O novo sistema de impulsão traseiro é altamente integrado com motor elétrico, eletrônica de força, controlador, freio e sistema de refrigeração dentro do aro das duas rodas traseiras

E-Wheel Drive

O novo sistema de impulsão traseiro é altamente integrado com motor elétrico, eletrônica de força, controlador, freio e sistema de refrigeração dentro do aro das duas rodas traseiras

O novo sistema de impulsão traseiro é altamente integrado com motor elétrico, eletrônica de força, controlador, freio e sistema de refrigeração dentro do aro das duas rodas traseiras

A Schaeffler AG & Co KG mostrou em 2010 seu primeiro projeto Alpha, de um motor elétrico dentro de uma roda, num carro-conceito Opel Corsa Schaeffler híbrido. Agora, três anos mais tarde, a segunda geração do projeto, chamado Beta, é mostrado num Ford Fiesta de desenvolvimento. Seus dados básicos são 40 kW por unidade de propulsão e potência contínua de 2×33 kW, equivalentes respectivamente a 110 e 90 hp, além de 700 Nm de torque. Comparado com o sistema de primeira geração, o aumento é de um terço na potência e de 75% no torque .

O novo sistema de impulsão traseiro é altamente integrado com motor elétrico, eletrônica de força, controlador, freio e sistema de refrigeração dentro do aro das duas rodas traseiras. Com peso de 53 kg, comparado a uma roda convencional com freio e suporte, significa um aumento de 45 kg.

O Dr. Raphael Fischer, diretor do Grupo de Produtos de Impulsão nas Rodas da Divisão de Sistemas de eMobilidade, no entanto, afirma que dúvidas muito comuns a respeito de massas não suspensas muito maiores nos veículos de teste são infundadas e que mesmo os mais experientes pilotos de testes não têm sentido diferenças significativas de comportamento. Ao contrário, o Fiesta E-Wheel Drive mostra ótima dinâmica, pois além de estabilizá-la, as duas impulsões permitem sua distribuição seletiva às rodas.

 Fiesta E-Wheel Drive mostra ótima dinâmica, pois além de estabilizá-la, as duas impulsões permitem sua distribuição seletiva às rodas

Fiesta E-Wheel Drive mostra ótima dinâmica, pois além de estabilizá-la, as duas impulsões permitem sua distribuição seletiva às rodas

Diz o Professor Gutzmer, membro da diretoria executiva da Schaeffler, que “Desta maneira, a impulsão altamente integrada fornece também vantagens significativas em termos de manobrabilidade, dinâmica e segurança ativa, além da perfeita utilização de espaço. Isso poderá significar um papel muito importante no futuro, especialmente em combinação com a impulsão independente.”

O E-Wheel Drive da Schaeffler é parte de um projeto de pesquisa listado no Ministério Federal de Economia e Tecnologia alemão. Por outro lado, a Schaeffler adquiriu recentemente sua maior concorrente, a Continental AG, por algo como 12 bilhões de euros.