Foto: O grupo desenvolveu um sistema que regula a intensidade do farol de acordo com o ambiente

Engenharia Elétrica da FEI desenvolve 11 soluções mercadológicas

Foto: O grupo desenvolveu um sistema que regula a intensidade do farol de acordo com o ambiente

Foto: O grupo desenvolveu um sistema que regula a intensidade do farol de acordo com o ambiente

Projetos de formatura, no campus São Bernardo, abordam desde catraca inteligente para estádios, farol de carro regulado pela iluminação do ambiente até um aquário microcontrolado

Onze inovações desenvolvidas por formandos do curso de Engenharia Elétrica do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) são atrações nesta quarta-feira, dia 24, a partir das 18h, na 36ª Elexpo (Exposição dos Trabalhos de Formatura do Curso de Engenharia Elétrica da FEI), campus São Bernardo. Um dos projetos é a catraca biométrica para controlar o acesso das pessoas em eventos com bilheteria. Responsável por liberar a entrada do usuário, a tecnologia é ideal para espaços com grande fluxo de público pagantes, como estádios e shows.

Para ter acesso aos locais, basta o visitante cadastrar os dados pessoais na central de atendimento e adquirir o cartão, com créditos recarregáveis em endereços credenciados. Quando o cartão é inserido na catraca, as informações do usuário aparecem na tela do sistema, que libera a entrada por meio do reconhecimento da impressão digital e debita o valor do bilhete de forma automática. “Além da praticidade, o sistema evita a ação de cambistas”, avisa Daniel Monteiro Lima, que desenvolveu o projeto com os alunos Reginaldo Koike, Paulo Koga, Alexandre Silva e Victor Ranzatti.

Outra novidade é o farol automotivo automático, criado por Bruno Menaldo, Fernando Dizeró e Silva e Danilo Hernani Perico. O grupo desenvolveu um sistema que regula a intensidade do farol de acordo com o ambiente. O motorista pode escolher cinco níveis de regulagem. O controle de potência dos faróis é feito por meio de um sensor que captura a luminosidade do ambiente externo e de um microcontrolador, que gera um sinal de maior ou menor intensidade dos faróis, de acordo com a necessidade. “Se o carro estiver em local escuro, o farol acende automaticamente com a intensidade de luz necessária para o ambiente”, explica Bruno Menaldo.

O farol, ainda, emite sinais de alerta para o motorista que trafega no sentido oposto com o farol alto. No caso, o sistema emite três vezes sinal de alerta ao motorista desatento. No painel do veículo equipado com a nova tecnologia, o display informa o nível de regulagem do farol. O kit de adaptação pode ser instalado em qualquer veículo e o preço sugerido é R$ 150.

Outros projetos dos formandos de Engenharia Elétrica da FEI são o Simulador de Reanimação Cardiopulmonar, Aquário Microcontrolado, Câmara Climatizada com Célula Peltier, Navegação Autônoma de um Robô Hexápode por Sensoriamento, Automação da Informação Via Rede CAN, Automação Residencial via RFID, Dispositivo para Monitoramento de Integridade em Transporte e Telemetria Hospitalar Wireless.

36ª Elexpo
Dia 24 de junho, a partir das 18h.
Campus SBC – avenida Humberto de Alencar C. Branco, 3972, bairro Assunção, SBC.