Dúvidas sobre equipamentos, Acabou o Consórcio e agora?

Dúvidas sobre equipamentos, Acabou o Consórcio e agora?

Dúvidas sobre equipamentos, Acabou o Consórcio e agora?

Gostaria d informações comparativas sobre quais as vantagens e desvantagens dos 2 produtos abaixo: jaqueta de couro com protetor cervical embutido (como as vistas nas pistas de motovelocidade);colete bionico (com o mesmo proposito), q pode ser usado sob jaquetas comuns. Quais seriam portanto as melhores marcas de ambos os produtos? O obojetivo é o de touring no asfalto e eventualmente um rolé na cidade.
Obrigado, Wagner (40) – Juiz de Fora – MG

R: Wagner equipamento se utiliza independentemente da cilindrada. Eu faço uso de protetor de coluna, luvas com proteções, bota impermeável para viajar e botina na cidade, jaqueta com proteções desde quando usava uma 250cc.Lhe dei essa resposta, porque tive a impressão que você só se preocupou agora com proteção, com o aumento de cilindrada. Mas se não for isso tudo bem. Se objetivo for moto-turismo você pode adquirir jaqueta de couro ou cordura, mas sem o cupim, pois para andar com garupa é um tormento. Mas você e sua esposa podem usar protetor de coluna, ele vai por baixo da jaqueta e a cinta prende bem o abdômen e dá alívio a coluna.

Hoje o melhor protetor de coluna que existe é o da ALPINESTARS, único do mercado com nível 2 na certificação européia, ou seja, ele agüenta no mínimo o dobro do impacto dos concorrentes. A questão é: você vai praticar motovelocidade? Se a resposta for não, você pode utilizar outros protetores de coluna muito bons no mercado. Eu por exemplo, hoje estou utilizando da TACNA.

Se sua opção for cordura, a SBK tem uma linha muito boa de jaquetas e calças, inclusive parka que é muito boa para viajar. Hoje eu uso o modelo LOSAIL, tenho a de verão PANIC e já tive a RS. A PANIC vem com capa de chuva é muito interessante. Calça eu uso a RASCASSI e minha esposa usa calça VITÓRIA e jaqueta BALI, que também vem com capa de chuva. Por ser uma jaqueta verão, a capa de chuva não precisa ser usada necessariamente na chuva, mas no frio também.

O colete biônico não dá para você usar por baixo da jaqueta, salvo se você comprar um número ou dois números maiores do que você costuma vestir. Fica, realmente, incomodo, não lhe trará conforto. O colete poderia ser vestido sobre a jaqueta, mas aí é pessoal, eu não gostei, prefiro usar o protetor de coluna.
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Oi André, eu sempre m preocupei com a segurança, mas antes andava sozinho … certamente me preocupo mais agora (acho q estou ficando mais responsável). Suas dicas são excelentes e m ajudaram bastante, de fato irei pesquisar o q recomenda e certamente nos prox dias comprarei o eqpto. Prefiro cordura (impermeável), ao couro e jaqueta + calça a
macacão… Aproveitando seus conselhos, pergunto agora sobre botas: bom, numa loja a vendedora m disse q as botas de competição
(motovelocidade), são mais seguras contra impactos, porém passam água, ou seja, com proteção, mas n~ impermeáveis… Já as botas
impermeáveis, em geral, possuem menor proteção… Conclusão: mais dúvida q certeza! Gostaria d botas impermeáveis, com a max proteção! o q recomenda? Respondendo sua pergunta, assim q possível (No final do ano), espero poder comprar uma cbr 600, ou mesmo uma suzuki 750. Até lá, vamos nos equipando. Um grande abraço, e mais uma vez, obrigado, Wagner (40), Juiz de Fora – MG

R: Wagner quanto a bota, não é verdade o que a vendedora lhe falou. Se sua intenção é moto-turismo, não tem cabimento você andar com bota de motovelocidade, até pode, mas pega pelo excesso. Seria o mesmo que jogar basquete com chuteiras ou viajar com botas de trilha, que são até mais rígidas que as de motovelocidade.
Quem pilota moto sempre deve calçar algo que proteja os pés. Na cidade, por exemplo, você pode calçar um botinha do estilo trilha, como da Bull Terrier, Timberland e concorrentes. A bota de cano curto ou cano longo não deixa o calçado sair dos pés no caso de acidente. Se você vai fazer moto-turismo uma bota legal, com um bom custo benefício e que é impermeável é a da Tutto Moto. Já estou na minha segunda e nunca entrou água, salvo a primeira depois de 3 anos de uso e rasgos.


Fiz um consorcio,mas ele ja venceu, gostaria de saber como receber o dinheiro que paguei pelas prestações, visto que não pude pagar todas. Consorcio feito em 2006 de uma web total/50meses grupo 38, cota 237. Lupercio do R. Cerqueira (41) Alagoinhas – BA

R: Lupercio quando houver a finalização do consórcio a administradora tem 60 dias e no máximo de 120 dias para encerrar o grupo e dividir o saldo remanescente de fundo comum ao consorciados ativos e restituir a importância paga com base no percentual amortizado do bem, acrescido dos rendimentos da aplicação financeira.

Se a administradora não lhe contatou, ligue e exija o que compete. A título de exemplo, em fevereiro de 2010 minha esposa recebeu por depósito em conta-corrente diretamente, sem a administradora fazer contato, porque já tinha prestado essa informação na adesão ao grupo, uma importância considerável a título de fundo de reserva pelo encerramento do grupo. Sem qualquer intenção de “merchan” o que é bom deve ser dito, o consorcio que deu esse tratamento foi o da Honda.

Grande abraço e não esqueça: pilote equipado e defensivamente. Afinal, não há razão quando se ganha uma lesão.