E a Polícia Rodoviária Federal compra 18 Harley Davidson….

A Pol¡cia Rodovi ria Federal comprou 18 motos Harley Davidson de 1450 cm3, modelo policial, ao pre‡o de US$ 14150 cada uma, totalizando um total de R$ 792 mil.

As motos que j  estÆo em Bras¡lia, serÆo usadas na escolta de autoridades nacionais e internacionais e patrulhamento das rodovias federais. Mas elas tamb‚m poderÆo ser usadas para a escolta do presidente Luiz In cio Lula da Silva, caso haja solicita‡Æo de apoio das For‡as Armadas, que normalmente executam este trabalho de seguran‡a presidencial.

O modelo escolhido, um dos mais caros do mercado, ‚ o necess rio segundo a PRF para a execu‡Æo deste tipo de missÆo, porque a motocicleta precisa ter um motor potente e um arranque capaz de fechar o trƒnsito de uma rua e, depois, dar uma arrancada, ultrapassando o comboio e chegando … frente dos carros, para fechar a pr¢xima rua necess ria. A Pol¡cia informa ainda que o pre‡o foi muito abaixo do mercado, que na loja custa o dobro do pre‡o.

As motos da Pol¡cia Rodovi ria Federal foram adquiridas por pregÆo eletr“nico internacional e, de acordo com a assessoria da PRF, compradas com recursos provenientes de arrecada‡Æo pelo ¢rgÆo com multas. As novas motos, que chegaram a Bras¡lia no £ltimo final de semana, entrarÆo em uso em trˆs meses. At‚ l , estarÆo passando por um processo de adapta‡Æo, como pintura na cor da PRF e instala‡Æo de r dios de comunica‡Æo.

N¢s do MOTONLINE conhe‡emos algumas marcas, bem conhecidas por sinal, que tem rendimento e agilidade muito superior as H-D… e provavelmente, um pre‡o inferior. Temos a impresÆo que algumas pessoas gostam de aparecer, acreditam mais na aparˆncia e do que uma efetiva eficiˆncia dos modelos atuais para situa‡äes especificas.

Lembram-se da s‚rie Chips, que ficou famosa na TV nos anos 80? Lembram-se tamb‚m que j  naquela ‚poca, eles usavam uma conhecida marca japonesa, que j  era muito superior as H-D e os filmes eram um retrato da California, o Estado mais rico e com a melhor policia do mundo… Faz tempo que os tempos mudaram e ‚ incrivel como certas pessoas nÆo se adaptaram ao novo, que nÆo ‚ tÆo novo assim.

Coisas do motociclismo tupiniquim…