago Formehl
4 – Gustavo Henn
5 – Gustavo Pessoa

CRF230
1 – Nivaldo Viana
2 – Murilo Tomazelli
3 – Ismael Rojas
4 – Anderson Chupel
5 – Evilásio Mantovanelli

MX2
1 – Swian Zanoni
2 – Jorge Balbi
3 – Rafael Faria
4 – Marcello Lima (Ratinho)
5 – Jean Ramos

65cc
1 – Djalma Brito
2 – Enzo Lopes
3 – Kioman Navarro
4 – Gabriel Soares
5 – Renato Mattos

MX3
1 – Davis Guimarães
2 – Cristiano Lopes
3 – Milton Chumbinho Becker
4 – Richard Berois
5 – Julio Xavier