Dário Júlio, piloto da Equipe Honda Mobil de Enduro de Regularidade. Crédito: Adalto Gomes

ENDURO – Pilotos Honda disputam XIV Enduro do Contestado neste final de semana

CAÇADOR (SC) – O Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade chega a sua penúltima prova nesse final de semana (17 e 18). Válido pela 13ª e 14ª etapas da competição nacional, o XIV Enduro Contestado será realizado no município de Caçador (SC) e contará com a disputa emocionante entre o piloto da Equipe Honda Mobil, Dário Júlio, e o satélite Sandro Hoffmann, nas primeiras posições da categoria Master.

Dário Júlio, piloto da Equipe Honda Mobil de Enduro de Regularidade. Crédito: Adalto Gomes

Dário Júlio, piloto da Equipe Honda Mobil de Enduro de Regularidade. Crédito: Adalto Gomes

O trajeto total terá aproximadamente 275 quilômetros. No sábado (17), os participantes percorrerão a primeira metade da etapa, com 140 quilômetros, que será válida pelo Campeonato Brasileiro, Campeonato Sul Brasileiro e Campeonato Catarinense. No domingo (18), o desafio será menor, com 135 quilômetros, e além das competições citadas acima, fará parte da Copa Oeste.

Terceiro colocado na classificação geral do Brasileiro de Enduro de Regularidade com 107 pontos, sem contar os descartes, Dário Júlio encara pela primeira vez o trajeto na região catarinense. “Essa vai ser a minha estreia no Enduro do Contestado. A disputa pelo título está bastante acirrada e ainda tenho chances de chegar à primeira colocação. Entrarei nessa etapa pensando em fazer o possível para garantir o melhor resultado”, diz o mineiro de Lavras.

Hexacampeão brasileiro da modalidade e líder na geral com 176 pontos, Sandro Hoffman busca ampliar a vantagem sobre seus adversários no campeonato nacional. “Conheço as provas de Santa Catarina. Elas são feitas numa região alta, têm médias mais longas, o terreno é mais batido e de reflorestamento. Será uma etapa bastante rápida e estou com boa expectativa para manter a sequência de vitórias e ficar mais perto do sétimo título”, completa Sandro.

Experiente, o capixaba analisa as possíveis adversidades que os pilotos encontram antes da competição. “Saímos de um clima quente no Enduro da Independência para correr em Santa Catarina, onde chove e faz frio. Também não tivemos muito tempo de intervalo entre as e etapas. O piloto precisa estar adaptado a essa variação de clima e exigência de preparo físico para entrar bem nos trajetos”, completa.

A Equipe Honda Mobil tem apoio da Mobil, Pirelli, Oakley, ASW, Riffel, Showa, DID, Polisport, Orbital, NGK e Protaper.