Foto: Jurinha (dir.): perda lament vel

Editorial e técnicas

Foto: Jurinha (dir.): perda lament vel

Foto: Jurinha (dir.): perda lament vel

Tite, estive lendo o seu editorial e os coment rios sobre a questÆo da proibi‡Æo do tr fego nos corredores e a marginaliza‡Æo do motociclista que a m¡dia, pol¡ticos e os ¢rgÆos de trƒnsito insistem em generalizar. Ontem estive vendo um telejornal, quando vi a not¡cia de que havia dois homens metralhado uma viatura da PM de SP, essa era a manchete, a frase que foi dada enfƒse, ap¢s no decorrer da mat‚ria explicaram que esses homens estavam de carro e passaram j  metralhando e ap¢s retornando para roubar as armas dos PMs, porque nÆo tratam como motoristas de carro cometem roubo em cima de policiais, porque quando acontece com motociclistas, outra coisa que considero uma forma de preconceito ‚ a exigˆncia de todo motociclista tirar o capacete em local p£blico, acho sim vi vel a exigencia de mostrar o rosto, utilizando um capacete com abertura forntal total, o qual na minha opiniÆo deveria ser excessÆo atal regra, vedando apenas os que camuflam a verdadeira identidade de quem o utiliza, j  que somos cidadÆo de respeito e servimos para votar, porque nÆo somos respeitados para tanto, um abra‡o e obrigado por tanta informa‡Æo e dar espa‡o para este desabafo, e parab‚ns por ter conseguido uma empresa sensata para apoiar um projeto dinƒmico e real como ‚ o do seu filme.
Zauri – Palmitinho/RS
Tite, serei breve, pq nÆo conhe‡o palavra alguma que consiga amenizar a dor desse tipo de perda. J  perdi amigos motociclistas, portanto, embora eu nÆo saiba exatamente o q vc est  sentindo, consigo ter um palpite esclarecido a respeito. Sinto pela partida do Jurinha, e pela sua dor. Que ele descanse em paz.
Luis Ant“nio Soares Silva
LA
Tite! Na sua mat‚ria “Por que os bˆbados choram?”, concordo com vocˆ em gˆnero, n£mero e grau, quanto a questÆo dos motoboys, CET, acidentes, etc. Sou advogado e ap¢s 15 anos, voltei a andar de moto. J  peguei motoboy dando risada, de me ver equipado com jaqueta e luvas num dia de calor. S¢ que foi esse par de luvas, jaqueta e capacete (que nÆo custou 100 pilas) que me fez sair de um acidente na SP-066 (entre Mogi-Bertioga e Suzano), sem qualquer arranhÆo.  uma maravilha sair de SBCampo e chegar no F¢rum JoÆo Mendes Jr. (na S‚) em 25 minutos, no m ximo. Nunca vi um pa¡s pra ter autoridades e pol¡ticos que sofrem de imbecilidade aguda, como nosso Brasil. O problema das mortes no trƒnsito de SÆo Paulo, pode ser comparado ao da violˆncia: EDUCA€ÇO. Ao inv‚s de reduzir a maioridade penal, vamos investir R$ 1.800,00 em cada cidadÆo pra estudar. Esse mesmo valor ‚ gasto por cada ser humano preso, me refiro a ser humano, todavia, preso deixa de ser cidadÆo, pela perda de direitos, inclusive, o de votar. Por fim, quanto ao leitores que fazem cr¡ticas destrutivas e nÆo construtivas, fa‡o uma sugestÆo: comece a cobrar pra ter acesso.
Andr‚ – SBCampo — SP
Tite, meus sinceros sentimentos quanto … perda do seu amigo. Puxa-saquismo … parte, parab‚ns pelo excelente editorial.
Carlos – Londrina, Pr
Tio. Comentando o editorial do dia 2/5, quero manifestar o meu protesto contra a CBN, a CET, a Prefeitura de SÆo Paulo, os ¢rgÆos e entidades de trƒnsito que tem poder de legislar sobre o assunto e todos os usu rios de motocicleta que nÆo tem um pingo de respeito para com o pr¢ximo. Mas, tem coisa mais importante para tratar do que o problema de trƒnsito em Sampa. Fiquei realmente emocionado com o editorial, no que tange … perda de seu amigo essa semana e espero que restem as melhores lembran‡as dele em sua mente e seu cora‡Æo.
Junior – Curitiba/PR

Foto: Ducati 749 com afogador

Foto: Ducati 749 com afogador

T‚cnicas
Afogador
Prezo Biagio, Em aten‡Æo … carta respondida ao Sr. Luiz Paulo do Rio de Janeiro, o Sr. informou que a inje‡Æo eletr“nica ‚ a respons vel por fazer o papel do afogador, no que se refere a compensa‡Æo da mistura (rica) quando o motor est  frio. Entretanto, tenho visto diversos modelos com inje‡Æo eletr“nica e que ainda utilizam o afogador (neste caso, refero-me especificamente … Ducati 749). EntÆo, imagino que nestes casos nÆo devem haver a sonda lƒmbda para a leitura dos gases que foram queimados para a consequente / concomitante corre‡Æo da mistura admitida. (outrossim, ainda aguardo resposta para as questäes enviadas sobre os processos produtivos da Suzuki e Honda, no que se refere ao CKD e ao PPB, tendo em mente os atraentes pre‡os praticados).
fcintra
A Ducati 749 possui uma alavanca fisicamente similar as tradicionais alavancas do afogador, por‚m sua fun‡Æo nÆo ‚ a de enriquecer a mistura uma vez acionada e sim fornecer um volume maior de mistura para o motor para isto ela aumenta a rota‡Æo de marcha lenta de igual maneira se n¢s tiv‚ssemos sensivelmente acelerando a motocicleta. Seu uso se faz desnecess rio no Brasil, este sistema foi desenvolvido para o rigoroso inverno europeu.

Filtro
tenho uma twister posso trocar o filtro de olio para um de tela de a‡o adaptado uma malha bastanti fina?
Vocˆ tem certeza que est  falando do filtro de ¢leo?
alexandre – sao louren‡o da mata – pe

Perca?
P“ Biagio, sem querer ser chato, mas ‚ que me doeu no cora‡Æo ver escrito “perca” onde deveria ser “perda”. Achei at‚ que fosse um pequeno deslize, mas constatei que o erro persistiu em outra resposta. Mais uma vez pe‡o descupas pela chatisse.
Carlos – Londrina-Pr
Conforme informa Pedro Mendes: “As formas perda e perca sÆo sin“nimas, e encontram-se registradas como tal, por exemplo, no Vocabul rio da L¡ngua Portuguesa, de Rebelo Gon‡alves (Coimbra Editora, 1966) e em dicion rios como o Dicion rio da L¡ngua Portuguesa Contemporƒnea (Academia das Ciˆncias/Verbo, 2001) ou o Dicion rio Houaiss da L¡ngua Portuguesa (C¡rculo de Leitores, 2002). A forma perca, por ter origem mais popular, dever  ser utilizada em contextos mais informais.” Aproveito e informo que chatice nÆo ‚ com dois “esses”!

Consumo
tenho uma ybr ed 2005, fa‡o em m‚dia 35 km/l e gostaria de fazer mais, ser  que ‚ poss¡vel? Vejo muitos dizendo que fizeram 50km at‚ mais por litro. E outra, se quiser usar a podium (petrobras), terei que fazer regulagem do carburador ? Pra finalizar, qual ‚ a m‚dia real da ybr e o que fazer para render mais.
Ricardo – santos sp
1) O consumo de sua motocicleta est  ¢timo, quem fala que faz 50 km/litro provavelmente nÆo sabe fazer o c lculo de consumo. 2) NÆo, Vocˆ s¢ far  novas regulagens caso ocorra alguma anormalidade no sistema de alimenta‡Æo!

Consumo
Comprei uma cb 400 e reformei toda, desde pintura a ret¡fica de motores, e procurei trabalhar com os melhores profissionais. A moto ficou linda, com boa estabilidade, motor legal mas estou com um problema. O consumo muito alto, em torno de 10 a 12 km/l e a moto nÆo desenvolve na estrada; nÆo passa de 80 a 100 km/h e dos 3500 a 4000 rpm. nota fiz duas viagens pequenas com ela e as duas vezes queimou o estrator!
leonardo – ourinhos, sp
 comum o pessoal alterar indevidamente o carburador desta motocicleta, verifique numa concession ria se h  alguma modifica‡Æo no carburador, pois sua motocicleta est  consumindo muito para quem nÆo passa de 100km/h, nestas situa‡äes ‚ poss¡vel fazer algo em torno de 16km/l. Aproveite e inspecione a parte el‚trica.
Biagio Ferrari – Instrutor T‚cnico