Entrevista com Thales Vilardi

O paulista de apenas 19 anos surpreendeu a todos com sua pegada e garantiu sua vaga na Seleção Brasileira para o Motocross das Nações, mesmo que como reserva

Thales Vilardi não teve muita sorte no início da temporada, fraturou o escafóide na abertura do Brasileiro e acabou ficando para trás na classificação. Apesar do incidente, o paulista de apenas 19 anos surpreendeu a todos com sua pegada e garantiu sua vaga na Seleção Brasileira para o Motocross das Nações, mesmo que como reserva.

A lesão no braço direito na etapa de abertura do Brasileiro de Motocross comprometeu sua temporada?
Thales – Com certeza! O acidente me tirou das duas primeiras etapas de todos os campeonatos: Latino-americano, Superliga, Arena e do próprio Brasileiro. Mas isso acontece, o que busco fazer é me preparar para a próxima corrida e dar a volta por cima.

Mesmo assim, você foi convocado para representar o Brasil no Motocross das Nações. A que você atribui isso?
Thales – Realmente, isso foi uma surpresa. Fiquei bastante tempo parado, mas no meu retorno, foquei em conseguir os melhores resultados possíveis. Venci uma etapa da Superliga e liderei baterias nas etapas do Brasileiro de Foz do Iguaçu e Canelinha, além de fazer voltas rápidas. Acredito que isso ajudou bastante no momento da minha seleção para o time brasileiro.

Você será o piloto mais jovem da seleção brasileira que disputará o Motocross das Nações 2010. Mesmo na posição de reserva, você se sente preparado para correr, caso seja necessário?
Thales – Claro! Como você falou, sou o piloto mais jovem, mas estou tão preparado quanto os mais velhos. Estou motivado por ter sido convocado e, mesmo não sabendo se irei andar, darei tudo de mim neste período de preparação e durante as provas, se for necessário que eu corra.

Como está sua recuperação e preparação para o Nações?
Thales – Estou fazendo sessões de fisioterapia e de acupuntura. Temos três semanas para o Nações e estou focando meus treinos para esta competição. Até lá, participarei de uma etapa do Arena Cross, no dia 11 de setembro, na qual estou na vice-liderança da classificação (três pontos atrás de Hector Assunção na categoria Júnior). Vou correr também a etapa do Brasileiro em Nova Friburgo, uma semana antes do Nações. Acredito que estas duas provas serão um treino bem legal.

Qual seu palpite para o resultado do Brasil no Motocross das Nações 2010?
Thales – É bem difícil dizer um resultado. Pelo o que eu soube, será uma das edições mais disputadas. Espero fazer melhor ou igualar o resultado do Brasil nos últimos anos. Acredito que isso é possível. O Balbi e o Pipo andaram muito bem no Mundial, e o Ratinho também é um excelente piloto. Acho que a equipe brasileira deste ano tem muita qualidade.

Perfil
Nome: Thales Vilardi Felix da Silva
Data de nascimento: 27 de setembro de 1990
Naturalidade: São Paulo – São Paulo
Onde reside: São Paulo – São Paulo
Profissional desde: 2006
Competições em 2010: Latino-americano de Motocross, Superliga Brasil de Motocross, Arena Cross, Brasileiro de Motocross e, no fim do ano, o Brasileiro de Supercross