Em casa, Team Honda luta por primeira vitória no Brasileiro de Motocross

Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), em Indaiatuba – SP, recebe as feras da modalidade na tradicional abertura da competição, neste final de semana

Os motores estão pronto para roncar na abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross. O Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), em Indaiatuba – SP, a casa do Team Honda, receberá as maiores feras do motocross nacional neste sábado e domingo (28 e 29), a partir das 11h. A equipe que estreia cheia de novidades está pronta para correr em busca do título de quatro categorias: MX1, MX2, MXJr e 85cc.

A responsabilidade de correr em casa não assusta nem um pouco os competidores – ao contrário, dá ainda mais ânimo para abrir a competição com o pé direito. A pista do CETH ganhou tratamento especial para proporcionar as melhores disputas aos pilotos e público.

“Foi feita uma reforma geral na pista. Mudamos o trecho da subida da ma ta e alargamos a pista. A nossa participação é bastante importante na parte de segurança. Em termos técnicos, acredito que a pista vai proporcionar boas disputas”, destacou o gerente de competições da Honda do Brasil, Wilson Yasuda.

Para a categoria MX1, o Team Honda entra na pista com Leandro Silva, Wellington Garcia e Marcello “Ratinho”. Na MX2, a briga promete esquentar com Jean Ramos (campeão latino-americano em 2008), Dudu Lima, Thales Vilardi – campeão da MXJr em 2008 – e uma das novidades da equipe, o mineiro Swian Zanoni. Na MXJr, estarão na pista Hector Assunção, Gustavo Takahashi, Rodrigo “Lama” – atual campeão da 85cc – e Rodrigo Rodrigues, que está de volta ao time. A 85cc vem com Cezar Zamboni, Everaldo Filho, Eduardo Rudnick e Thiago Formehl, os dois últimos contratados para esta temporada.

O público poderá ver o gate de largad a cheio já a partir do sábado, quando serão realizadas as corridas das categorias 50cc, 65cc, MXJr e MX3. No domingo, será a vez da categorias MX2, CRF 230, 85cc e MX1. “Até o início da semana tivemos cerca de 300 pilotos inscritos. A expectativa é de que possa haver, inclusive, provas classificatórias. Estou certo de que vamos proporcionar boas disputas para o público”, contou Yasuda.

A etapa do Brasileiro em Indaiatuba já é uma tradição no mundo do motocross, segundo o gerente de competições. “Vamos ter uma grande abertura. Indaiatuba é tradicional por já ter sido sede de provas internacionais. Sei que vamos receber pilotos de diferentes regiões para prestigiar o evento.”

O Team Honda tem apoio da Mobil, Pirelli, Showa, ASW, Polisport, Riffel, Oakley, Orbital, D.I.D., NGK, Master Freios, Pro Taper, Reebok, Griffe Correa e Yoshimura.