Foto: DPVAT: pronto, ‚ s¢ p“r o pesco‡o!

Editorial e DPVAT

Foto: DPVAT: pronto, ‚ s¢ p“r o pesco‡o!

Foto: DPVAT: pronto, ‚ s¢ p“r o pesco‡o!

NÆo sei se vocˆ vai ler esta mensagem Tite, mas tem sido um h bito me emocionar com seus editoriais e hist¢rias. Parab‚ns a vocˆ pela forma m gica com que escreve e a todos os colaboradores deste site. Tenha certeza que vocˆ faz diferen‡a na vida de muita gente e espero que continue fazendo.
Lu¡s – Rio Claro – SP
Tite, pra variar: “parab‚ns pelo editorial “amigos presentes”. Comecei a “conhecer” vocˆ lendo o site h  mais de um ano atras. Dei muitas risadas, aprendi bastante e passei a admirar o seu jeito de pensar e de ver tudo que nos cerca. Li o livro e assisti ao filme, gostei muito de ambos. Acesso o site diariamente e fico “triste” quando nÆo tem novas atualiza‡äes, mas sei das limita‡äes que o tempo nos impäe e sei o quao dif¡cil ‚ pra vocˆ atualiz -lo todos os dias! Hoje me deparei com o editorial e, novamente, me sensibilizou! Esse paulistinha invocado, com um “terr¡vel” sotaque rs realmente tem um dom especial, nÆo ‚ algu‚m comum como vocˆ mesmo se intitulou, tem “algo” a mais sim! Tem uma sensibilidade que se disfar‡a muito bem no perfil de descendente de italianos ranzinza! Tite, contribuo com o site como posso: adquirindo os produtos e recomendando aos amigos! Ah, nÆo empresto o livro nem o filme. Quer assistir, entÆo entra no site e compre! Hehe. Escrevi tudo acima s¢ pra dizer: te acho um mala (brincadeira), mas sou seu FÇ! Abra‡o … equipe motonline, sucesso e realiza‡äes nesse ano que vem chegando.
Kenzo – Patos de Minas/MG
Nossa tite, muito abrigado pela lembran‡a e cita‡Æo do meu nome. sobre escalada estou esperando vc marcar para irmos de novo estou na seca para escalar. sobre o DPVAT. nÆo questiono o valor, mas o ¡ndice de acidentes tem subido tanto em valores relativos? j  que o dpvat segura 3§s? mas a pergunta principal. todos os acidentes com motos envolvem apenas motos? nenhum outro veiculo automotor, pagador tmb de DPVAT? se esta envolvido esse veiculo e sua ap¢lice tmb nÆo ‚ respons vel por pagar as indeniza‡äes? ultima pergunta pq o valor que nos pagamos para as seguradores se chama PREMIO?
bernhard – campinas SP
Caro Tite, esse seu texto ‚ de tirar o chap‚u. dentre tantos outros passados, essa sua manifesta‡Æo da sensibilidade entre vocˆ e seu publico realmente foi impar ! Estive com o Andr‚ ‚ ele me relatou o ocorrido l  em Jundia¡. PARABNS. Mas tamb‚m nÆo se esque‡a que podemos estar velhos para algumas coisas. mas temos muito tempo pela frente e muita lenha para se queimar. O nosso tempo mal come‡ou. FELIZ NATAL e um 2008 de sucesso ao amigo, extensivo aos seus.
JoÆo Tadeu – SÆo Paulo – SP
Caro Tio Tite, sua mensagem “Leitores Presentes” ‚ por demais encorajadora. Quem dera outros jornalistas pescassem essa id‚ia e passassem a lembrar mais de seu p£blico e admiradores. Aguns poucos que possuem esse esp¡rito de trabalhar em fun‡Æo da informa‡Æo real e verdadeira, em vez de se render as manipula‡äes decorrentes desse nosso mundo tÆo capitalista. Comprei uma moto depois de ler muito motonline, na verdade isso j  tem um tempinho, mas s¢ aqui ‚ que pude realmente tirar a maior parte de minhas d£vidas, pois nem mesmo os mecƒnicos se preparam o suficiente pr  atender as d£vidas de seus clientes, muitos ainda sÆo adeptos de jeitinhos, outros (nas concession rias) de falarem q ‚ assim mesmo e nÆo tem nada de errado. Qui‡  muitos leiam sua coluna e ponham a mÆo na consciˆncia (se ainda possu¡rem) e passem a agir como deveriam.
George – Rio de Janeiro, RJ
Um dia destes, tive que passar no elevado, vulgo minhocÆo. Rapaz, bateu uma “sindrome do viaduto”. Fiquei imaginando um corno me fechando, eu voando e me estatelando na SÆo JoÆo. Parab‚ns pelo editorial “Leitores Presentes” e pelo excepcional trabalho que vocˆ todos desenvolvem no Motonline. Infelizmente no Lisarb as coisas boas as vezes nÆo tˆm o devido reconhecimento. Um excelente 2008 para todos vocˆs!
Rogerio – SP – SP
Tite, Sem me alongar no coment rio sobre o editorial de 24/12: Saiba que rec¡proca ‚ verdadeira. Gostei muito do seu “mini-editorial” sobre o DPVAT tbm. Feliz Natal atrasado, e um excelente 2008. Sa£de, paz, felicidades e muitas motos “pra gente” testar.
Jean – Curitiba, PR
Tite sobre seu editorial “Leitores presentes”Me identifiquei muito com tudo que voce disse. Nesse mundo sao Validas as amizades que fazemos em nossa passagem por Aqui. O motonline virou um costume pra mim ‚ como acordar e escovar os dentes! E Tite Pode ter certeza voce tem uma casa em cada cidade onde tem um leitor do motonline. Quando estiver passando por Registro pegando Aquelas serras que sao uma beleza se precisar de alguma coisa ‚ s¢ falar.
Elson – Registro
Tite, este aumento do DPVAT se torna mais absurdo quando verificamos que a imensa maioria nÆo aciona o seguro obrigat¢rio quando sofre um acidente. Ele ‚ uma ¢tima fonte de lucros para os membros da FENASEG. Um outro detalhe importante ‚ que todos os sinistros ficam registrados. Quando vocˆ faz um seguro em qualquer seguradora, este cadastro ‚ consultado para o calculo do prˆmio. Ou seja, as pessoas que nÆo acionaram o seguro, pagam um prˆmio menor. Seria muito simples conceder descontos no DPVAT para que nÆo o utilizou. Mas sinceramente, n¢s Lisarbianos merecemos. NÆo reclamamos, nÆo protestamos, nÆo fazemos absolutamente nada. Feliz Natal e um ¢timo ano novo para todos do Motonline.
Rog‚rio – SP – SP

R: Agrade‡o a todas as mensagens e espero que em 2008. JoÆo Tadeu, quem t  velho? Quanto ao DPVAT pro inferno, sim, o nome do valor que pagamos ‚ chamado ironicamente de prˆmio, mas o que vc recebe e como recebe ‚ um castigo! O mais triste dessa hist¢ria do seguro ‚ o preconceito impl¡cito, pois trata TODOS os motociclistas como se fossem iguais. Por causa de uma amostragem viciada formada por delinqentes, criminosos e outros adjetivos menos nobres, quem anda dentro da lei, nÆo sofre acidentes e preserva a vida tem de arcar com essa conta. Continua a mesma pergunta no ar: o que a FENASEG fez nos £ltimos anos para reduzir o n£mero de sinistros? S¢ na cidade de SÆo Paulo calcula-se que rodam 500.000 motos. Em que representou a cifra de R$ 92 milhäes no ano. O valor m ximo da indeniza‡Æo por morte ‚, em m‚dia, de R$ 14.000 o que daria para indenizar 6.500 v¡timas. NÆo acredito que na cidade de SÆo Paulo tenham morrido 18 motociclistas por dia em 2007! Se chegamos nesse n£mero entÆo estamos diante de uma crise de sa£de p£blica sem precedentes, muito pior que dengue, AIDS, febre maculosa, escarlatina, sarampo, tifo ou tuberculose. Ser  que nÆo deveria ser feito o trabalho inverso, ou seja, ao inv‚s de aumentar o tal “prˆmio” nÆo seria mais saud vel para toda a sociedade se diminu¡sse radicalmente o n£mero de sinistros? Parte dessa verba arrecadada com o DPVAT (e mais IPVA, multas etc) nÆo seria melhor aplicada ensinando os motociclistas a como nÆo morrer? Acho que no nosso Lisarb o seguro nÆo morre de velho. Morre de gula!