Dunas Supercross tem novos líderes: Balbi e Ramos

Joinville (SC) – Os catarinenses viram duas provas espetaculares na terceira etapa do Dunas Supercross 2008, válido pelo brasileiro da modalidade.

Na noite deste sábado, no Centro Comercial Expoville, em Joinville, as provas das categorias SX1 e SX2 empolgaram os 6.700 torcedores que lotaram as arquibancadas. Fanáticos por motociclismo, os fãs acompanharam uma emocionante corrida na SX2 em que Jean Ramos venceu de ponta a ponta e assumiu a liderança isolada com dois pontos de vantagem para Swian Zanoni. Na SX1, a segunda vitória de Jorge Balbi foi conquistada com 214 milésimos de segundo de vantagem, numa disputa que levantou a galera e deixou em dúvida toda a torcida.

“O Leandro comemorou, o público ficou na dúvida, mas eu tinha certeza da vitória, pois sabia que o sensor que marca o tempo estava antes do salto e decidi pegar a parte interna da pista e cruzar a linha sem saltar. Desta vez ganhei, mas já perdi corrida com essa diferença”, disse Balbi, que reassumiu a liderança da SX1, agora, com quatro pontos de vantagem para Leandro, dois deles obtidos como bônus por ser o mais rápido nos treinos classificatórios e pelo hole shot (completar a primeira curva da prova na frente).

Segundo colocado, Leandro disse que foi atrapalhado por retardatários quando estava na liderança da corrida. “O Jorginho está andando bem e na última volta arrisquei bastante e achei que tinha vencido. No final, o segundo lugar foi bom devido às difíceis condições da pista”, disse Leandro numa referência às valas formadas na terra bastante molhada devido às chuvas em Joinville.

Jean Ramos quebra hegemonia de Zanoni – Na SX2 Jean Ramos conseguiu quebrar a hegemonia de Swian Zanoni, vencedor das duas provas iniciais da temporada. No entanto, o que ajudou a garantiu sua liderança isolada foi o ponto extra conquistado com o hole shot.

“O Swian levou azar na largada e isso foi fundamental para eu sair na ponta Foi muito bom vencer e assumir a primeira posição na classificação geral. Preciso me preparar mais ainda mentalmente para conquistar esse título nas duas provas que faltam”, completou Ramos.

Swian, que terminou na quarta posição, promete muita disputa para retomar a liderança nas etapas marcadas para 22 de novembro, no Rio Grande do Sul, e 13 de dezembro, em São Paulo, no encerramento da temporada.

“Agora tenho de pensar muito na corrida seguinte e ver se não cometo mais erros como nesta, quando novamente caí e tive de fazer uma prova de recuperação”, completou.

Classificação da SX1:
1 – Jorge Balbi (Fox/ASW/Honda/Lacqua di Fiore/ MR Pró/Zoolo/Booster/ LEM/Água Incá), 16m42s204
2 – Leandro Silva ((Honda/ASW/MR PRÓ/MXParts/Oakley/Mobil/Pirelli), a 0s214
3 – Wellington Garcia (Honda/ASW/Móbil /Oakley/Pirelli/Polisport), a 1 volta
4 – Pipo Castro (Pauta/Controlflex/Yamaha/ Dunas/Geração Motos/Recris), a 1 volta
5 – João Marronzinho Paulino (ProTork/Rinaldi/TBT /Motoshop), a 1 volta
6 – Kurtt Rocha (ProTork/Farma Total), a 2 voltas
7.- Elton Becker (Pro Tork/TBT/Siricross/Perozin Motos), a 2 voltas
8 – Roosevelt de Freitas (ProTork), a 3 voltas
9 – Milton Chumbinho Becker (ProTork / TBT), a 3 voltas
10 – Heinz Chrispim (M3/Prefeitura Municipal de Caieiras/MR Pró/ Revista Dirt Action), a 4 voltas
11 – Renan Baier (Boldor Motos), a 5 voltas
12 – Mariana Balbi (ProTork/L acqua di Fiore/ Balbi Team/Rinaldi), a 6 voltas
13.- Braz dos Santos (MCR/Cia. Morango), a 7 voltas

Os cinco primeiros da SX1 após três etapas:

1 – Jorge Balbi, 70
2 – Leandro Silva, 66
3 – João Marronzinho Paulino, 48
4 – Pipo Castro, 37
5 – Kurtt Rocha, 31

Classificação da SX2:
1.- Jean Ramos (Honda/Mobil/Pirelli/Jmr Escola de Motocross/Oakley/Navarro Suspensão), 16m16s090
2.- Rafael Zenni (Suzuki/Petrobras/Zenni Preparações), a 12 s
3.- Lucas Moraes (Dunas/ Yamaha/ Vaz/ Orbitall/ Zelão Racing/ FMF /Motul/ Bunnet/ Metzeler/ Vortx /DID), a 19 s
4.- Swian Zanoni ((KTM/Fox/Motul/M3/Benazi/MRPro), a 35 s
5.- Eduardo Ferreira Lima, (Honda/Mobil/ASW/Pirelli), a 41 s
6.- Rodrigo Selhorst (Oásis KTM / Brasil Racing/R2/Dash/Gustavo Borges), a 1 volta
7.- Gabriel Gentil (Motoshop/Shift/Orbital), a 1 volta
8.- Hector de Freitas Assunção (Honda, Mobil, ASW), a 2 voltas
9.- César Augusto Popinhak (Suzuki/Petrobras/Oneal), a 2 voltas
10.- Fabiano dos Santos (Imóveis Gottems, Pro 1 One), a 2 voltas
11.- Davis Guimaraes (Dunas, Yamaha, USA), a 2 voltas
12.- Leandro Smakovicz (Breitphot Moto/Pafe)., a 3 voltas
13.- Pipo Castro (ProTork/ Balbi Team/ Posto Max Center/Tendas Boleli/Moto Mário), a 4 voltas
14.- Gustavo do Amaral (Suzuki/Petrobras/Vortx/ MR Pró/Dash), a 5 voltas
15.- Paulo Stédile (Multiloja/ProTork), a 6 voltas
16.- Thales Vilardi (Honda/Mobil/ASW/Orbitall/NGK/Booster), a 9 voltas

Os cinco primeiros da SX2 após três etapas:
1 – Jean Ramos, 67
2 – Swian Zanoni, 65
3.- Rafael Zenni, 42
4 – Rodrigo Selhorst, 36
5.- Eduardo Lima e Lucas Moraes, 29

O Dunas Supercross 2008 tem patrocínio da Honda e Ipiranga, apoio de Bunnet e Federação Catarinense de Motociclismo, Moto Clube de Joinville, Governo do Estado de Santa Catarina e supervisão da CBM, e é uma realização da Dunas Race, empresa que organiza o Rally Internacional dos Sertões.