edag1

EDAG e o carro pequeno para aluguel

A EDAG alemã (Engineering + Design) foi fundada em GrossZimmern em 1969 por Horst Eckard sob o nome Eckard Design, como uma firma automotiva e aeroespacial, atuando em manufatura e desenvolvimento de produto.

Seu carro de conceito, o Light Car (light aqui valendo tanto para leve como para luz) recebeu posteriormente a denominação de sharing, ou compartilhamento, tornando-se LC-S. A EDAG diz que ele deve durar bem mais de 10 anos, e por isso seus componentes são modulares e fáceis de trocar.

Depois de fazer oito protótipos automotivos, chegou à conclusão de que os carros de aluguel são normalmente utilizados em percursos urbanos muito curtos e devem ser extremamente visíveis, tanto para fora como para dentro – ver e ser visto.

O desenho visual, porém, não pode existir às custas da sua praticidade. Dirigi-lo é facílimo, havendo apenas comandos de aceleração, frenagem, esterçamento e pisca-piscas. Internamente, há velocímetro, mostrador de carga e descarga de bateria, e informações de navegação. Para o dono de frotas, essa simplicidade reduz os custos de manutenção e de eventuais danos.

A iluminação mudou: inicialmente era por OLEDs (diodos orgânicos emissores de luz) e agora é por LEDs, diodos emissores de luz. Quando suas luzes são verdes, significa que o carro está disponível; quando amarela, é porque está recarregando; vermelhas, que está ocupado.

Lasers integrados nos espelhos retrovisores externos projetam uma ‘zona de segurança’ no chão, projetando uma zona de segurança para os ocupantes ao deixarem o veículo. Quando o carro está parado, a vigia traseira pode ser alugada como espaço de propaganda – embora aparentemente uma tecnologia para fazer isso ainda não tenha sido definida.

Johannes Barckmann, designer-chefe da EDAG, diz que “Um veículo de compartilhamento deve ter o potencial de funcionar como um cartão de visita da cidade onde trabalha.”

O LC-S tem 1,90 m de altura, para maior conforto e tranquilidade de acesso. A absorção de choques é feita por placas Technogel localizadas nos para-choques, capazes de uma certa proteção em colisões a baixas velocidades.

O carro transporta até seis pessoas em bancos individuais, acomodando grandes famílias ou grupos de amigos ou colegas. Cinco desses bancos dobram, para transporte de cargas leves.

O chassi é aparentemente em aço tubular, os eixos são eletricamente esterçáveis (um só tracionante) – mas ainda não há dados de aceleração, velocidade ou alcance de suas baterias.