Dúvidas sobre Capacete. Qual comprar, quais suas diferenças?

Dúvidas sobre Capacete. Qual comprar, quais suas diferenças?

Dúvidas sobre Capacete. Qual comprar, quais suas diferenças?

Este mês fui comprar um capacete novo e o vendedor me disse que tal modelo “aguentava até (de queda) uns 150 km”. Achei muito
estranho esse tipo de informação técnica. Como pode ter capacetes que aguenta mais ou aguenta menos, se todos possuem o fabuloso selo do
Imetro? Como consumidor, de que forma posso saber se um capacete é adequado para pegar estrada ou outro é mais adequado para mostrar para a namorada, sem vesti-lo para andar? A Inglaterra fez o excelente teste SHARPS, onde os capacetes ganham estrelas que indicam o grau de confiabilidade do produto. Não seria possível criar algo assim aqui na terra dos papagaios? E os técnicos do nosso mercado? Não tem condições de dar sua opinião sobre quais modeloas são mais seguros para pegar estrada? José Joaquim DAndrea (54) São Paulo – SP

R: José o vendedor falou besteira. Temos 3 espécies de cascos para capacete: ABS ou plástico injetável, fibra de vidro e multicompostos com kevlar, carbono que são os mais leves.

O INMETRO nada mais faz, do que dar cumprimento a norma técnica que rege a fabricação e controle de qualidade dos capacetes – NBR 7471.

A diferença de um composto para outro de um capacete é de como o impacto ou o resultado da energia do impacto é dissipado no capacete.

Para você entender, imagine uma bola de basquete e uma bola de futebol de salão. Quando você joga a bola de basquete ao chão ela quicará mais do que a de futebol de salão. Portanto, o casco de ABS ou plástico injetado terá o efeito de uma bola de basquete e os cascos de fibra de vidro e de compostos kevlar e carbono o efeito da bola de futebol de salão.

Há ainda, os modelos de capacetes: o aberto, muito utilizado na cidades, mas que não protege o rosto, os fechados, os fechados escamoteáveis, os off Road e os on/off Road. Dentre todos esses estilos, você deve escolher aquele que melhor atenda suas necessidades, por exemplo: na categoria fechados temos para a prática de motovelocidade aos mais urbanos ou para turismo. Os escamoteáveis, em sua maioria são para turismo e assim por diante.

SHARP é uma organização ligado ao Ministério dos Transportes da Inglaterra, que faz os testes de capacetes, considerado os mais rigorosos do mundo e aceito por toda Comunidade Européia.